Brasil

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
LocationBrazil.png

A República Federativa do Brasil é o maior e mais populoso país da América Latina e o quinto maior em área e população do mundo. Sua área é de 8.514.876,599 km², localiza-se na parte central e nordeste da América do Sul.

Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Portal:Brasil.



  • "O Brasil não é um país sério."
— A frase não é do presidente francês Charles de Gaulle (1890-1970), mas do embaixador brasileiro na França, Carlos Alves de Souza, dita ao jornalista Luiz Edgar de Andrade, na época correspondente do "Jornal do Brasil" em Paris. Depois de discutir com De Gaulle a "guerra da lagosta", em 1962, quando barcos franceses a pescavam na costa brasileira, Souza relatou a Edgar o encontro dizendo-lhe que falaram sobre o samba carnavalesco "A lagosta é nossa", das caricaturas que faziam de De Gaulle, terminando a conversa assim: "Edgar, le Brésil n'est pas um pays sérieux". O jornalista mandou o despacho para o jornal e a frase acabou outorgada a De Gaulle.[1]
  • "O Brasil já está à beira do abismo. Mas ainda vai ser preciso um grande esforço de todo mundo pra colocarmos ele novamente lá em cima".
Millôr Fernandes[2]
  • "Está bem. Deus é brasileiro. Mas pra defender o Brasil de tanta corrupção só colocando Deus no gol".
Millôr Fernandes[3]
  • "O Brasil é os Estados Unidos onde eu vivo".
Millôr Fernandes[4]
  • "No momento em que aumentam as nossas descobertas arqueológicas fica evidente que o Brasil tem um enorme passado pela frente. Ou um enorme futuro por detrás, se preferem".
Millôr Fernandes[5]

Depressa meu irmão,
E sai da pista,
Que o Brasil é um trem
Sem maquinista!".

