Oscar Wilde

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oscar Wilde
Oscar Wilde
Oscar Wilde em outros projetos:

Oscar Wilde (Dublin, 16 de outubro de 1854 - Paris, 30 de novembro de 1900) foi um dramaturgo, escritor e poeta irlandês. Expoente da literatura inglesa durante o período vitoriano, sofreu enormes problemas por ser homossexual, sendo preso e humilhado perante a sociedade.


  • "Ser grande significa ser incompreendido."
- To be great is to be misunderstood
- The Writings of Oscar Wilde ... - Volume 15 - Página 282, Oscar Wilde, ‎Jules Barbey d'Aurevilly, ‎Lady Wilde - A. R. Keller & Company, Incorporated, 1907
  • "Sou contra os noivados muito prolongados. Dão tempo às pessoas se conhecerem melhor, o que não me parece aconselhável antes do casamento".
- I am not in favour of long engagements. They give people the opportunity of finding out each other's character before marriage
- The Importance of Being Earnest - Página 135, Oscar Wilde - Leonard Smithers and Company, 1899 - 151 páginas
  • "O mundo pode ser um palco, mas o elenco é um horror."
- The world is a stage, but the play is badly cast.
- Lord Arthur Savile's Crime & Other Stories - Página 20, Oscar Wilde - J.R. Osgood, McIlvaine and Company, 1891 - 168 páginas
  • O verdadeiro artista não dá atenção ao público. O público para ele não existe.
- A true artist takes no notice whatever of the public. The public are to him non-existent.
- The Soul of Man Under Socialism: The Socialist Ideal--art, and The Coming Solidarity - Página 25, Oscar Wilde, ‎William Morris, ‎William C. Owen - Humboldt Publishing Company, 1892 - 48 páginas
  • "Os bons terminam felizes; os maus, infelizes. Isso é o que se chama ficção."
- The good ended happily, and the bad unhappily. That is what Fiction means.
- The Importance of Being Earnest - Página 58, Oscar Wilde - Leonard Smithers and Company, 1899 - 151 páginas
  • "Uma coisa não é necessariamente verdadeira só porque um homem dá a vida por ela."
- a thing is not necessarily true because a man dies for it.
- The Portrait of Mr. W.H.: A Problem of the Shakespeare Sonnets - página 50, Oscar Wilde - Literary Collector Press, 1905 - 94 páginas
  • "Uma obra de arte é o resultado único de um temperamento único.".
- A work of art is the unique result of a unique temperament.
- Oscar Wilde in: The Soul of Man Under Socialism (1891)
  • "O trabalho é o refúgio dos que não tem nada para fazer"
- work is simply the refuge of people who have nothing whatever to do.
- The Happy Prince and Other Tales - Página 138, Oscar Wilde - Bernhard Tauchnitz, 1909, 144 páginas
  • "Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe."
- To live is the rarest thing in the world. Most people exist
- The Soul of Man Under Socialism - Página 9, Oscar Wilde - Forgotten Books, 1950, ISBN 1606801600, 9781606801604 - 41 páginas
  • "A alma nasce velha mas rejuvenesce.
Esta é a comédia da vida.
O corpo nasce jovem e envelhece.
Esta é a tragédia da vida."
- The soul is born old but grows young. That is the comedy of life. And the body is born young and grows old. That is life's tragedy.
- The plays of Oscar Wilde: Volume 1 - página 19, Oscar Wilde - J. W. Luce & company, 1905
- Charity creates a multitude of sins.
- Oscar Wilde; The Soul of Man Under Socialism
  • "My wallpaper and I are fighting a duel to the death. One or the other of us has to go."
    • "Meu papel de parede e eu estamos travando um duelo mortal. Um de nós terá que partir." (Pouco antes de sua morte.)
  • "Life imitates art far more than art imitates Life.."
