Eduardo Jorge

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eduardo Jorge
Eduardo Jorge
Eduardo Jorge Martins Alves Sobrinho em outros projetos:

Eduardo Jorge Martins Alves Sobrinho (Salvador, 26 de outubro de 1949) é um médico sanitarista e político brasileiro, filiado ao Partido Verde.


  • “Em 2003 eu me afastei [do PT] porque eu já havia perdido a confiança no patriotismo da direção desse partido. A direção colocava os interesses do partido acima da nação: primeiro o partido depois o povo, depois a nação. ”
- Em entrevista a Kim Kataguiri do Movimento Brasil Livre (MBL) — 8 de abril de 2016
  • “Foi muito agressiva a manobra [do PT na eleição presidencial de 2014] de prometer A e mudar pra Z no outro dia. Prometer que nós íamos continuar no Éden, no paraíso e até melhorar, e no outro dia dizer: ah, estou descobrindo agora, eu não sabia que a gente tava perto do inferno; vocês vão ter que aguentar o pão que o diabo amassou. No outro dia, de um dia para o outro, quer dizer, então foi realmente um golpe, muito sério — para usar uma palavra [golpe] muito usada hoje — que foi dado no povo brasileiro.”
- Em entrevista a Kim Kataguiri do Movimento Brasil Livre (MBL) — 8 de abril de 2016
  • “Dizem alguns do governo atual que pedir impeachment é golpe. Que conversa fiada! Eu fui do PT e da direção do PT vinte e tantos anos. Dediquei um terço da minha vida a ele e eu lembro muito bem: nós éramos a favor do impeachment de tudo; do Collor, do Itamar, do Fernando Henrique, do presidente do Corinthians. O impeachment é constitucional, está previsto na Constituição.”
- Em entrevista a repórter da revista Época durante manifestação na Avenida Paulista — 16 de agosto de 2015.
-Em entrevista ao Estúdio Fluxo — 21 de julho de 2014.
  • “Eu continuo sendo socialista, portanto, de esquerda, mas sou uma pessoa que acredita que a Democracia é uma questão essencial, coisa que nós, na época da esquerda leninista etc., nós não considerávamos. Nós eramos pela ditadura do proletariado. Nós eramos contra a ditadura militar, mas eramos a favor da ditadura do proletariado. Isso aí é preciso dizer a verdade toda: porque às vezes eu ouço meias-verdades. Como a ditadura militar nos oprimiu barbaramente, de forma violenta, muitas vezes as pessoas pensam que não existiam, no campo da esquerda, coisa igual e até pior em vários aspectos. O Stalin e o Hitler disputam pau-a-pau a medalha de ouro de genocidas na história recente. E Mao Tsé-Tung vem ali na medalha de prata, na verdade, prata com bronze. Então é Hitler, Stalin e Mao Tsé-Tung; então, é preciso a gente ter essa clareza.”
-Em entrevista ao Estúdio Fluxo — 21 de julho de 2014.
  • “Sai de uma formação católica cristã muito rigorosa e, com 17, 18 anos, me converti a essa outra religião, ateia, que é o marxismo-leninismo. Na época eu não sabia que era uma religião; depois é que eu fui descobrir.”
-Em entrevista ao Estúdio Fluxo — 21 de julho de 2014.
  • “Se auditar nossa dívida e colocar numa ressonância, ela vai sair magrinha parecida com você.”
- Eduardo Jorge sobre Marina Silva, durante debate na eleição de 2014.

Sobre[editar]

  • “Ao contrário do que informava esta nota, o candidato do PV à Presidência, Eduardo Jorge, não afirmou que tem entre seus passatempos assistir ao desenho Toy Story. O verde referia-se ao escritor russo Leon Tolstoi (1828-1910), autor de clássicos como Anna Karenina e Guerra e Paz. O site de VEJA pede desculpas aos seus leitores e ao candidato.”
- Revista Veja desculpando-se por erro quanto a transcrição de uma fala de Eduardo. Eduardo Jorge diz que nunca usou maconha. 10/2014.