Wagner Moura

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wagner Moura
Wagner Moura
Wagner Moura em outros projetos:

Wagner Moura (Bahia, 27 de junho de 1976) é ator brasileiro e jornalista.



- no Jornal Hoje, da Rede Globo
- no Jornal Hoje, da Rede Globo
  • "O que mais me irrita é negro pedindo direitos para o negro. Negro não tem de pedir, tem de conquistar"
- no Altas Horas
  • "O filme exigia um registro documental, não permitia o fake e, para isso, tivemos cenas carregadas de muita emoção. Aquilo mexia com muita coisa ruim. Eu não sou um homem violento, não gosto de bater nas pessoas. Sou um homem pacífico"
-No Site Ego
  • "Acho que já passou da hora mesmo de discutir esse assunto com honestidade... não creio que a campanha seja mais eficaz do que a legalização do consumo. O uso de drogas existe desde que o mundo é mundo e não vai ser a repressão que vai acabar com o consumo. Mas a legalização pode acabar com o tráfico."
-O Globo; apontamentos a respeito de comentários do jornalista Arnaldo Bloch, de O Globo; 7/09/2007
  • “Fico preocupado quando vejo o capitão Nascimento ser tratado como herói. Fico pensando como reagiria ao filme uma platéia sueca. Não creio que pensariam naqueles policiais torturadores como heróis, assim como muita gente que vê o filme aqui pensa.”
- apontamentos a respeito de comentários do jornalista Arnaldo Bloch, de O Globo; 7/09/2007
  • "Eu prefiro andar nele", diz Wagner, que adora o som do seu carro,um fusquinha. "O rádio só pega AM (risos). Mas é ótimo."
- citado em Ego, Portal G1; 27/06/07
  • "Que fique claro: eu não sou o Capitão Nascimento"
- entrevista ao portal G1; 04/10/07
  • “O teatro está aí, não acaba nunca.”
- em entrevista ao programa Roda Viva, TV Cultura, setembro de 2008.
  • “Hoje em dia, os atores de teatro têm uma dignidade financeira que eles não tinham antes.”
- Sobre a Lei Rouanet; em entrevista ao programa Roda Viva, TV Cultura, setembro de 2008.
  • “E o teatro é visto por uma minoria, embora o dinheiro seja público.”
- em entrevista ao programa Roda Viva, TV Cultura, setembro de 2008.
  • “A corrupção moral é muito mais tenebrosa do que a corrupção financeira”.
- em entrevista ao programa Roda Viva, TV Cultura, setembro de 2008.
  • “Eu não acho que se democratiza o audiovisual dessa forma.”
- Sobre a pirataria; em entrevista ao programa Roda Viva, TV Cultura, setembro de 2008.
  • "Eu gosto muito de humor, eu acho que o que nos diferencia dos outros bichos é o humor".
- em entrevista ao programa Roda Viva, TV Cultura, setembro de 2008.