Millôr Fernandes[6]
  • "Além de transformarem o Brasil num casino, viciaram a roleta".
- Millôr definitivo: a bíblia do caos - página 54, Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 9788525411853 - 618 páginas
  • "Brasil, país do faturo".
- Millôr definitivo: a bíblia do caos - página 64, Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 9788525411853 - 618 páginas
  • "A história do Brasil foi escrita pelos portugueses. Daí o sotaque".
- Millôr definitivo: a bíblia do caos - página 64, Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 9788525411853 - 618 páginas
  • "Brasil: país governado por um gigantesco tour-de-farsa.
- Millôr definitivo: a bíblia do caos - página 207, Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 9788525411853 - 618 páginas
  • "No Brasil de hoje, os cidadãos têm medo do futuro. Os políticos têm medo do passado."
- Chico Anísio citado em Política Operária‎ - Edições 107-113 - Página 21, Editora Política operária 2006
  • "O Brasil não é diferente na criminalidade e sim na impunidade."
- Antonio Carlos Biscaia citado em "Do bestial ao genial: frases da política"‎ - Página 181, Paulo Buchsbaum, André Buchsbaum - Ediouro Publicações, 2006, ISBN 850002075X, 9788500020759 - 294 páginas
  • "A prosperidade de alguns homens públicos do Brasil é uma prova evidente de que eles vêm lutando pelo progresso do nosso subdesenvolvimento."
- Stanislaw Ponte Preta citado em "Dupla exposição: Stanislaw Ponte Preta, Sérgio Porto"‎ - Página 272, Renato Sérgio - Ediouro, 1998, ISBN 8500006420, 9788500006425 - 335 páginas
  • "O Brasil não é para principiantes."
  • "O Brasil é de cabeça para baixo e, se você disser que é de cabeça para baixo, eles o põem de cabeça para baixo, para você ver que está de cabeça para cima."
  • "Minha obra é toda um canto de amor ao Brasil, minha terra, povo, flora e fauna. À vista da minha janela ou da janela do avião."
  • "Volto para me aporrinhar, para responder a esse tipo de pergunta, para ser um dos 5% de brasileiros que pagam imposto de renda, para perder o apetite ou morrer de indigestão. Volto porque nunca saí daqui."
- Respondendo por que sempre volta ao Brasil.
  • "Este é um país em que as prostitutas gozam, os traficantes cheiram e em que um carro usado vale mais que um carro novo. É ou não é um país de cabeça para baixo?"
  • "Sucesso no Brasil é ofensa pessoal."
- Tom Jobim, citado em Revista Trip‎, - nov. 2004 - núm. 128 - página 25 - 128 páginas
  • "Dizem que em algum lugar, parece que no Brasil, existe um homem feliz."
- Vladimir Mayakovsky, citado em "Maiakovski: vida e obra‎" - Página 9, Fernando Peixoto - J. Alvaro, 1969 - 313 páginas
  • "As fundações vivem do imposto do governo e ao mesmo tempo só servem a si próprias. Enquanto as fundações americanas apóiam as universidades, no Brasil todos querem tirar uma casquinha. Sempre."
  • "Governar é ouvir pedidos. Desde a Colônia é assim:as corporações estão sempre de chapéu na mão em torno do rei. As que têm mais capacidade de coerção, levam mais. Ou tentam. Na crise do PCC, figuras da minoria branca queriam a lei de talião. Queriam que se matassem todos, para preservar a eles, da minoria branca. Isso foi o que me irritou mais. Nós estávamos num momento extremamente difícil e tínhamos que mostrar que o Estado pode vencer dentro da lei. Telefonaram, e uns poucos vieram aqui."
  • "O Brasil é conservador, reacionário. As pessoas são de esquerda quando estão na oposição. No poder, são todos conservadores."
  • "Esse é um grande defeito da nossa universidade. Ela fica estudando coisas absolutamente platônicas, românticas, estuda Antônio Conselheiro e não estuda a realidade social das grandes cidades brasileiras. Por que nenhum sociólogo foi entrevistar os presos para entender a origem e a motivação para o crime? A universidade virou novamente uma estrutura elitista isolada da sociedade."
  • "Estou convicto hoje de que sem o Lula nós teríamos conflitos sociais muito violentos no Brasil. Ele nasceu na sociedade mais pobre, tem empatia e raiz social profunda. Está procurando afastar as grandes diferenças sociais e, assim, consolidando a democracia."
  • "Fui sempre um conservador. Mas não burro. Vejo o que está aí. Vivemos uma situação social próxima de um vulcão."
