Wikiquote:Tema em destaque/2018/Dezembro

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de dezembro[editar]

Hourglass drawing.jpg
RomanT-01.png
EMPO é indicada por intervalos ou períodos de duração. Por influência de idéias desenvolvidas por Einstein (teoria da relatividade), tempo vem sendo considerado como uma quarta dimensão do continuum de espaço-tempo do Universo, que possui três dimensões espaciais e uma temporal.


Citações sobre o tema[editar]

  • "O tempo é infiel para os abusos".
- Il tempo è infedele a chi ne abusa.
- Demofoonte, atto II, scena 4, in: "Opere‎" - Vol. 3, Página 41, de Pietro Metastasio - 1820
  • "Tempo bem administrado é o mais claro sinal da mente bem preparada".
- Well arranged time is the surest mark of a well arranged mind
- Isaac Pitman citado em "A Dictionary of Thoughts: Being a Cyclopedia of Laconic Quotations from the Best Authors of the World, Both Ancient and Modern" - Página 578, ‎editado por Tryon Edwards - Publicado por F. B. Dickerson co., 1908 - 644 páginas
  • "Afligir-se antes do tempo é afligir-se duas vezes."
- C'est s' affliger deux fois que s'affliger d'avance.
- Fables‎ - Página 237, de Goswin Joseph Augustin de Stassart, Gosvin Joseph Augustin, Bon de Stassart - Publicado por Paulin, 1847 - 389 páginas


16 de dezembro[editar]

Pierre-Cécile Puvis de Chavannes 003.jpg
RomanS-01.png
ONHO é um conjunto de imagens, de pensamentos ou de fantasias que se apresentam à mente durante o sono.


Citações sobre o tema[editar]

  • "O que é a vida sem um sonho?
- Edmond Rostand citado em "Citações da Cultura Universal" ‎ - Página 478, de Alberto J. G. Villamarín, Editora AGE Ltda, 2002, ISBN 8574970891, 9788574970899
  • "O sonho é uma arte poética involuntária."
- den Traum eine unwillkürliche Dichtkunst.
- Immanuel Kant in "Anthropologie"; como citado em "Das Inzest-Motiv in Dichtung und Sage"‎ - Página 12, Otto Rank - F. Deuticke, 1926 - 652 páginas
- De mi eterna locura: imaginar dichoso, sueños de futuro. Esperanzas de amor, periplos soleados.
- La realidad y el deseo, 1924-1962‎ - Página 352, de Luis Cernuda - Publicado por Fondo de Cultura Económica, 1964 - 381 páginas