Hamilton Mourão

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hamilton Mourão
Hamilton Mourão
Hamilton Mourão em outros projetos:

Antônio Hamilton Martins Mourão (Porto Alegre, RS, 15 de agosto de 1953) é um general da reserva do Exército Brasileiro.

2017[editar]

  • É óbvio que quando nós olhamos, com temor e com tristeza, os fatos que estão nos cercando, a gente diz: "Pô, por que não vamos derrubar esse troço todo?" Na minha visão, que coincide com a dos meus companheiros do alto comando do Exército, nós estamos numa situação, poderíamos lembrar lá da tábua de logaritmos, de aproximações sucessivas até chegar o momento que ou as instituições solucionam o problema político, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso. Agora, qual é o momento para isso? (...) No presente momento, o que nós vislumbramos? Os poderes terão que buscar a solução [para a corrupção que assola o Brasil]. Se não conseguirem, chegará a hora que nós teremos que impor uma solução. E essa imposição não será fácil. Ela trará problemas, pode ter certeza disso aí.
- Em evento da maçonaria, em Brasília — 15 de fevereiro de 2017
- Fonte: Poder360
- Vídeo no YouTube: youtube.com/watch?v=p54iVJoKUVs&t=1m49s

2018[editar]

  • A agricultura responde por 25% do PIB do Brasil. Temos que incentivar ainda mais. Eu não tenho dúvida de que no momento em que assumirmos o governo e estudarmos o tema, os subsídios terão que ser mantidos e terão que expandir mais.
- Defendendo a política econômica de subsídios à agricultura
- Fonte: Folha de S. Paulo — 4 de setembro de 2018
  • Heróis matam.
- Em entrevista à GloboNews, justificando as mortes atribuídas ao coronel do Exército Brasileiro Carlos Alberto Brilhante Ustra pela jornalista Miriam Leitão — 7 de setembro de 2018
  • Família sempre foi o núcleo central. A partir do momento que a família é dissociada, surgem os problemas sociais que estamos vivendo e atacam eminentemente nas áreas carentes, onde não há pai nem avô, é mãe e avó. E por isso torna-se realmente uma fábrica de elementos desajustados e que tendem a ingressar em narco-quadrilhas que afetam nosso país.
- Em evento promovido pelo Sindicato da Habitação (Secovi), em São Paulo — 17 de setembro de 2018
- Fonte: Revista Época — 18 de setembro de 2018
  • Um órgão de imprensa disse que critiquei as mulheres, estou apenas fazendo a constatação de coisas que ocorrem em comunidades carentes, com famílias lideradas por mães e avós, pois o homem ou morreu ou está preso, e a maioria dessas mulheres são trabalhadoras, cozinheiras, faxineiras e não tem com quem deixar seus filhos porque não tem creche e escola de tempo integral, então, essa criança vira presa fácil do narcotráfico.
- Questionado, durante palestra na ACSP (Associação Comercial de São Paulo), sobre uma declaração sua feita no dia anterior — 18 de setembro de 2018
- Fonte: R7 — 18 de setembro de 2018
  • Gente, deixa eu ir lá, que meus filhos estão me esperando. Olha, meu neto é um cara bonito, viu ali? Branqueamento da raça.
- Após dar uma rápida entrevista ao chegar ao Aeroporto de Brasília (DF)
- Fonte: O Globo — 6 de outubro de 2018

2019[editar]