    • "A vida imita a arte muito mais do que a arte imita a vida.."
- Fonte: "Pen, Pencil and Poison.", "Pena, Pincel e Veneno."
  • "Se alguém diz a verdade, pode estar certo de que será descoberto, mais cedo ou mais tarde."
- If one tells the truth, one is sure sooner or later to be found out
- Complete Works‎, de Oscar Wilde - Publicado por National Library Co.,1909, v.6 Página 176
- Time is waste of money
- The Prone of Oncar Wilde‎ - Página 307, de Oscar Wilde - Publicado por Cosmopolitan Book Corp., 1916 - 706 páginas
  • "Nenhum crime é vulgar, mas toda vulgaridade é crime"
- No crime is vulgar, but all vulgarity is crime
- Complete works of Oscar Wilde‎ - Página 1205, de Oscar Wilde, Vyvyan Beresford Holland - publicado por Collins, 1966 - 1216 páginas
  • "A melhor maneira de ter bons filhos é fazê-los felizes."
- The best way to make children good is to make them happy
- Woman's world, Volume 1‎ - Página 85, Oscar Wilde - Source Book Press, 1888, ISBN 0876810784, 9780876810781
  • "Aqueles que não fazem nada estão sempre dispostos a criticar os que fazem algo."
- Fonte: Zero Hora - ANO 49 - N° 17.222 - 1° de dezembro de 2012 - JÁ FOI DITO - Pág; 48
  • "Não há pecado, exceto a estupidez."
- "There is no sin except stupidity."
- Fonte: "The Critic as Artist", 1891
  • "Todas as grandes ideias são perigosas."
- all great ideas are dangerous.
- De profundis, from the original, unexpurgated German ed., tr. by Henry Zick - página 73, Oscar Wilde, ‎Jules Barbey d'Aurevilly, ‎Lady Wilde - A. R. Keller & Company, Incorporated, 1907
  • "Trabalho é o refúgio dos que não têm nada para fazer."
- hard work is Simply the refuge of people who have nothing whatever to do
- The house of pomegranates. De profundis - Página 252, Oscar Wilde - Nottingham Society, 1905
  • "O segredo da vida está na arte."
- The secret of life is in art.
- Poems in Prose - Página 117, Oscar Wilde - A. R. Keller, 1907 - 238 páginas
  • "Se você não demorar muito posso esperá-lo por toda a minha vida."
- If you are not too long, I will wait here for you all my life.
- Collected Works of Oscar Wilde: Including the Poems, Novels, Plays, Essays and Fairy Tales - Página 455, Oscar Wilde, Greystone Press - 1920, 526 páginas
  • "(...)a sociedade, por meio da maquinaria, fornecerá o que é útil; o que é belo será criado pelo individuo."
- the community by means of organisation of machinery will supply the useful thing, and that the beautiful things will be made by the individual.
- The Soul of Man Under Socialism: The Socialist Ideal--art, and The Coming Solidarity - Página 17, Oscar Wilde, ‎William Morris, ‎William C. Owen - Humboldt Publishing Company, 1892 - 48 páginas
  • eu sou tão esperto que as vezes não entendo uma palavra do que eu estou dizendo
- "I am so clever that sometimes I don't understand a single word of what I am saying."
- House of pomegranates. The happy prince and other tales - Página 251, Oscar Wilde - Methuen, 1908
  • "O mais terrível não é termos nosso coração partido (pois corações foram feitos para serem partidos), mas sim, transformar nossos corações em pedra."
- The most terrible thing about it is not that it breaks one's heart — hearts are made to be broken — but that it turns one's heart to stone.
- De profundis: Lectures and essays ... (Volume 11) - Página 51, Oscar Wilde - G. Wells, 1925
  • "Eu chorei todos os dias na mesma hora e por todos os tempos."
- I wept every day at the same hour and for the same space of time.
- De Profundis - Página 140, Oscar Wilde - Methuen, 1906 - 211 páginas
  • O mistério do amor é maior que o mistério da morte.
