Wikiquote:Tema em destaque/2019/Junho

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de junho[editar]

Health-stub.gif
RomanS-01.png
AÚDE é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, como também ausência de infecções ou enfermidades.


Citações sobre o tema[editar]

- architecture is the art which so disposes and adorns the edifices raised by man, for whatsoever uses, that the sight of them may contribute to his mental health, power, and pleasure
- The Seven Lamps of Architecture‎ - Página 7, de John Ruskin - Publicado por Wiley, 1865 - 186 páginas
  • "A melhor saúde é não sentirmos a nossa saúde."
- La meilleure santé, c'est de ne pas sentir sa santé.
- Journal‎ - Página 232, de Jules Renard - Gallimard, 1935, 45 ed. - 879 páginas
  • "O tênis não é a minha vida, mas a minha carreira. Há coisas muito mais importantes, como a família e a saúde. O tênis ocupa o fim dessa lista."
- Maria Sharapova, tenista russa campeã em Wimbledon - Revista Veja, 2 de julho de 2005



16 de junho[editar]

Wall clock.jpg
RomanR-01.png
ELÓGIO é utilizado como medidor do tempo desde a Antiguidade, em variados formatos. É uma das mais antigas invenções humanas.


Citações sobre o tema[editar]

  • "Dá-se com a felicidade o que se dá com os relógios; quanto menos complicados, menos se avariam."
- Il en est du bonheur comme des montres : les moins compliquées sont celles qui se dérangent le moins.
- Oeuvres - Volume 4 - Página 129, Sébastien Roch Nicolas de Chamfort - 1795
  • "A vida mede-se pela intensidade, não pelo movimento do relógio."
- Pure life is measured by intensity, Not by the how much of the crawling clock.
- The Poetical Works of George Macdonald‎ - v.1 Página 32, de George MacDonald - Publicado por Chatto & Windus, 1893
  • "O mundo me intriga, e não posso imaginar que este relógio exista e não haja relojoeiro."
- L'univers m'embarrasse, et je ne puis songer Que cette horloge existe , et n'ait point d'horloger
- Oeuvres complètes, Volume 1 - página 55, Voltaire, A. Ozanne, 1838