Paulo Henrique Amorim

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Paulo Henrique Amorim
Paulo Henrique Amorim
Paulo Henrique Amorim em outros projetos:

Paulo Henrique Amorim (1943, Rio de Janeiro) é jornalista.


Frases ditas no programa de televisão Tudo a Ver[editar]

Question book-3.svg Este artigo ou secção não cita as suas fontes ou referências. Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes.
  • "Olá, tudo bem?"
no início do programa
  • "Está na hora da Patrícia destilar o seu veneno"
anunciando a enquete de Patrícia Maldonado
  • "O Tudo a Ver volta já... já!"
anunciando o intervalo
  • "Veja agora as principais notícias do dia, tudo em 30 segundos e nada mais."
  • "Agora, nessa... Você não vai acreditar."
  • "Hmmm... O Cosme precisa saber disso!"
anunciando a charge final
  • "E ainda não acabou. Tem a última!"
anunciando a charge final
  • "Boa noite e boa sorte..."
no fim do programa
  • "Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista"
sobre a imprensa brasileira e sua parcialidade.

Do seu blog Conversa Afiada[editar]

  • "Tentar desqualificar Dilma do ponto de vista intelectual e político faz parte da ideologia pigo-tucana supor que os trabalhistas são despreparados e o Serra e o FHC uma combinação de Albert Einstein com Winston Churchill."
Fonte: Conversa Afiada
  • "Agora a Urubóloga corta os pulsos"
Referindo-se a Miriam Leitão
  • "ENEM: a banda larga para o pobre entrar na universidade"
  • "O Vesgo do Pânico tem mais chance de ser Presidente do Brasil do que o Padim Pade Cerra."
Referindo-se a José Serra.