- The mystery of love is greater than the mystery of death
- The Duchess of Padua - Página 59, Oscar Wilde - F.M. Buckles, 1906 - 180 páginas
  • Todo o mundo sabe compadecer o sofrimento de um amigo, mas é preciso ter uma alma realmente bonita para se apreciar o sucesso de um amigo.
- Anybody can sympathise with the sufferings of a friend, but it requires a very fine nature—it requires, in fact, the nature of a true Individualist—to sympathise with a friend's success.
- De profundis, from the original, unexpurgated German ed., tr. by Henry Zick - página 179, Oscar Wilde, ‎Jules Barbey d'Aurevilly, ‎Lady Wilde - A. R. Keller & Company, Incorporated, 1907
  • Um homem que não tem pensamentos individuais é um homem que não pensa.
- A man who does not think for himself does not think at all.
- De profundis, from the original, unexpurgated German ed., tr. by Henry Zick - página 178, Oscar Wilde, ‎Jules Barbey d'Aurevilly, ‎Lady Wilde - A. R. Keller & Company, Incorporated, 1907
  • Que sorte têm os atores! Cabe a eles escolher se querem participar de uma tragédia ou de uma comédia, se querem sofrer ou regozijar-se, rir ou derramar lágrimas; isto não acontece na vida real. Quase todos os homens e mulheres são forçados a desempenhar papéis pelos quais não têm a menos propensão. O mundo é um palco, mas os papéis foram mal distribuídos.
- Actors are so fortunate. They can choose whether they will appear in tragedy or in comedy, whether they will suffer or make merry, laugh or shed tears. But in real life it is different. Most men and women are forced to perform parts for which they have no qualifications. Our Guildensterns play Hamlet for us, and our Hamlets have to jest like Prince Hal. The world is a stage, but the play is badly cast.
- Lord Arthur Sabille's crimes - Página 17, Oscar Wilde - Nottingham Society, 1907
  • Viver é a coisa mais rara do mundo. Muitas pessoas existem, só isso.
- To live is the rarest thing in the world. Most people exist - that is all
- The Soul of Man Under Socialism: The Socialist Ideal--art, and The Coming Solidarity - Página 10, Oscar Wilde, ‎William Morris, ‎William C. Owen - Humboldt Publishing Company, 1892 - 48 páginas
  • Quem, sendo amado, é pobre ?
- Who, being loved, is poor?
- Plays - Página 153, Oscar Wilde - Collin's, 1898 - 351 páginas
  • "O progresso é apenas a materialização de utopias".
- Progress is the realization of Utopias
- The Soul of Man Under Socialism: The Socialist Ideal--art, and The Coming Solidarity - Página 17, Oscar Wilde, ‎William Morris, ‎William C. Owen - Humboldt Publishing Company, 1892 - 48 páginas
  • Ser grande é ser incompreendido.
- To be great is to be misunderstood.
- Miscellanies - Página 133, Oscar Wilde - Nottingham Society, 1909
  • Qualquer indivíduo pode ser sensato, desde que não tenha imaginação.
- anybody can have common Sense, provided that they have no imagination.
- House of pomegranates. The happy prince and other tales - Página 243, Oscar Wilde - Methuen, 1908
  • Sentimental é o homem que vê um valor absurdo em tudo e não sabe o preço exato de nada.
- And a sentimentalist, my dear Darlington, is a man who sees an absurd value in everything and doesn't know the market price of any single thing.
- Plays - Página 59, Oscar Wilde - Collin's, 1898 - 351 páginas1898
  • Não falemos de poemas morais ou imorais; os poemas são bem escritos, ou mal escritos. E só.
- Indeed, one should never talk of a moral or an immoral poem —poems are either well written or badly written, that is all.
- Miscellanies - Página 267, Oscar Wilde - Methuen, 1908


