Medicina

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O bordão de Esculápio ou caduceu de Asclépio é o símbolo da medicina.
Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Medicina.
Wikcionário lusófono
O Wikcionário possui o verbete: medicina


Medicina é uma das muitas áreas do conhecimento ligada à manutenção e restauração da saúde. Ela trabalha, num sentido amplo, com a prevenção e cura das doenças humanas e animais num contexto médico.


  • "A medicina é uma grande ciência; basta só isto de dar a saúde aos outros, conhecer as moléstias, combatê-las, vencê-las..."
- Dom Casmurro, Capítulo XXIX {Machado de Assis)
  • "Até aqui, até à pele que nos reveste, pode chegar a ação do Estado. Sua polícia poderia lançar-me a mão à gola do casaco, encadear-me os punhos, lançar-me ferro aos pés. Mas intoduzir-me nas veias, em nome da higiene pública, as drogas da sua medicina, isso não pode, sem se abalançar ao que os mais antigos despotismos não ousaram. Não o poderia, ainda que elas fossem indubitavelmente inofensivas. A medicina do meu corpo, como a do meu espírito, me pertence."
- Ruy Barbosa; Discurso proferido em 16 de novembro de 1904 no Senado Federal durante a Revolta da Vacina.
  • "O médico verdadeiro é isto: não tem o direito de acabar a refeição, de escolher a hora, de inquirir se é longe ou perto... O que não acode por estar com visitas, por ter trabalhado e achar-se fatigado ou por ser alta à noite, mau o caminho e o tempo, ficar perto ou longe do morro; o que sobretudo pede um carro a quem não tem com que pagar a receita, ou diz a quem lhe chora à porta que procure outro - esse não é médico, é negociante da medicina, que trabalha para recolher capital e juros dos gastos da formatura."
- Bezerra de Menezes como citado in: Discursos parlamentares - Página 26, Câmara dos Deputados, 1986, 414 páginas
  • "O médico que apenas sabe medicina, nem medicina sabe"
- Abel Salazar como citado em "Ler história: Edições 21-24" -página 16, Centro de Estudos de História Contemporânea Portuguesa - 1993
  • “Nós não temos nada a aprender com a medicina dos índios”
- Drauzio Varella; Fonte: Revista Isto É! Edição 1851
  • "A medicina cura toda a dor dos homens / - somente Amor não ama o seu remédio."
- "Omnis humanos sanat medicina dolores: / solus Amor morbi non amat artificem."
- Elegias. 2.1.57-8, Sexto Propércio; tradução e organização de Guilherme Gontijo Flores.
  • "Nada é tão necessário quanto a medicina."
- Nulla res tam necessaria est quam medicina.
- Provérbios latinos
  • "A medicina cria pessoas doentes, a matemática, pessoas tristes, e a teologia, pecadores."
- Martinho Lutero; Fonte: Revista Caras, Edição de 27 de Setembro de 2006.
  • "O avanço científico traz riscos [...]. Programas espaciais, pesquisa genética, medicina, todos cometem erros. A ciência precisa sobreviver a seus próprios enganos e a qualquer custo."
- Dan Brown in: "Anjos e Demômios"

“Doente? Não é ao menos uma doença diplomática?”, Cottard tentou, para acalmar a agitação da sua cliente, o regime lácteo. Mas as perpétuas sopas de liete não causaram efeito porque minha avó lhes punha muito sal (Widal ainda não fizera as suas descobertas) cujos inconvenientes se ignoravam na época. Pois como a medicina é um compêndio de erros sucessivos e contraditórios dos médicos, recorrendo aos melhores destes, corre-se o risco de solicitar uma verdade que será reconhecida como falsa alguns anos mais tarde. De modo que acreditar na medicina seria a suprema loucura se não acreditar nela não fosse loucura maior, pois desse amontoado de erros se desvencilharam com o tempo algumas verdades.”

- Marcel Proust in: O Caminho de Guermantes
  • "Se este discurso parece longo de mais para ser lido de uma só vez, pode-se á dividi-lo em seis partes. Na primeira se encontrarão diversas considerações relativas ás ciências. Na segunda, as principais regras do método que o autor buscou. Na terceira, algumas das regras da moral que tirou deste método. Na quarta, as razões pelas quais prova a existência de Deus e da alma humana, que são os fundamentos de sua metafísica. Na quinta, a ordem das questões de física que ele buscou, e particularmente a explicação do movimento do coração e de algumas outras dificuldades concernentes à medicina, e também a diferença que existe entre nossa alma e a dos animais. Na última, algumas coisas que ele julga necessárias para ir mais adiante do que foi na pesquisa da natureza, e que razões o levaram a escrever".
- Discurso do método. René Descartes; tradução de Paulo Neves. Porto Alegre: L&PM, 2005, p. 17.
  • [Meredith narrando]: Até certo ponto, a medicina é uma ciência. Mas eu diria que também é uma arte. Você não quer os médicos que veem a medicina apenas como uma ciência ao seu lado quando seu sangramento não parar ou quando seu filho estiver gritando de dor. Os clínicos seguem os livros. Os artistas seguem seus instintos. Os artistas sentem sua dor e vão ao extremo para fazê-la parar. Medidas extremas. É aí que a ciência acaba e a arte começa.
- Grey's Anatomy (Temporada 7), Disarm_[7.11]