Franz Boas

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Franz Boas
Franz Boas
Franz Boas em outros projetos:

Franz Uri Boas (Minden, 9 de julho de 1858Nova Iorque, 21 de dezembro de 1942) foi um antropólogo teuto-americano.



A Arte Primitiva[editar]

  • "Qualquer pessoa que tenha vivido com tribos primitivas, que tenha partilhado as suas alegrias e tristezas, as suas privações e abundâncias, que veja nelas não apenas objetos de estudo a serem examinados, como células a um microscópio, mas seres humanos pensantes e com sentimentos, concordará que não existe uma ‘mente primitiva’, um modo de pensar ‘mágico’ ou ‘pré-lógico’, mas cada indivíduo numa sociedade ‘primitiva’ é um homem, uma mulher, uma criança da mesma espécie com o mesmo modo de pensar, sentir e agir que qualquer homem, mulher ou criança da nossa sociedade."
- Fonte: Arte Primitiva, Franz Boas, 1927: XIV.
  • Dois princípios, em nossa opinião, deveriam orientar todas as investigações das manifestações de vida entre povos primitivos: o primeiro consiste na uniformidade dos processos mentais em todas as raças e em todas as formas culturais da atualidade; o segundo, na consideração de qualquer fenômeno cultural como o resultado de acontecimentos históricos."
- Fonte: Arte Primitiva, Franz Boas, 1927: XIII-XIV.
  • "A nossa experiência tradicional ensinou-os a considerar o curso dos acontecimentos objetivos como o resultado de uma causalidade objectiva e definida. Uma causalidade inexorável que governa este mundo, e o mundo exterior, não pode ser influenciada por condições mentais. (...) Nosso ambiente cultural inculcou-nos este ponto de vista de tal modo que aceitamos como elementar a impossibilidade de os fenômenos materiais, exteriores ao domínio do comportamento humano, poderem ser influenciados por processos mentais, subjetivos. Porém, todo o desejo ardente implica possibilidade de realização (…) [Realizações] que comprovam a fragilidade da nossa pretensão a uma visão racional do mundo."
- Fonte: Arte Primitiva, Franz Boas, 1927: XIII-XIV.
  • "Como em todas as outras questões étnicas, devemos evitar tratar as tribos como unidades padronizadas. As variações individuais, tanto em termos de aparência física como de vida mental, são tão importantes na sociedade primitiva como na nossa sociedade."
- Fonte: Arte Primitiva, Franz Boas, 1927: 76.
  • "A grande variedade de interpretações para a mesma figura, por um lado, e, por outro, o número de formas através das quais uma mesma ideia ganha expressão, demonstram que (…) existe uma certa associação entre o modelo artístico geral e um determinado número de ideias que são selecionadas de acordo com o uso da tribo e, também, de acordo com o interesse do indivíduo que, no momento, fornece a explicação."
- Fonte: Arte Primitiva, Franz Boas, 1927: 98.
  • "Certa vez, numa visita à Colúmbia Britânica comprei a uma mulher já de idade um saco executado num tear, decorado com uma série de losangos e pequenas figuras bordadas em forma de cruz. Após ter perguntado, fiquei a saber que o saco fora comprado a uma tribo vizinha e que a nova proprietária nada sabia do significado original do padrão decorativo (…) À nova proprietária, pareceu-lhe que os losangos se assemelhavam a lagos ligados entre si por um rio. As diferentes cores do losango pareceram-lhe sugestivas das cores dos lagos: um bordo verde, a vegetação da margem; uma área amarelada no interior, as águas pouco profundas; e, um centro azul, as águas profundas. A interpretação não lhe pareceu suficientemente clara e então completou-a bordando pássaros voando em direção aos lagos. Deste modo, deu um maior realismo à sua concepção e tornou-a mais inteligível para os seus companheiros."
- Fonte: Arte Primitiva, Franz Boas, 1927: 117.