- Cláudio Lembo, entrevista em Folha de S. Paulo, dezembro de 2006[7]
  • "Os Estados Unidos estão irritados com a proximidade de dois países independentes como o Irã e o Brasil. É por isso que reclamaram tanto antes da sua visita [de Lula] ao Irã"
-Ali Khamenei, aiatolá autoridade máxima do Irã.
-Fonte: O Globo
  • "Se, ao final do meu mandato, todos os brasileiros tiverem a possibilidade de tomar café da manhã, almoçar e jantar, terei cumprido a missão da minha vida."
- Discurso de posse, em 2003
  • "Tem muita gente que fica jogando a miséria 'ah, porque o imperialismo americano, o imperialismo, nós somos pobres por causa do imperialismo...'. As pessoas nunca percebem que o imperialismo americano só teve influência nefasta em alguns países porque a sua elite era nefasta. Se as pessoas fossem honestas e dignas, e tivessem uma elite ali brigando pela soberania, não tinha acontecido. Nossa elite contribuiu para isso."
- Em documentário do Canal 7, da Argentina
  • "Se Jesus Cristo viesse para cá (Brasil), e Judas tivesse a votação num partido qualquer, Jesus teria de chamar Judas para fazer coalizão."
- Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, em 2009
  • "Quando assumimos o governo, o País estava à beira da falência, com uma dívida externa de 210,7 bilhões de dólares e um risco Brasil de quase 2.000 pontos. Em três anos e meio, zeramos nossa dívida com o FMI, diminuímos a dívida restante para 161 bilhões de dólares e derrubamos o risco Brasil para os patamares mais baixos desde que é medido. Hoje ele está em 260 pontos".
- Palavras no fim de sua primeira gestão
  • "Um Lulinha incomoda muita gente, uma Dilminha incomoda muito mais.O que não é justo é uma pessoa comer cinco pãezinhos por dia, jogar dez fora, e o outro não poder comer nenhum pãozinho por dia. Então este País começou a mudar e isso incomoda muita gente."
-Em março de 2010, sobre o incomodo das suas ações sobre seus opositores e sucessão eleitoral.
Fonte: Terra
  • "Então, este País não é um País governado por um cara, com 190 milhões de habitantes. Este País é um País de 190 milhões de caras, governado por um presidente da República."
Fonte: Terra
  • "Durante 30 anos fomos a economia que mais cresceu no mundo. O que aconteceu é que não houve distribuição da renda produzida. Pouco dinheiro na mão de muitos significa distribuição de renda, muito dinheiro na mão de poucos significa concentração de renda"
-Sua opinião sobre o desenvolvimento econômico nos governos anteriores.
Fonte:G1
  • "A divergência do Irã com os EUA perdurava por 31 anos. Qual foi o mal que o Brasil e a Turquia fizeram? Foi o de convencer o presidente do Irã a se sentar para negociar. Que era o que eles queriam que acontecesse. Quando o Irã topa sentar, eles falam que não vale mais. Não é possível fazer política internacional sem respeito mútuo"
Fonte: Estadão
  • "Terminou uma Copa do Mundo na África do Sul agora e já começam a dizer: 'cadê os aeroportos brasileiros, os estádios, cadê os corredores de trem brasileiros, cadê os metrôs brasileiros', como se nós fôssemos um bando de idiotas que não sabem fazer as coisas e definir as nossas prioridades"
Fonte: Estadão
  • "Muita gente não aceita isso com facilidade porque o normal era que fôssemos subordinados a uma grande potência."
-Criticando os criticos de sua política externa sobre conflitos internacionais.
Fonte: R7
  • "Eu fico triste porque no Brasil nós temos um complexo de inferioridade na cabeça de muita gente. Uma parte de nossa elite política, que escreve colunas (em jornais), que fica dizendo: ‘Mas o que o Brasil tinha que se meter? Aquilo não é coisa do Brasil’. O Brasil não tem que pedir licença a ninguém para conversar com quem quer que seja."
-Sobre comentarios recebidos do acordo realizado com o Irã
- Fonte: [1]
- Lula
- Lima Barreto citado em "O império do grotesco" - Página 151; de Muniz Sodré, Muniz Sodre - Raquel Paiva, Raquel Paiva - Publicado por Mauad Editora Ltda, 2002 ISBN 8574780618, 9788574780610 - 154 páginas
  • "Por várias razões, Brasília exerce fascinação sobre os cidadãos dos Estados Unidos. Brasília é uma epopéia digna das vastas possibilidades e aspirações desta nação".
- Dwight D. Eisenhower.
