Caetano Veloso

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caetano Veloso
Caetano Veloso
Caetano Veloso em outros projetos:

Caetano Emanuel Vianna Telles Veloso (7 de Agosto de 1942) é um dos mais populares e influentes compositores e cantores brasileiros.


  • “Votei em Lula contra Collor no segundo turno. E voltei a votar nele em 2002, quando ele virou presidente. Cheguei a chorar de emoção dentro da cabine de votação (…). Mas não me surpreenderam as notícias sobre o mensalão e a corrupção maior que se desvelou depois. Aprendi aos 12 anos, quando Getúlio morreu, a não ser moralista em política. Não me entenda mal: acho que devemos ser exigentes eticamente. E vejo a novidade de poderosos empresários e políticos serem presos como um avanço da nossa sociedade, que, em princípio, só prendia pobres, quase todos pretos. Mas o Palocci, que foi o talento centralizador das vitórias econômicas do governo Lula, sempre teve cara de pilantra para mim.”
-Em entrevista para O Globo — 25 de outubro de 2017.
  • "Minha casa era muito feminina e fui, desde garoto, intuitivamente feminista."
- Fonte: Revista ISTO É Gente, Edição 378
  • "Sou um liberal de extrema esquerda."
- fonte: O Globo.
  • "Eu não tenho definições definitivas."
  • "De perto ninguém é normal."
- Trecho de Vaca Profana [1], uma das suas composições
  • ``O disco da Simone com músicas do Martinho da Vila eu acho divino, divino e ninguém disse nada... Ficou, finge que não é nada. Aquilo é divino. O repertório dele fez bem a ela -- aquele disco é de eu botar em casa, sozinho de tanto que eu gostei. Ela deu clareza àquelas composições, é lindo. E foi um projeto pensado pela gravadora de uma cantora que cantaria um autor, combinado, não sei como foi, mas é lindo, é maravilhoso o resultado. E ela é uma grande cantora, muito boa, eu adoro. Uma voz muito bonita e que faz muito bem ´´.
- Jornal da Tarde, 2006, ao comentar o Cd Café com leite (1996)
  • "Sou modesto no que diz respeito à criação e não o sou pessoalmente. Me acho melhor do que Chico, Milton e Gil juntos."
- em entrevista no programa "Por Trás da Fama", em 29 de junho de 2005, no canal Multishow.
- Revista Veja, edição 1937, de 28 de dezembro de 2005.
  • "Nunca entendi desse negócio de dinheiro. Nem sei quanto eu ganho."
- quando indagado sobre a declaração de Gilberto Gil, de que é impossível viver recebendo o salário de R$ 8 mil como Ministro da Cultura.
- fonte: Revista ISTO É, edição 1736.
  • "É o mais parecido com o Outras Palavras. A que eu mais gosto é Aí Ele Me Deu um Beijo na Boca. Tem Trem das Cores, tão bonitinha, delicadinha. Queixa é lindo. Sina é inesquecível. Sonhos, do Peninha, que todo mundo adora e eu também adoro. Queixa e Um Canto Afoxé para o Bloco do Ilê entraram na coletânea de David Byrne, Beleza Tropical."
-texto sobre o álbum "Cores, Nomes" de 1982
-em entrevista à Márcia Zezimbra ao Jornal do Brasil – 16/05/91
  • "Quando eu abracei a Amália, é como se eu tivesse abraçado Portugal."
- in Coliseu de Lisboa, 1985 ( [ =e4rjisqxkCs&list=PL3D32F715C570F330&index=20 youtube ] )
  • "A sugestão foi de Bethânia, e partindo dela, era uma convocação. Ela teve um sonho, não sei o quê, Gil largou uma excursão no meio. Bethânia falou e ele parou tudo. Fizemos o repertório, divino, em duas semanas, mas a gravação ao vivo saiu suja. A gente queria gravar tudo bonitinho em estúdio, mas as mulheres não quiseram. Coisa de mulher. O Festival de Montreaux quer reunir novamente os Doces Bárbaros. Só depende da Bethânia. Se ela convocar... O show ficou muito bonito, romântico, baiano, colorido, sensual, extrovertido. É preto. É baiano."
- texto sobre a turnê "Doces Barbáros" de 1976
-em entrevista à Márcia Zezimbra ao Jornal do Brasil – 16/05/91
  • "Não posso deixar de votar nela. É por demais forte, simbolicamente, para eu não me abalar. Marina é Lula e é Obama ao mesmo tempo. Ela é meio preta, é cabocla, é inteligente como o Obama, não é analfabeta como o Lula, que não sabe falar, é cafona falando, grosseiro. Ela fala bem."
- fonte: estadão
  • "Eu sou daquelas moças... não estudei direito"
- fonte: estadão
-As últimas de Caetano, 05/11/2009
  • "Sou mulato do interior da Bahia... Minhas duas avós nunca se casaram. Cada uma teve filhos com mais de um homem. Ou seja: é gente do povo brasileiro mesmo! Meu pai era mulato."
- Fonte: Revista Veja, Edição 1 680 - 20 de dezembro de 2000.
  • "Com a escolha do elenco e do roteiro da economia, acalmaram o mercado. Mas, depois, todo mundo começou a ficar cansado de ficar calmo, e a pensar se não deve começar a ficar nervoso"
- Caetano Veloso, cantor e compositor, sobre o governo Lula
- Fonte: Revista ISTOÉ Gente, edição 251 (31/05/2004)
  • "Você é burro. Torço para que perca a eleição."
- Caetano Veloso, cantor, formulando o que teria a dizer ao presidente dos Estados Unidos Goerge W. Bush caso o encontrasse
- Fonte: Revista ISTOÉ Gente, edição 261 (09/08/2004)
  • "Às vezes, a separação é a única confirmação possível daquilo que é mais valioso numa união"
- Caetano Veloso sobre o fim do casamento de 19 anos com Paula Lavigne em entrevista à colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo [2]
  • "Vamos ter força e firmeza para defender em nossa amizade tudo que construímos de bom e de grande."
- Caetano Veloso, que continuará a ser empresariado pela ex-mulher [3]
  • "Minha amizade com Paulinha é profunda porque eu sempre a vi grande"
- Caetano Veloso, que começou a namorar Paula Lavigne quando ela tinha 13 anos; citado em Revista ISTOÉ Gente, edição 279 (13/12/2004)
  • "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é"
- na música "Dom de Iludir"
  • "Pessoal da MTV, vergonha na cara! Vamos começar de novo e bota essa porra para funcionar direito para a gente cantar certo essa porra!"
- Durante o Video Music Brasil 2004, na MTV, após problemas técnicos no microfone.
- fonte: UOL

Sobre[editar]

- Lula, em entrevista à Revista Playboy, julho de 1979.
Fonte: [4]
  • "O Caetano sofre de um egocentrismo tão grande, que não aceita que ninguém não goste dele. Ele precisa aceitar que não é uma unanimidade."
- Marcelo D2, ex-líder da banda Planet Hemp.
- fonte: Revista IstoÉ, edição 1614.
  • "Caetano Veloso deu o maior vexame. Ainda tentei conversar, mas ele ficou dando uns gritinhos."
- Marcelo D2, cantor, de quem o compositor baiano foi tirar satisfação na entrega dos prêmios da MTV por comentários feitos numa entrevista
- Fonte: Revista Veja, Edição 1 664 - 30/8/2000