  • Esta questão da flexibilização da posse de armas, eu não vejo como uma medida de combate à violência. Eu vejo apenas, única e exclusivamente como o cumprimento de promessa de campanha e que vai ao encontro aos anseios, em grande parte, de parte de eleitorado dele [Jair Bolsonaro].
- Afirmando que decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, que flexibiliza a posse de armas, é apenas o cumprimento de promessa de campanha
- Fonte: Exame — 21 de janeiro de 2019
  • O governo tem que tratar de forma objetiva. É uma questão de saúde pública. Doenças sexualmente transmissíveis são uma questão de saúde pública. A questão do aborto também é algo que tem que ser bem discutido, porque você tem aquele aborto onde a pessoa foi estuprada, ou a pessoa não tem condições de manter aquele filho. Então talvez aí a mulher teria que ter a liberdade de chegar e dizer "preciso fazer um aborto". Minha opinião como cidadão, não como membro do governo, é de que se trata de uma decisão da pessoa.
- Afirmando ser pessoalmente a favor de que as mulheres tenham liberdade de optar pelo aborto, em entrevista ao jornal O Globo
- Fonte: Site Pragmatismo Político — 1 de fevereiro de 2019
  • Enquanto ele [Nicolás Maduro] tiver apoio militar, a população que é de oposição e contrária ao Maduro ela está desarmada — não é? — e tem que estar — né? — porque senão nós iríamos para uma guerra civil na Venezuela, o que seria horrível para o hemisfério como um todo.
- Fonte: Site estudosnacionais.com — 26 de fevereiro de 2019
  • Eu acho que perde o Brasil. Perde o Brasil todas as vezes que você não pode sentar numa mesa com gente que diverge de você. O Brasil perde. Não é a figura A, B ou C. Perde o conjunto do nosso país e nós temos que mudar isso aí.
- Dizendo que o recuo de Sérgio Moro na indicação de Ilona Szabó, para o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), foi uma perda para o Brasil
- Fonte: Folha de S. Paulo — 5 de março de 2019
  • O general Geisel não foi eleito, eu fui.
- Na Brazil Conference, em Cambridge, EUA
- Vídeo no YouTube: youtube.com/watch?v=NiTeARyf-xo&t=1m31s
  • Fazemos política o tempo todo. Óbvio que a questão do Sínodo tem como pano de fundo a Amazônia e alguns dos dogmas da Igreja Católica estão em discussão. A questão da ecologia integral é a grande discussão do século 21 e é responsabilidade do governo brasileiro proteger a Amazônia, e de mais ninguém. Não queremos ser conhecidos como governo motosserra ou que não defende os direitos humanos.
- Em Roma para participar da canonização da irmã Dulce, admitindo que o Sínodo da Amazônia tem um viés político, apesar de ter sido convocado pela Igreja
- Fonte: Carta Capital — 11 de outubro de 2019
  • Não podemos ser apenas liberais e não podemos ser apenas estatistas; precisamos ir ao centro. Temos que tomar medidas para que a produtividade cresça, mas precisamos cuidar dos problemas sociais que todos os nossos países têm.
- Declarando, durante entrevista à Bloomberg, que os protestos no Chile servem como um lembrete para líderes latino-americanos de que os governos precisam atender às necessidades de todos os membros enquanto tentam manter uma disciplina fiscal
- Fonte: Metro1 — 24 de outubro de 2019

2020[editar]

  • O Eduardo Bolsonaro é um deputado. Se o sobrenome dele fosse Eduardo Bananinha não era problema nenhum. Só por causa do sobrenome. Ele não representa o governo. Não é a opinião do governo. Ele tem algum cargo no governo?
- Em entrevista a Folha de S. Paulo, explicando que crítica de Eduardo Bolsonaro à China não representa a posição do governo
- Fonte: Folha de S. Paulo — 19 de março de 2020
  • A posição do nosso governo, por enquanto, é uma só. A posição do governo é [o] isolamento e o distanciamento social.
- Afirmando, em entrevista por videoconferência sobre ações do Conselho Nacional da Amazônia Legal, ser esta a posição oficial do governo federal brasileiro relativamente a estratégia de combate ao novo coronavírus (COVID-19)
- Fonte: Jornal Nacional — 25 de março de 2020
  • O Moro é um cara muito bom e excepcional. Eu acho que ele vinha fazendo um bom trabalho. Mas relação é relação, né? Não é bom [a saída], mas vida que segue.
- Comentando a saída de Sérgio Moro do governo de Jair Bolsonaro
- Fonte: Folha de S. Paulo — 24 de abril de 2020
  • A China, hoje, é o grande comprador da nossa produção agrícola. Não adianta a gente querer ver de outra maneira, porque, se nós não vendermos para a China, nós vamos ter imensa dificuldade de colocar no mercado mundial todo o excedente de produção de grãos que nós temos.
- Em live com Murillo de Aragão da Arko Advice — 27 de abril de 2020
- Vídeo no YouTube: youtube.com/watch?v=UFAsB-KronQ

Sobre[editar]

2020[editar]

  • “Entre o Bolsonaro e o Mourão, me parece, o Brasil fica mais tranquilo com Mourão. Deixa o Mourão tomar conta.”
- Fernando Henrique Cardoso em entrevista à Rádio Gaúcha
- Fonte: O Antagonista — 28 de abril de 2020