- Fonte: SILVA, Ernesto. História de Brasília: Um Sonho, Uma esperança, Uma Realidade. p. 378. Brasília: CDL , 1997.
  • "Nós, os brasileiros, gostamos de ser misturados."
- Fernando Henrique Cardoso. - Fonte: Revista Veja, Edição 1 680 - 20 de dezembro de 2000.
  • "O Brasil é a mais avançada democracia racial do mundo".
- Gilberto Freyre.- Em entrevista à Revista Veja, em abril de 1970
  • "O nosso estilo de jogar futebol me parece contrastar com o dos europeus por um conjunto de qualidades de surpresa, de manha, de astúcia, de ligeireza e, ao mesmo tempo, de brilho e de espontaneidade individual em que se exprime o mesmo mulatismo de que Nilo Peçanha foi até hoje a melhor afirmação na arte política."
- Gilberto Freyre. Foot-ball mulato, in Diário de Pernambuco, 17-6-1938 apud MARANHÂO, Tiago. Apolíneos e dionisíacos — o papel do futebol no pensamento de Gilberto Freyre a respeito do «povo brasileiro», in Análise Social, vol. XLI (179), 2006, pp 441 (visitado em 9 de agosto de 2008)
  • "Impossível governar com este Congresso. É mister que ele desapareça para a felicidade do Brasil."
- Deodoro da Fonseca'Palavras de Deodoro, justificando a tentativa de dissolução do Congresso Nacional, em novembro de 1891.
  • "República no Brasil é coisa impossível porque será uma verdadeira desgraça. O único sustentáculo do Brasil é a monarquia; se mal com ela, pior sem ela"
- Deodoro da Fonseca Trecho de uma carta de Deodoro para um sobrinho, escrita no dia 13 de setembro de 1889
  • No Brasil há excesso de vírgula. Antes pecar pela falta do que pelo exagero.
- Nélida Piñon
  • "Este país não pode dar certo. Aqui prostituta se apaixona, cafetão tem ciúme, traficante se vicia e pobre é de direita"
- Tim Maia
  • "Vamos dar um não à desordem, à bagunça, à baderna, à bandeira vermelha. Vamos dar um sim à bandeira do Brasil, verde, amarela, azul e branca."
- Fernando Collor de Mello Referindo-se a Lula, no último debate dos presidenciáveis antes do segundo turno, em 14 de dezembro de 1989.
  • "Futebol não se aprende na escola! Por isso o Brasil é pentacampeão!"
- Gabriel o Pensador'
  • "Infelizmente o livro não resolve, o Brasil só me respeita com um revólver."
- Carlos Eduardo Taddeo também conhecido como Eduardo. Compositor e intérprete no grupo de Rap Facção CentralNa música Isso Aqui é uma Guerra, gerou a prisão dos cantores pelo conteúdo da letra por apologia ao crime.
  • "Novo porque surge como uma etnia nacional, diferenciada culturalmente de suas matrizes formadoras, fortemente mestiça, dinamizada por uma cultura sincrética e singularizada pela redefinição de traços culturais delas oriundos. Também novo porque se vê a si mesmo e é visto como uma gente nova, um novo gênero humano diferente de quantos existam. Povo novo ainda, porque é um novo modelo de estruturação societária, que inaugura uma forma singular de organização sócio-econômico, fundada num tipo renovado de escravismo e numa servidão continuada ao mercado mundial. Novo, inclusive, pela inverossímil alegria e espantosa vontade de felicidade, num povo tão sacrificado, que alenta e comove a todos os brasileiros." (1996, p. 19)
  • "A urbanização, apesar de criar muitos modos citadinos de ser, contribuiu para ainda mais uniformizar os brasileiros no plano cultural, sem, contudo, borrar suas diferenças. A industrialização, enquanto gênero de vida que cria suas próprias paisagens humanas, plasmou ilhas fabris em suas regiões. As novas formas de comunicação de massa estão funcionando ativamente como difusoras e uniformizadoras de novas formas e estilos culturais." (1996, p. 21)
  • "A mais terrível de nossas heranças é esta de levar sempre conosco a cicatriz de torturador impressa na alma e pronta a explodir na brutalidade racista e classista. Ela é que encandesce, ainda hoje, em tanta autoridade brasileira predisposta a torturar, seviciar e machucar o pobres que lhes caem às mãos."
  • "Essas cidades e vilas, grandes e pequenas, constituíam agências de uma civilização agrário-mercantil, cujo papel fundamental era gerir a ordenação colonial da sociedade brasileira, integrando-a no corpo de tradições religiosas e civis da Europa pré-indústrial e fazendo-a render proventos à Coroa portuguesa. Como tal, eram centros de imposição das idéias e das crenças oficiais e de defesa do velho corpo de tradições ocidentais, muito mais que núcleos criadores de uma tradição própria."
