Paulo Maluf

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paulo Maluf
Paulo Maluf
Paulo Maluf em outros projetos:

Paulo Salim Maluf é um político brasileiro, nascido em 3 de setembro de 1931, em São Paulo). .


  • "Pode ter havido prefeito tão honesto quanto Maluf, mas mais do que ele, não."
Fonte: Revista IstoÉ Edição 1598
  • "Votem no Pitta, e se o Pitta não for um bom prefeito nunca mais votem em mim."
- O mandato de Celso Pitta foi marcado por suspeitas de corrupção, que ocasionou a ruptura de Pitta com Maluf, passando Pitta a pertencer ao PTN.
- Fonte: Horário Político na Televisão, durante as campanhas para a prefeitura da cidade de São Paulo, em 1996.
  • "Quando eu apoiei o Pitta, minha idéia era dar um novo valor, um novo nome à política de São Paulo. E a cidade mostrou que não tem preconceitos, porque elegeu um afro para governá-la. Agora, errei. Quem aqui nunca errou na vida?"
- Argumentando sobre seu "erro": ter indicado Pitta para a prefeitura de São Paulo.
- Fonte: Revista VEJA
  • "Se está com desejo sexual, estupra, mas não mata."
- Em palestra para estudantes de medicina aonde ele defende que estupro é um crime hediondo, e que se seguido de morte, deveria ser punido com pena de morte
- Fonte: Revista VEJA e Horário Político na Televisão, durante as campanhas para o governo do Estado de São Paulo, em 1994.
  • "No Brasil, o político é veado, corno ou ladrão. A mim, escolheram como ladrão."
- Fonte: Revista VEJA
  • "Aqui deveria ter controle de qualidade no fornecedor da quentinha. A quentinha que hoje serviram para mim, não daria nem para meu cachorro."
- Reclamando dos serviços da carceragem da Polícia Federal, em São Paulo, onde ficou preso, em setembro de 2005
- Fonte: Revista Isto É Gente! de 26/12/2005
  • "O dinheiro que encontrarem em meu nome no exterior - guardem essa fita gravada -, eu dou desde já à Santa Casa de Misericórdia de São Paulo."
-entrevista ao Programa Amaury Jr., em 2006.
  • "Como Cristo teve as 14 estações de sua Via-Crúcis, eu tive as minhas também."
-Falando sobre o episódio de quando foi preso por suposto desvio de dinheiro público para contas suas no exterior, em entrevista ao Programa Amaury Jr., em 2006.
  • "É uma granjinha, com alguns poucos frangos."
- Em Paris, sobre a Granja Obelisco, que pertence à sua mulher e está sendo investigada por ter participado de um esquema viciado de fornecimento de frangos para a prefeitura de São Paulo.
- Fonte: Revista Veja
  • "Mário Covas ressuscitou o sarampo, a tuberculose e a caxumba."
- Fonte: Revista Veja
  • "Recebi uma agressão da mesma pessoa que há poucos meses agrediu a virtuosa e santa primeira-dama, Ruth Cardoso."
- Em resposta, evocando a crítica de Motta ao programa Comunidade Solidária; Revista Veja.
  • "É milagre de Maluf que faz chover no Nordeste. É uma benção de Deus e do Maluf."
- Durante um comício de Maluf em Natal para as eleições presidenciais de 1989, quando começava a chover.
- Fonte: Do bestial ao genial: frases da política - Página 21 - de Paulo Buchsbaum e André Buchsbaum - Editora Ediouro Publicações, 2006, ISBN 850002075X, 9788500020759
  • "Seus moradores ficam contentes porque se sentem em Genève."
- Paulo Maluf, candidato derrotado do PPB ao governo de São Paulo, sobre o Cingapura, projeto de moradia para favelados
- Fonte: Revista Veja de 23/12/98
  • "Quero ser Robin Hood."
- Paulo Maluf, candidato do PPB à prefeitura de São Paulo, prometendo isentar do IPTU 4 milhões de pessoas
  • "Ele está mais para Ali Babá."
- Marta Suplicy, candidata do PT, respondendo ao adversário
- Fonte: Revista Veja, Edição 1 673 - 1°/11/2000
  • "A senhora fique quietinha."
- Paulo Maluf, candidato do PPB à prefeitura de São Paulo, para Marta Suplicy, sua concorrente do PT, em debate na TV
- Fonte: Revista Veja, Edição 1 672 - 25/10/2000
  • "É um casamento espúrio dos homens de direita da Fiesp com a esquerda da CUT terrorista."
- Paulo Maluf, candidato à prefeitura de São Paulo pelo PPB, desesperado com o amplo apoio conquistado por sua oponente, Marta Suplicy (PT)
- Fonte: Revista Veja, Edição 1 671 - 18/10/2000
  • "Meu negócio não é homem. Tem candidata que defende o casamento de homem com homem, mas isso só dá lobisomem."
- Paulo Maluf, candidato a prefeito de São Paulo, referindo-se à concorrente do PT, Marta Suplicy, que defende a legalização da união entre pessoas do mesmo sexo
- Fonte: Revista Veja, Edição 1 662 - 16/8/2000
  • "Nunca tive tempo para fazer coisas ruins..."
- Paulo Maluf, candidato a prefeito de São Paulo pelo PPB, explicando a uma eleitora por que vai para o céu quando morrer
- Fonte: Revista Veja, Edição 1 656 - 5/7/2000
  • "A nova república foi fundada para trazer, justamente, nessa parte econômica a inflação suíça com o progresso japonês. É isso que eles diziam. Inflação suíça com progresso japonês. Estão trazendo o progresso da Biafra, o progresso de Moçambique com a inflação do inferno."
- Paulo Maluf, candidato a presidente da República pelo PSD em 1989, numa entrevista em Salvador, sobre o 5º plano econômico tentado pelo governo Sarney