Rogério Ceni

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rogério Mücke Ceni
Rogério Ceni
Rogério Ceni em outros projetos:

Rogério Ceni (Pato Branco, 22 de janeiro de 1973) é um goleiro brasileiro. Joga desde 1990 no São Paulo Futebol Clube, sendo titular desde 1997.


  • "Isso é time! Falam em jogar no exterior... Pra quê, se eu jogo no melhor time do mundo? Quatorze anos da minha vida! Mais da metade dela está aqui dentro! Eu amo esse clube!" [carece de fontes?]
- Comparando o São Paulo a times europeus.
  • "Eu adoro isso aqui, eu adoro esse clube, vou sentir muita falta o dia que tiver que parar, o dia que tiver que encerrar. Sei que vai chegar o dia, mas, até lá, eu vou ser sempre o são-paulino mais apaixonado que já passou por aqui, pode ter certeza." [carece de fontes?]
- Sobre sua carreira profissional no São Paulo.
  • "Esta é a última camisa que vou vestir na minha carreira. Depois, vou me juntar à torcida para ir ao Morumbi." [carece de fontes?]
- Sobre o amor ao clube.
  • "Eles não têm Estádio, têm que gritar aqui, né?! Se tivessem Estádio, gritariam em outro lugar." [carece de fontes?]
- Sobre o Corinthians jogar no Estádio Morumbi.
  • "Esse gol é para toda a nação são-paulina e para a entidade São Paulo Futebol Clube, que luta contra tanta coisa ruim no futebol. Quero dedicar a todos os caras que enfrentam dificuldades e trazem benefícios para o futebol brasileiro. Gente que quer dividir com todos, gente justa que quer o melhor para o futebol, que não quer só ganhar dinheiro"
- Fonte: "Rogério dedica 100º gol ao São Paulo e faz desabafo político"[1] 27/03/11 ESPN - MSN Vídeo
- Ao termino da partida em que atingiu a marca de 100 gols, jogando em casa contra o Corinthians Paulista. Ele dedicou momento histórico(esse gol, além de ser seu centésimo também foi o que garantiu a vitória por 2 X 1, encerrando um tabu de quase cinco anos sem vencer o rival) à torcida e ao clube, além de fazer uma possível crítica à administração da CBF e do próprio Corinthians, que colocam seus interesses monetários acima dos ideais de boa prática do esporte e isonomia entre os clubes pregado pelo São Paulo.
  • "O São Paulo não é somente um emprego para mim, é minha vida. E quero ajudar o time seja dentro ou fora de campo. Vivemos um momento muito importante na competição e não quero estar fora."
- Fonte: "Elenco elogia o apoio de Ceni, que viajou a Ipatinga para torcer pelo Tricolor"[2] 05/10/08 Globoesporte
- Quando, machucado, viajou de surpresa para o local onde o São Paulo jogaria.
  • "Vou ser sincero, não sou muito ligado em Seleção. Meu ganha pão se chama São Paulo, minha Copa do Mundo é a Libertadores e meu coração tem três cores: vermelho, preto e branco. Tenho simpatia, torço pela Seleção, mas minha Copa é essa."
- Fonte: "Minha Copa do Mundo é a Libertadores", diz Rogério Ceni"[3] 13/05/10 Terra

Sobre[editar]

  • "Rogério Ceni é um fenômeno singular na história do futebol, pois consegue ser não apenas um goleiro excepcional, mas também artilheiro em suas cobranças de falta e pênalti, cujos índices de aproveitamento são espantosos, senão pelos números impossíveis de serem anotados, pelo senso comum." [carece de fontes?]
- Alberto Helena Junior, jornalista.
  • "Na partida, nem precisou mostrar a outra face, igualmente prodigiosa, de sua notoriedade. Não há, no mundo, outro exemplo de goleiro com tamanha lucidez jogando com os pés. Pés que pensam. Pés que, por onde passam, vão deixando pela grama rastros de mãos." [carece de fontes?]
- Armando Nogueira, jornalista.
  • "O São Paulo é o único time do mundo que joga no esquema 1-3-5-2." [carece de fontes?]
- Paulo Vinícius Coelho, jornalista.
  • "Vivi a expectativa do gol até o último minuto. Mas vencer um goleiro desses é muito difícil." [carece de fontes?]
- Rafa Benitez, técnico do Liverpool.
- Lito Cavalcanti, comentarista da Sportv.
  • "(...) Ele refez a história da função de goleiro. Ao tornar-se o jogador da posição que mais gols marcou, tornou-se um emblema — merecedor de uma revista Placar só sobre sua carreira. Depois dele, nenhum goleiro será visto com os mesmo olhos de antes. Rogério não é mais apenas o maior são-paulino de todos os tempos. É o maior goleiro do mundo." [carece de fontes?]
- Arnaldo Ribeiro, redator-chefe da revista Placar.
- Zico, de bate-pronto, ao ser perguntado sobre quem teria maior aproveitamento em cobranças de falta: ele ou Rogério Ceni.
  • "Muito me orgulha ter influenciado, como ele mesmo declarou, sua decisão de desenvolver a técnica no chute, principal fundamento do futebol e que o transformou num jogador jamais visto no Brasil." [carece de fontes?]
- Telê Santana, o Mestre.
  • "(...) Predestinado, disseram alguns; iluminado, outros; idolatrado, muitos. Cresce entre vencedores, forja-se nos campos da Glória, tendo como principal ferramenta o coração. Bravo entre os bravos, feitos cantados por poetas, companheiros, adversários... Valoroso sim, vigoroso sim, mas justo também. Líder de uma nação pintada em rubi, alva e negro disposta a percorrer enormes distâncias atrás de seu senhor, sabida de que a vitória virá. Homem de fé, homem de fibra, homem. Rogério Ceni... Rogério Rei... Vida longa, vida longa, vida longa ao Rei!" [carece de fontes?]
- ESPN Brasil, em seu especial sobre Rogério Ceni.
  • "Falar de Rogério Ceni mais o quê?"
- Fonte: Kfouri, Juca (21 de agosto de 2006). Rogério Ceni nunca mais. <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk2108200605.htm>. Folha de São paulo
- Juca Kfouri, jornalista.
  • "Ele pode perder pênaltis, parar de fazer gols, até mesmo passar a frangar. A única coisa que Rogério Ceni está proibido de fazer é sair do São Paulo." [carece de fontes?]
- Desconhecido.
  • "Errar, todo mundo erra. Fazer o que você faz, ninguém faz, Rogério." [carece de fontes?]
- Frase publicada na seção Personagem do mês da revista Placar.
  • "Rogéééééério!!!"
- Fonte: "Palmeiras"[4] 13/11/2007 Band
- Nilmar, ex-atacante do Corinthians, em treino no Parque São Jorge.
- Frase contida em uma bandeira recorrente no Estádio do Morumbi.