Epigramas[editar]

- Ambition is the last refuge of the failure.
- Epigrams & aphorisms - Página 67, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116
  • "A experiência não tem valor ético, é simplesmente o nome que damos aos nossos erros."
- Experience is of no ethical value, it is simply the name we give our mistakes.
- Epigrams & aphorisms - Página 14, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116 páginas
  • "O dever é o que esperamos do comportamento dos outros."
- duty is what one expects from others
- Epigrams & aphorisms - Página 58, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116 páginas
  • "Os homens casam porque estão cansados. As mulheres, por curiosidade. Ambos são logrados."
- Men marry because they are tired; women, because they are curious: both are disappointed.
- Epigrams & aphorisms - Página 12, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116 páginas
  • "O velho acredita em tudo; o homem maduro duvida de tudo e o jovem sabe tudo."
- The old believe everything; the middle-aged suspect everything; the young know everything.
- Epigrams & aphorisms - Página 67, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116 páginas
  • Todos nós estamos na sarjeta, mas alguns sabem ver as estrelas.
- We are all in the gutter, but some of us are looking at the stars.
- Epigrams & aphorisms - Página 37, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116 páginas
  • "Ser natural é a mais dificil das poses."
- To be natural is such a very difficult pose to keep up.
- Epigrams: An Anthology - Página 110, Oscar Wilde - A. Redman, 1952 - 260 páginas
  • "A vida não é complexa, nós é que somos."
- Life is not complex. We are complex.
- Epigrams: An Anthology - Página 74, Oscar Wilde - A. Redman, 1952 - 260 páginas
  • O mundo foi feito por loucos para que os sábios nele pudessem viver.
- The world has been made by fools that wise - men may live in it.
- Epigrams & aphorisms - Página 73, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116 páginas
  • A tragédia da velhice consiste não no fato de sermos velhos, mas sim no fato de ainda nos sentirmos jovens.
- The tragedy of old age is not that one is old, but that one is young
- Epigrams & aphorisms - Página 20, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116 páginas
  • Uma verdade deixa de ser verdadeira quando mais de uma pessoa acredita nela.
- A truth ceases to be true when more than one person believes in it.
- Epigrams & aphorisms - Página 66, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116 páginas
  • Há apenas duas espécies de mulheres: as simples e as pintadas
- There are only two kinds of women, the plain and the colored.
- Epigrams & aphorisms - Página 21, Oscar Wilde, ‎George Henry Sargent - J. W. Luce, 1905 - 116 páginas
  • O patriotismo é a virtude dos viciosos.
- Patriotism is the virtue of the vicious.
- Epigrams: An Anthology - Página 134, Oscar Wilde - A. Redman, 1952 - 260 páginas
  • Deus, ao criar o homem, superestimou Sua capacidade.
- God in creating man, somewhat overestimated His ability
- Epigrams: An Anthology - Página 31, Oscar Wilde - A. Redman, 1952 - 260 páginas
  • Resisto a tudo, menos às tentações.
- I can resist anything except temptation.
- Oscariana: Epigrams - Página 71, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • A vida é uma coisa muito importante para ser discutida a sério.
- life is far too important a thing ever to talk seriously about it.
- Oscariana: Epigrams - Página 71, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • A única maneira de nos livrarmos de uma tentação é cedermos a ela.
- THE only way to get rid of temptation is to yield to it.
- Oscariana: Epigrams - Página 46, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • Todos sabem fazer história - mas só os grandes sabem escrevê-la.
- Anybody can make history; only a great man can write it.
- Oscariana: Epigrams - Página 39, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • O homem pode ser feliz com qualquer mulher, desde que não a ame.
- A man can be happy with any woman so long as he does not love her.
- Oscariana: Epigrams - Página 66, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • "Estamos todos na sarjeta, mas alguns de nós olham para as estrelas."
- we are all in the gutter, but some of us are looking at the stars.
- Oscariana: Epigrams - Página 74, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • "A verdade em assuntos de religião é simplesmente a opinião que sobreviveu."
What is truth? In matters of religion it is simply the opinion that has survived.
- Oscariana: Epigrams - Página 8, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • "Os jovens querem ser fiéis e não podem. Os velhos querem ser infiéis e não podem."
- Young men want to be faithful, and are not; old men want to be faithless, and cannot
- Oscariana: Epigrams - Página 45, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • Só há uma coisa pior que estar na boca do povo; e é ser simplesmente ignorado.
- There is only one thing in the world worse than being talked about, and that is not being talked about.
- Oscariana: Epigrams - Página 42, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • Revelar a arte e ocultar o artista, eis a finalidade da arte.
- To reveal art and conceal the artist is art's aim.
- Oscariana: Epigrams - Página 3, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • A única diferença que existe entre um capricho e uma paixão eterna é que o capricho é muito mais duradouro.
- The only difference between a caprice and a lifelong passion is that the caprice lasts a little longer
- Oscariana: Epigrams - Página 47, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • Adoro as coisas simples. Elas são o último refúgio de um espírito complexo.
- I adore simple pleasures. They are the last refuge of the complex.
- Oscariana: Epigrams - Página 81, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
  • Aquele que sabe dominar os convidados num jantar em Londres pode dominar o mundo. O futuro pertence aos requintados. Os charmosos dominarão o mundo.
- A man who can dominate a London dinner-table can dominate the world. The future belongs to the dandy. It is the exquisites who are going to rule
- Oscariana: Epigrams - Página 84, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas

Intentions[editar]

