Gustavo Franco

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Gustavo Henrique de Barroso Franco (Rio de Janeiro, 10 de abril de 1956) é um economista brasileiro, foi presidente do Banco Central do Brasil de agosto de 1997 a março de 1999.


- comparando o livro Brasil: primeiro tempo, de Aloizio Mercadante, às histórias do famoso personagem conhecido como o “barão das mentiras”
- Fonte: Revista ISTO É, Edição 1908
  • “A crise nas contas públicas tem a ver com corrupção, com o capitalismo de compadrio, que prefiro chamar de capitalismo de quadrilha. É como se as autoridades quisessem confrontar cada pressuposto de boa política econômica. Parecem estar tentando nos convencer, o tempo todo, que o capitalismo não funciona. Obviamente, isso fracassou.”
- Em entrevista a revista Época — 31 de outubro de 2015.
  • “O PT frita até seus próprios líderes. Neste momento em que é preciso uma autocrítica do que deu errado – a conversa de política anticíclica e de nova matriz econômica, que é o modelo econômico deles –, eles se contorcem para fazer com que a culpa seja do Levy, que acabou de chegar.”
- Em entrevista a revista Época — 31 de outubro de 2015.
  • “Nada é incortável. Se o país não encarar isso de frente, vamos continuar num ambiente de paralisia, em que a inflação ou a dívida vão explodir. Chegamos à situação em que todos os itens do Orçamento são legítimos, só que isso soma algo acima da receita. Vai pegar programas sociais? Seguramente. Quando não se tem dinheiro nem capacidade de endividamento, tem de cortar.”
- Em entrevista a revista Época — 31 de outubro de 2015.
  • “A democracia é tão mais sólida economicamente quanto mais avançada forem suas instituições orçamentárias, inclusive para escolher prioridades.”
- Em entrevista a revista Época — 31 de outubro de 2015.
  • “Aquilo [a Petrobras] é uma miniatura do Brasil com todos os vícios: arrogância, omissão, irresponsabilidade, corrupção, megalomania. O endividamento cresceu, a perda de valor foi de US$ 200 bilhões. Cada centavo disso é culpa de Dilma e Lula. A empresa confessou em balanço auditado ter pagado R$ 6 bilhões em propina.”
- Em entrevista a revista Época — 31 de outubro de 2015.
  • “O governo afasta o investidor ao impor restrições regulatórias ou regras hostis à rentabilidade, como se fosse proibido ganhar dinheiro. É preciso rever essa postura.”
- Em entrevista a revista Época — 31 de outubro de 2015.
Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Gustavo Franco.