Invisível

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Invisível é aquilo que não se pode ver.


- The poet is the priest of the invisible
- Opus Posthumous: Poems, Plays, Prose‎ - Página 169, de Wallace Stevens, Samuel French Morse - Publicado por Knopf, 1957 - 300 páginas
  • "O medo do poder invisível, fingido pela mente, ou imaginado a partir de contos publicamente permitidos, é religião, se não permitidos, é superstição. E quando o poder é verdadeiramente imaginado, como nós imaginamos, é a verdadeira religião."
- Fear of power invisible, feigned by the mind, or imagined from tales publicly allowed, religion; not allowed, superstition. And when the power imagined is truly such as we imagine, true religion.
- Thomas Hobbes in: "Leviathan", primeira parte; Por Thomas Hobbes; veja (wikisource)
  • "O visível abre nossos olhos ao invisível".
- Anaxágoras citado em "Duailibi Essencial: Minidicionário com mais de 4.500 frases essenciais" - Página 136, Roberto Dualibi, Marina Perchlivanis - Elsevier Brazil, 2006,ISBN 8535219579, 9788535219579, 496 páginas
- la poésie dans une œuvre, c'est ce qui fait apparaître l'invisible.
- Nathalie Sarraute citada em "Nathalie Sarraute"‎ - Página 210, de Mimika I. Kranakē, Yvon Belaval - Gallimard, 1965 - 263 páginas
  • "A ficção consiste não em fazer ver o invisível, mas em fazer ver até que ponto é invisível a invisibilidade do visível".
- La fiction consiste donc non pas à faire voir l'invisible, mais à faire voir combien est invisible l'invisibilité du visible
- Michel Foucault citado em "Qu'est-ce qu'un espace littéraire?"‎ - Página 31, de Xavier Garnier, Pierre Zoberman, Pascale Hellégouarc'h, Maarten Van Delden - Publicado por Presses universitaires de Vincennes, 2006 ISBN 2842921852, 9782842921859 - 206 páginas
  • Lento em minha sombra, com a mão exploro / Meus invisíveis traços."
- Jorge Luis Borges citado em "A última viagem de Borges: duas possibilidades de encenação‎" - Página 68, de Ignácio de Loyola Brandão - Publicado por Global, 2005, ISBN 8526010069, 9788526010062 - 171 páginas
  • "Visão é a arte de enxergar coisas invisíveis."
- Jonathan Swift citado em IDEIAS SOBRE IDEIAS: Mais de quinhentos pensamentos inspiradores sobre criatividade - página 88, Roberto Menna Barreto, Summus Editorial, 17 de abr de 2002 - 128 páginas - ISBN 8532307663, 9788532307668
  • "O essencial é invisível aos olhos. Só se vê bem com o coração."
- Antoine de Saint-Exupéry in: O Pequeno Príncipe
  • "Aí vinham a cobiça que devora, a cólera que inflama, a inveja que baba, e a enxada e a pena, úmidas de suor, e a ambição, a fome, a vaidade, a melancolia, a riqueza, o amor, e todos agitavam o homem, como um chocalho, até destruí-lo, como um farrapo. Eram as formas várias de um mal, que ora mordia a víscera, ora mordia o pensamento, e passeava eternamente as suas vestes de arlequim, em derredor da espécie humana. A dor cedia alguma vez, mas cedia à indiferença, que era um sono sem sonhos, ou ao prazer, que era uma dor bastarda. Então o homem, flagelada e rebelde, corria diante da fatalidade das coisas, atrás de uma figura nebulosa e esquiva, feita de retalhos, um retalho de impalpável, outro de improvável, outro de invisível, cosidos todos a ponto precário, com a agulha da imaginação; e essa figura, - nada menos que a quimera da felicidade, - ou lhe fugia perpetuamente, ou deixava-se apanhar pela fralda, e o homem a cingia ao peito, e então ela ria, como um escárnio, e sumia-se, como uma ilusão".
- Machado de Assis in: Memórias póstumas de Brás Cubas, Capítulo VII (1881)
  • "A relação que em nosso tempo nos une com o dinheiro é do todo abstrata. Nisso nossa sociedade se parece com a da Idade Média: tememos a um ente simbólico e invisível como há mil anos os homens temiam a Deus. Os valores das bolsas mudam sem nossa participação. Entre os valores e nós existe uma teologia do dinheiro chamada “economia” que, em geral, se encarrega de explicar racionalmente algo que não tem mais razão que poder simbólico."
La relación que en nuestro tiempo nos une con el Dinero es del todo abstracta. En eso se parece nuestra sociedad a la del Medioevo: tememos a un ente simbólico e invisible, como hace mil años los hombres temían a Dios. Los valores de las bolsas cambian sin nuestra participación. Entre los valores y nosotros existe una teología del dinero llamada “economía” que, por lo general, se encarga de explicar racionalmente algo que no tiene más razón que poder simbólico.
Jorge Majfud in: "Teología del dinero" Bitácora, diario La República de Uruguay (13 de noviembre de 2002)
  • "Sentar-se sozinho à luz da lâmpada com um livro aberto diante de você, e manter conversa íntima com homens de gerações invisíveis - é um prazer incomparável"
- To sit alone in the lamplight with a book spread out before you, and hold intimate converse with men of unseen generations — such is a pleasure beyond compare
- The Tsurezure Gusa de Yoshida Kenkō traduzido por George Sansom (1911).
  • "Toda vez que falta luz o invisível nos salta aos olhos"
- Humberto Gessinger na música Piano Bar
  • "Aquilo que o homem vê, o Amor torna invisível, / e o invisível faz ver o Amor."
- Ludovico Ariosto in: Orlando Furioso


Wikcionário lusófono
O Wikcionário possui o verbete: invisível


Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: invisibilidade.