  • "A base da ação é a falta de imaginação. É o último recurso daqueles que não sabem como a sonhar"
- The basis of action is lack of imagination. It is the last resource of those who know not how to dream
- Intentions - Volume 54 de The English library - Página 106, Oscar Wilde - Heinemann and Balestier, 1891 - 258 páginas
  • "Eu não gosto de autobiografias modernas. Elas geralmente são escritas por pessoas que perderam totalmente suas memórias ou que nunca fizeram nada que mereça ser lembrado."
- I dislike modern memoirs. They are generally written by people who have either entirely lost their memories, or have never done anything worth remembering.
- Intentions - Página 79, Oscar Wilde - Heinemann and Balestier, 1891, 212 páginas
  • "Uma ideia que não é perigosa não merece ser chamada de ideia."
- An idea that is not dangerous is unworthy of being called an idea at all.
- Intentions - Página 181, Oscar Wilde - Dodd, Mead, 1905 - 258 páginas
  • "É justamente porque a humanidade não sabia por onde ia que conseguiu encontrar o seu caminho."
- It is because Humanity has never known where it was going that it has been able to find its way
- Intentions - Página 106, Oscar Wilde - Heinemann and Balestier, 1891 - 258 páginas
- Give him a mask, and he will tell you the truth.
- Intentions - Página 150, Oscar Wilde - Heinemann and Balestier, 1891 - 258 páginas
  • "Quando as pessoas concordam comigo eu sempre sinto que devo estar errado."
- When people agree with me I always feel that I must be wrong.
- Intentions - Página 166, Oscar Wilde - Heinemann and Balestier, 1891 - 258 páginas
  • A finalidade do mentiroso é simplesmente fascinar, deliciar, proporcionar regozijo. Ele é o fundamento da sociedade civilizada.
- the aim of the liar is simply to charm, to delight, to give pleasure. He is the very basis of civilized society
- Intentions - Página 24, Oscar Wilde - Heinemann and Balestier, 1891 - 258 páginas
  • É tão fácil converter os outros. É tão difícil converter a nós mesmos.
- it is so easy to convert others. It is so difficult to convert oneself.
- Intentions - Página 152, Oscar Wilde - Heinemann and Balestier, 1891 - 258 páginas
  • Um pouco de sinceridade é coisa perigosa, muita é fatal.
- A little sincerity is a dangerous thing, and a great deal of it is absolutely fatal.
- Intentions - Página 190, Oscar Wilde - Dodd, Mead, 1905 - 258 páginas
  • O público é maravilhosamente tolerante. Perdoa tudo, menos o gênio.
- the public is wonderfully tolerant. It forgives everything except genius.
- Intentions - Página 79, Oscar Wilde - Heinemann and Balestier, 1891 - 258 páginas
  • Sim, sou um sonhador. Sonhador é quem consegue encontrar o próprio caminho ao luar e, como punição, vê o alvorecer antes do resto do mundo.
- Yes: I am a dreamer. For a dreamer is one who can only find his way by moonlight, and his punishment is that he sees the dawn before the rest of the world.
- Intentions - Página 175, Oscar Wilde - Heinemann and Balestier, 1891 - 258 páginas

Sebastian Melmoth[editar]

  • "O caminho dos paradoxos é o caminho da verdade."
- The way of paradoxes is the way of truth
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 84, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • "A diferença entre a empolgação e o amor eterno é que a empolgação dura mais."
- The only difference between a caprice and a lifelong passion is that the caprice lasts a little longer.
- Sebastian Melmoth - Página 111, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1908 - 222 páginas
- The form of government that is most suitable to the artist is no government at all. Authority over him and his art is ridiculous.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 204, Oscar Wilde, A.L. Humphreys, 1905, 222 páginas
  • "Não se pode haver amizade entre homem e mulher. Pode haver paixão, hostilidade, adoração, amor, mas não amizade."
- Between men and women there is no friendship possible. There is passion, enmity, worship, love, but no friendship.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 32, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • "Desconfiem de mulher que confessa a sua verdadeira idade. Uma mulher que a diz, poderá dizer qualquer coisa."
- One should never trust a woman who tells one her real age. A woman who would tell one that would tell one anything.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 28, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • "A verdade jamais é pura e raramente é simples."
- The truth is rarely pure and never simple.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 23, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • "Quando uma mulher se casa pela segunda vez, é sinal de que detestava o primeiro marido. O homem, ao contrário só torna a casar se adorou sua primeira mulher."
- When a woman marries again it is because she detested her first husband. When a man marries again it is because he adored his first wife.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 47, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • "Posso resistir a tudo, menos às tentações."
- I can resist everything except temptation
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 40, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • "Cinismo consiste em ver as coisas como elas são, não como deveriam ser."
- Cynicism is merely the art of seeing things as they are instead of as they ought to be
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 65, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • "Hoje em dia conhecemos o preço de tudo e o valor de nada."
- Nowadays people know the price of everything and the value of nothing.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 112, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • O homem pode suportar as desgraças, elas são acidentais e vêm de fora: o que realmente dói, na vida, é sofrer pelas próprias culpas.
- Misfortunes one can endure, they come from outside, they are accidents. But to suffer for one's faults — ah !
- Sebastian Melmoth - Página 2, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1908 - 222 páginas
  • Hoje em dia tendemos a considerar a vida como uma investigação teórica, mas ela não é uma investigação: é um sacramento; o ideal dela é o amor, sua purificação é o sacrifício.
- Nowadays people seem to look on life as a speculation. It is not a speculation. It is a sacrament. Its ideal is love. Its purification is sacrifice.
- Sebastian Melmoth - Página 3, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1908 - 222 páginas
  • A Crítica, tanto na mais elevada quanto na mais baixa de sua expressões, não passa de uma forma de autobiografia.
- The highest, as the lowest, form of criticism is a mode of autobiography
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 129, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • Não há livros morais e livros imorais. Há livros bem escritos e livros mal escritos, só isso.
- There is no such thing as a moral or an immoral book. Books are well written, or badly written. That is all.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 121, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • Os que encontram significações belas nas coisas belas são os cultos. Para estes há esperança.
- Those who find beautiful meanings in beautiful things are the cultivated. For these there is hope.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 121, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • Experiência é o nome que todos dão aos seus próprios erros.
- Experience is the name everyone gives to their mistakes.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 12, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
  • Resiste a uma tentação e tua alma adoecerá de desejo pelo que lhe foi vedado.
- Resist it, and your soul grows sick with longing for the things it has forbidden to itself
- Sebastian Melmoth - Página 90, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1908 - 222 páginas
  • Aconselhar economia ao pobre é grotesco e insultante. É como aconselhar que coma menos quem está morrendo de fome.
- But to recommend thrift to the poor is both grotesque and insulting. It is like advising a man who is starving to eat less.
- Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 142, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas


A Alma do Homem[editar]

  • "Os piores senhores eram os que se mostravam mais bondosos para com seus escravos, pois assim impediam que o horror do sistema fosse percebido pelos que o sofriam, e compreendido pelos que o contemplavam."
- A Alma do Homem Sob o Socialismo - Página 1860, Oscar Wilde - L&PM, 2003, ISBN 852542241X, 9788525422415

A Alma do Homem sob o Socialismo & Escritos do Cárcere.[editar]

"...Estou há quase dois anos na prisão. Durante esse tempo, meu temperamento me fez passar por momentos de selvagem desespero, de entrega total ao sofrimento, que era contristadora até para quem a observava, por uma raiva terrível e impotente, por sentimentos de amargura e rancor, por uma angústia que me fazia soluçar, um sofrimento que não encontrava palavras para expressar-se, um arrependimento mudo, um pesar silencioso. Passei por todos os estágios possíveis do sofrimento. Entendo melhor que o próprio Wordsworth, o que ele quis dizer quando escreveu: " O sofrimento é algo permanente, misterioso e sombrio e tem a natureza do infinito."

Poemas em Prosa e Salomé[editar]

O Mestre

Quando as trevas começaram a cair sobre a Terra, José de Arimateia acendeu uma tocha de pinheiro e desceu da colina para o vale. Tinha o que fazer em casa. E, ajoelhando-se sobre as pedras do Vale da Desolação, viu um jovem que estava nu e chorava. Seus cabelos eram da cor do mel e o corpo tão branco como uma flor; mas ferira o corpo nos espinhos e sobre os cabelos pusera cinza à guisa de coroa. E José, que possuía grandes virtudes, disse ao jovem que se encontrava nu e chorava: - Não me admira que o teu sentimento seja tão grande, porque, realmente, Ele foi um homem justo. E o jovem respondeu: - Não é por Ele que choro, mas por mim mesmo. Eu também mudei a água em vinho, curei o leproso e restituí a vista do cego. Andei sobre as águas e das profundezas dos sepulcros expulsei os demônios. Alimentei os famintos no deserto onde não havia comida; ergui os mortos dos leitos exíguos e à minha ordem, diante de imensa multidão, uma figueira seca novamente frutificou. Tudo que esse homem realizou eu também realizei e, todavia, não me crucificaram.

O Retrato de Dorian Gray[editar]