  • "A estratificação social gerada historicamente tem também como característica a racionalidade resultuante de sua montagem como negócio que a uns privilegia e enobrece, fazendo-os donos da vida, e aos demais subjuga e degrada, como objeto de enriquecimento alheio. Esse caráter intencional do empreendimento faz do Brasil, ainda hoje, menos uma sociedade do que uma feitoria, porque não estrutura a população para o prenchimento de suas condições de sobrevivência e de progresso, mas para enriquecer uma camada senhorial voltada para atender às solicitações exógenas."
  • "A nação brasileira, comandada por gente dessa mentalidade, numca fez nada pela massa negra que a construira. Negou-lhe a posse de qualquer pedaço de terra para viver e cultivar, de escolas em pudesse educar seus filhos, e de qualquer ordem de assistência. Só lhes deu, sobejamente, discriminação e repressão. Grande parte desses negros dirigiu-se às cidades, onde encontra um ambiente de convivência social menos hostil. Constituíram, originalmente, os chamados bairros africanos, que deram lugar às favelas. Desde então, elas vêm se multiplicando, como a soluçào que o pobre encontra para morar e conviver. Sempre debaixo da permanente ameaça de serem erradicados e expulsos."
  • "Composta como uma constelação de áreas culturais, a configuração histórico-cultural brasileira conforma uma cultura nacional com alto grau de homogeneidade. Em cada uma delas, milhões de brasileiros, através de gerações, nascem e vivem toda a sua vida encontrando soluções para seus problemas vitais, motivações e explicações que se lhes afiguram como o modo natural e necessário de exprimir sua humanidade e sua brasilidade. Constituem, essencialmente, partes integrantes de uma sociedade maior, dentro da qual interagem como subculturas, atuando entre si de modo diverso do que o fariam em relação a estrangeiros. Sua unidade fundamental decorre de serem todas elas produto do mesmo processo civilizatório que as atingiu quase ao mesmo tempo; de terem se formado pela multiplicação de uma mesma protocélula étnica e de haverem estado sempre debaixo do domínio de um mesmo centro reitor, o que não enseja definições étnicas conflitivas." (1996, p. 254)
  • "É de se supor que, por esse caminho, a população brasileira se homogeneizará cada vez mais, fazendo com que, no futuro, se torne ainda mais co-participado por todos um patrimônio genético multirracial comum. Ninguém estranha, no Brasil, os matizes de cor dos filhos dos mesmos pais, que vão, freqüentemente, do moreno amulatado, em um deles, ao branco mais claro, no outro; ou combinam cabelos lisos e negros de índio ou duros e encaracolados de negro, ou sedosos de branco, de todos os modos possíveis; com diferentes aberturas de olhos, formas de boca, conformações nasais ou proporções das mãos e pés. Na verdade, cada família brasileira de antiga extração retrata no fenótipo de seus membros características isoladas de ancestrais mais próximos ou mais remotos dos três grandes troncos formadores. Conduzindo, em seu patrimônio genético, todas essas matrizes, os brasileiros se tornam capazes de gerar filhos tão variados como variadas são as faces do homem."
- Darcy Ribeiro, O Povo Brasileiro: A formação e o sentido do Brasil. 2º ed., São Paulo: Companhia das Letras, 1996
  • "O Brasil, a exemplo de outros países, precisava identificar a sua cultura ao rap que é feito aqui."
- MV Bill
  • "A Pátria não é a raça, não é o meio, não é o conjunto dos aparelhos econômicos e políticos: é o idioma criado ou herdado pelo povo"
- Olavo Bilac
  • "O futebol é a única coisa que une esse País de norte a sul, leste a oeste. Nunca tivemos uma guerra, não brigamos pela nossa independência, não temos símbolo, mas o futebol sim, exerce essa função!"
- Carlos Alberto Parreira
  • "De cada dez brasileiros, seis olhariam Pelé e diriam: 'Ele é bom, mas...'"
- Paulo Coelho, escritor, ao afirmar em entrevista ao site da Fifa que o Rei do Futebol não é uma unanimidade no Brasil
Revista ISTOÉ Gente 353
  • "O Brasil é um país novo que se imagina velho, e um país velho que se supõe novo."

