Carlos Heitor Cony

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carlos Heitor Cony
Carlos Heitor Cony
Carlos Heitor Cony em outros projetos:

Carlos Heitor Cony (14 de março de 1926, Rio de Janeiro, Brasil - ) é um dos escritores mais reconhecidos do Brasil. Jornalista, foi um dos poucos a criticar abertamente o golpe militar de 64, até ser afastado do jornal. Já publicou contos, crônicas e romances. Seu romance mais famoso é de 1995, Quase Memória, que vendeu mais de 400 mil cópias. Em 2000, foi eleito para a Academia Brasileira de Letras.


  • "Antes da frase do de Gaulle, todo brasileiro sério já sabia disso."
- Sobre a frase: O Brasil não é um país sério, atribuída a de Gaulle, mas de autoria de Carlos Alves de Souza, embaixador brasileiro; citado em VIP; fonte principal: site "Projeto Releituras", Arnaldo Nogueira Jr, 2005; complementação de Luciano Urpia, 2006.
- Fonte: Revista ISTO É, Edição n. 1786.

Carlos Heitor Cony em parceria com Anna Lee[editar]

  • "Em apenas nove meses era o terceiro enterro que cobria para o jornal.Um calafrio percorreu meu corpo.De repente, me dei conta de que os tres líderes políticos que haviam tentado a Frente Ampla,em 1967, cassados pela ditadura militar, tinham morrido num pequeno espaço de tempo e em circunstâncias que pareciam comuns: Juscelino Kubitschek , (...) João Goulart (…) e Carlos Lacerda."
- O Beijo da Morte ’’- [1]

Referências[editar]

  1. Editor Objetiva, 2003, página 24,ISBN 85-7302-572-7