Diferenças entre edições de "Millôr Fernandes"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
215 bytes adicionados ,  15h15min de 5 de fevereiro de 2019
sem resumo de edição
 
* "O jornalista deve ser cético pra que o leitor não se torne cético com relação ao jornalista."
 
::- ''Humor nos tempos do Collor‎ - Página 111, Jô Soares, Luís Fernando Veríssimo, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1992, 11 ed., ISBN 852540392X, 9788525403926 - 119 páginas''
 
* "Anatomia é uma coisa que os homens também têm, mas que, nas mulheres, fica muito melhor."
 
* "Roube ainda hoje! Amanhã pode ser ilegal."
 
::- ''Humor nos tempos do Collor‎ - Página 112, Jô Soares, Luís Fernando Veríssimo, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1992, 11 ed., ISBN 852540392X, 9788525403926 - 119 páginas''
 
* "Um idiota nunca aproveita a oportunidade. Na verdade muitas vezes o idiota é oportunidade que os outros aproveitam".
 
* "Entramos então em economia de guerra. Vamos abrir as pernas, indevidamente fechadas durante 25 anos, protegendo a virgindade de nossas entranhas petrolíferas. As pressões da fome estão obrigando o sistema a aumentar os salários, os estudantes já falam mais alto porque a força esgotou seus torturantes argumentos - bom, tudo indica que também já é hora dos ministros pararem de contar aquela velha história da inflação que vai baixar". ''(1979)''
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 55, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, 3a. ed., ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "Esta semana, mais um recorde da Loteria Esportiva: vinte e seis milhões, quatrocentos e vinte mil, trezentos e oito perdedores".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 288, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, 3a. ed., ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "Está bem. [[Deus]] é brasileiro. Mas pra defender o Brasil de tanta corrupção só colocando Deus no gol".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 12, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, 3a. ed., ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "Jamais chame um [[amizade|amigo]] de imbecil. É preferível lhe pedir dinheiro emprestado e não pagar".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 99, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, 3a. ed., ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "No momento em que aumentam as nossas descobertas arqueológicas fica evidente que o Brasil tem um enorme passado pela frente. Ou um enorme futuro por detrás, se preferem".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 30, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, 3a. ed., ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "O bom da gente ser pobre, triste, feio, doente e velho é que nada pior nos pode acontecer".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 340, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, 3a. ed., ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "O Brasil é os Estados Unidos onde eu vivo".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 14, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, 3a. ed., ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "O Brasil já está à beira do abismo. Mas ainda vai ser preciso um grande esforço de todo mundo pra colocarmos ele novamente lá em cima".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 11, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, 3a. ed., ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "Uma [[mulher]] nunca é tão [[beleza|bela]] quanto já foi".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 48, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, 3a. ed., ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "Diz que o grande erro de Noé foi que ele botou na Arca apenas dois [[animais]] de cada espécie, mas quando chegou a vez dos burros deixou entrar todos".
 
* "A sociedade brasileira é das mais curiosas do mundo. Mal tem condição de te dar um emprego de salário mínimo. Mas, se um pobre transgride suas regras, bota-o numa prisão que custa seis salários mínimos".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 65, Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 852541185X, 9788525411853 - 618 páginas''
 
* "Acreditar que não acreditamos em nada é crer na crença do descrer".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 129, Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 852541185X, 9788525411853 - 618 páginas''
 
* "Além de transformarem o Brasil em um cassino, viciaram a roleta".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 54, Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 852541185X, 9788525411853 - 618 páginas''
 
* "Andei observando e constatei - nem tudo é mel na vida das abelhas".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 10, Millôr Fernandes - L&PM Editores, 1994, ISBN 8525404349, 9788525404343 - 524 páginas''
 
* "Brasil - desse mato não sai coelho. Sai é Jacaré, [[Antônio Carlos Magalhães]], cobra, [[José Sarney]], hiena, [[Paulo Maluf]]..." ''(1987)''.
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 65, Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 852541185X, 9788525411853 - 618 páginas''
 
* "Divagar e sempre."
* "O capitalismo é a exploração do homem pelo homem. E o comunismo é exatamente o contrário."
::- ''As anedotas do Pasquim: uma antologia mundial de anedotas de salão, Volume 3 - página 53, Editora Editora Codecri, 1976
 
=== Sobre o tempo ===
 
* "Não existe o tempo. Existe o passar do tempo.
Não adianta prever males futuros. Batatas apodrecem.
A alma enruga antes da pele."
 
=== Liberdade, Liberdade ===
 
*"O gourmet é o comilão erudito".
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos‎ - Página 258, Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 852541185X, 9788525411853 - 618 páginas''
 
* "Errar é humano. Botar a culpa nos outros, também."
 
::- ''Millôr definitivo: a bíblia do caos - página 195, [[Millôr Fernandes]], Millôr Fernandes - L & PM Editores, 2002, ISBN 852541185X, 9788525411853 - 618 páginas''
 
* "As pessoas que falam muito mentem sempre, porque acabam esgotando seu estoque de verdades."
 
::- ''[[Millôr Fernandes]] citado em Frases Geniais - Página 216, PAULO BUCHSBAUM - Ediouro Publicações, 2004, ISBN 8500015330, 9788500015335, 440 páginas''
 
==Ligações externas==
Utilizador anónimo

Menu de navegação