In: O Avesso das Coisas, p. 30 (CDA)"

  • "O Brasil está dormindo, coitado."

"Poesia até agora" - Página 55, de Carlos Drummond de Andrade - Publicado por J. Olympio, 1948 - 257 páginas

  • "O povo bom e simples, suas cores vistosas, pelo campo... Tão Brasil!"
- Carlos Drummond de Andrade
  • "No Brasil, o político é veado, corno ou ladrão. A mim, escolheram como ladrão."
- Paulo Maluf
  • "Em nenhum outro país os ricos demonstraram mais ostentação que no Brasil. Apesar disso, os brasileiros ricos são pobres. São pobres porque compram sofisticados automóveis importados, com todos os exagerados equipamentos da modernidade, mas ficam horas engarrafados ao lado dos ônibus de subúrbio."
- Cristovam BuarqueFonte: jornal O Globo, de 12/02/2001, citado por [http://www.nossosaopaulo.com.br/Reg_SP/Politicos/Pol_Dados.htm Política Brasileira
  • "É uma coisa muito mal resolvida no Brasil, o brasileiro não aceita o fato de ser mestiço"
  • "Ninguém no Brasil é branco!"
  • "Era televisão e futebol. Construíram estádios e essa rede impressionante de telecomunicações por todo o Brasil, e ao mesmo tempo uma degradação crescente em termos de educação e saúde. Tudo isso foi descuidado."
- Chico Buarque
  • "No Brasil, a aspiração é americana, mas a organização é macunaímica".
- Elis Regina
  • “Se o brasileiro branco soubesse quanto que ele tem de ameríndio e de africano, talvez ele fosse menos preconceituoso”
- Sérgio Pena, médico geneticista
  • “Brasil, um monumento á negligencia social"
- Eric Hobsbawm, historiador
  • "A criação de Brasília é um ato de afirmação humana que constitui um acontecimento na história da humanidade".
- Arnold Toynbee
  • "O Brasil não tem uma direita há muito tempo. Nas últimas eleições presidenciais, os discursos de todos os candidatos eram semelhantes. O Partido Democratas foi inspirado na esquerda americana. Portanto, não pode ser considerado exemplo de partido conservador."
  • "O povo brasileiro é profundamente conservador. Sobretudo no aspecto social. É maciçamente contra o aborto, o feminismo radical, as quotas raciais, o gayzismo organizado. No entanto, não há político que fale em nome do povo: estão todos comprometidos com os lobbies bilionários que protegem esses movimentos."
- Olavo de Carvalho
  • “Certamente, essa conferência Rio+20 é um esforço da parte do Brasil. É claro que não é só com essa conferência que chegaremos a esse objetivo, mas esse é um dos passos que temos que dar. A sociedade brasileira é dinâmica e cultural, a população procura Justiça. Tem muitas personalidades corajosas que estão à procura da Justiça”. “Um ponto importante é que nossas relações estão fora da dominação dos países poderosos”,
Ahmadinejad
  • "Nossa burguesia fedorenta só teve coragem de organizar a primeira universidade em 1903."
João Pedro Stédile
  • "Por várias razões, Brasília exerce fascinação sobre os cidadãos dos Estados Unidos. Brasília é uma epopéia digna das vastas possibilidades e aspirações desta nação".
— Dwight D. Eisenhower.
  • "A desigualdade social no Brasil é escandalosa, criminosa. Um país que se pretende entrando no primeiro mundo, que se pretende um país do G-20, não pode continuar compactuando com formas arcaicas de dominação do homem pelo homem. O grande latifúndio é uma coisa anacrónica."
— Wagner Moura


  • "Meu amor pelo Brasil, é de comparar com o de uma mãe para um filho, ela tem um amor incomparável por ele, mesmo com tantos problemas que ele possa ter, afinal ele é único e jamais deixará de ser seu filho.
— Maisa

Referências

Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Brasil.


Bibliografia[editar]