  • "Para ser popular é necessário ser uma mediocridade."
- To be popular one must be a mediocrity
- The picture of Dorian Gray - Página 357, Oscar Wilde, ‎Jules Barbey d'Aurevilly, ‎Lady Wilde - 1907
  • "Quando alguém está apaixonado, começa por enganar-se a si mesmo e acaba por enganar os outros. É o que o mundo chama romance".
- When one is in love, one always begins by deceiving one's self, and one always ends by deceiving others. That is what the world calls a romance
- The picture of Dorian Gray‎ - Página 111, Oscar Wilde - Babylon Dreams, 1910, ISBN 1603037829, 9781603037822 - 312 páginas
thumb
  • "O único encanto do casamento é que ele torna a vida uma decepção absolutamente necessária para ambas as partes".
- the one charm of marriage is that it makes a life of deception absolutely necessary for both parties.
- "The picture of Dorian Gray" in "The complete works of Oscar Wilde..." Volume 4 - página 15, Oscar Wilde - Doubleday, Page, 1923
  • “Além, conta que até a arte medieval tem seu charme, as emoções medievais é que estão fora de moda. De fato, nenhum homem civilizado se arrepende de um prazer. Embora o homem civilizado não saiba o que é um prazer.”
  • “Não me agrada ver minha alma desnuda diante de olhos curiosos"
  • "Porque influenciar uma pessoa é dar a ela a própria alma. Ela passa a não pensar com os pensamentos naturais. As virtudes que possui deixam de ser; para elas, reais. Os pecados que comete, se é que existem pecados, são todos tomados por empréstimo. Ela se torna eco da música de outrem, ator um de papel nao escrito para ela."
  • "Definir é limitar"
  • "Não se pode haver amizade entre homem e mulher. Pode haver paixão, hostilidade, adoração, amor, mas não amizade"
  • “Fico a pensar quem foi que definiu o homem como um animal racional! Foi a definição mais prematura que já ouvi. O homem é muitas coisas, mas não é racional.”
- I wonder who it was defined man as a rational animal. It was the most premature definition ever given. Man is many things, but he is not rational.
  • "Use a capacidade que tens. A floresta ficaria silenciosa se só o melhor pássaro cantasse."
  • "Escolho meus amigos pelo bom aspecto, meus conhecidos pelo bom gênio e meus inimigos pela inteligência."
    • "Escolho meus amigos pela beleza, os meus conhecidos pela respeitabilidade, e os meus inimigos pela inteligência." (tradução alternativa)
  • "As coisas sagradas são as únicas que valem a pena se tocar."
  • "A Humanidade se leva muito a sério. É o pecado original do mundo. Se o homem das cavernas soubesse rir, a história teria sido diferente."
- "Humanity takes itself too seriously. It is the world's original sin. If the caveman had known how to laugh, history would have been different.
  • "Atualmente, grande parte das pessoas morre de uma espécie de senso comum arrepiante, e, quando é demasiado tarde, chega à conclusão de que as únicas coisas de que nunca nos arrependemos são os nossos erros."
  • "Os jovens, hoje em dia, imaginam que o dinheiro é tudo e, quando ficam velhos, descobrem que é isso mesmo.
- Young people, nowadays, imagine that money is everything, and when they grow older they know it.
- The pictvre of Dorian Gray, Oscar Wilde - Charterhouse Press, 1904 - 334 páginas
  • "O cérebro de um erudito é uma coisa terrível. É como uma loja de velharias, quase todas cobertas de pó e com o preço marcado muito acima de seu valor."
- the mind of the thoroughly well informed man is a dreadful thing. It is like a bric-à-brac shop, all monsters and dust, and everything priced above its proper value.
- Oscar Wilde in: The Picture of Dorian Gray, (1890), Chapter 1
- If a man treats life artistically, his brain is his heart
- The picture of Dorian Gray, Oscar Wilde - Ward, Lock & Bowden, 1895 - 334 páginas
  • "Um homem deve dar toda importância a escolha de seus inimigos: eu não tenho um só que não seja idiota".
- A man cannot be too careful in the choice of his enemies. I have not got one who is a fool.
- The picture of Dorian Gray - Página 13, Oscar Wilde - Methuen, 1908
  • "A beleza é uma forma da genialidade-aliás, é superior à genialidade na medida em que não precisa de comentário. Ela é um dos grandes fatos do mundo, assim como a luz do Sol, ou a primavera, ou a miragem na água escura daquela concha de prata que chamamos de lua. Não pode ser interrogada, é soberana por direito divino."
- And Beauty is a form of Genius—is higher, indeed, than Genius, as it needs no explanation. It is of the great facts of the world, like sunlight, or springtime, or the reflection in dark waters of that silver shell we call the moon. It cannot be questioned. It has its divine right of sovereignty.
- Complete Works: The picture of Dorian Gray. A house of pomegranates - Página 26, Oscar Wilde, ‎Robert Baldwin Ross - Bigelow, Brown, 1910
  • Nós, as mulheres amam com os ouvidos, exatamente como os homens amam com os olhos; admitindo-se que realmente amem.
- We women, as some one says, love with our ears, just as you men love with your eyes, if you ever love at all.
- The picture of Dorian Gray - Página 357, Oscar Wilde, ‎Jules Barbey d'Aurevilly, ‎Lady Wilde - Keller-Farmer, 1907
  • Amar é superar-se.
- To be in love is to surpass one's self.
- The picture of Dorian Gray - Página 125, Oscar Wilde, ‎Jules Barbey d'Aurevilly, ‎Lady Wilde - 1907
  • Os grandes acontecimentos do mundo têm lugar no cérebro.
- the great events of the world take place in the brain.
- The picture of Dorian Gray - Página 39, Oscar Wilde, ‎Jules Barbey d'Aurevilly, ‎Lady Wilde - Keller-Farmer, 1907

A Balada do Cárcere de Reading[editar]

"...No cárcere de Reading junto a Reading Town Há um fosso de má fama, E nele jaz um desgraçado a quem devoram Cruéis dentes de chama. Jaz num sudário ardente, e o mísero sepulcro Seu nome não proclama.

E, até que Cristo chame os mortos, ali possa Em silêncio jazer... Não é preciso dar suspiros ocos, nem Tolo pranto verter: Aquele homem matara a sua coisa amada, E tinha que morrer.

Apesar disso-escutem bem-todos os homens Matam a coisa amada; Com galanteio alguns o fazem, enquanto outros Com face amargurada; Os covardes o fazem com um beijo, Os bravos, com a espada!

(outro trecho)

... O casaco escarlate não usou, pois tinha De sangue e vinho o jeito; E sangue e vinho em suas mãos havia quando Prisioneiro foi feito, Deitado junto à mulher morta que ele amava E matara em seu leito.

Ao caminhar em meio aos julgadores, roupa Cinza e gasta vestia; Tinha um boné de críquete, e seu passo lépido E alegre parecia; Mas nunca em minha vida alguém olhar Tão angustiado o dia.

Eu nunca vi na vida que tivesse Tanta angústia no olhar, Ao contemplar a tenda azul que os prisioneiros De céu usam chamar, E as nuvens à deriva, que iam com as velas Cor de prata pelo ar.

Num pavilhão ao lado, andei com outras almas Também a padecer, Imaginando se seu erro fora grave Ou um erro qualquer, Quando alguém sussurou baixinho atrás de mim: "O homem tem que pender".

Cristo! As próprias paredes da prisão eu vi Girando ao meu redor, E o céu sobre a cabeça transformou-se em elmo De um aço abrasador; E, embora eu fosse alma a sofrer, já nem sequer Sentia a minha dor.

Sabia qual o pensamento perseguido Que lhe estugava o andar, E porque demonstrava, ao ver radiante o dia, Tanta angústia no olhar; O homem matara a coisa amada, e ora devia Com a morte pagar.

Apesar disso-escutem bem-todos os homens Matam a coisa amada; Com o galanteio alguns o fazem, enquanto outros Com a face amargurada; Os covardes o fazem com um beijo, Os bravos, com a espada!

Um assassina o seu amor na juventude, Outro, quando ancião; Com as mãos da Luxúria este estrangula, aquele Empresta do Ouro a mão; Os mais gentis usam a faca, porque frios Os mortos logo estão.

Este ama pouco tempo, aquele ama demais; Há comprar, e há vender; Uns fazem o ato em pranto, enquanto que um suspiro Outros não dão sequer. Todo homem mata a coisa amada!- Nem por isso Todo homem vai morrer.

Atribuídas[editar]

  • "Quando eu era jovem, pensava que o dinheiro era a coisa mais importante do mundo. Hoje, tenho certeza."
- I was young I thought that money was the most important thing in life; now that I am old I know that it is.
- On the Money Journal: C. Stephen Guyer¿s Guide for how You Can Acquire, Borrow, Protect, Move, Watch, Play With, Go to Jail For, and Have Fun With, Our Most Popular Commodity¿Money!, - página 53, C. Stephen Guyer - Parsifal Press, 2011 - 241 páginas
  • "Meus gostos são simples: prefiro o melhor de tudo."
- my tastes are simple: I always settle for the best.
- Cormac McCarthy's House: Reading McCarthy Without Walls = página 94, Peter Josyph - 2013
  • "Nunca deixe de perdoar seus inimigos, nada os aborrece tanto."
- Always forgive your enemies; nothing annoys them so much.
- Oscar Wilde citado em The Reader's Digest - Volume 64 - Página 34, DeWitt Wallace, ‎Lila Bell Acheson Wallace - 1954