Avatar: The Last Airbender

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Avatar: A Lenda de Aang (Avatar: The Last Airbender) ou somente Avatar, é uma série de desenho animado criado por Bryan Konietzko e Michael Dante DiMartino exibido pela canal Nickelodeon.

No desenho, as temporadas são chamadas de livros e os episódios de capítulos.

A série é sobre as quatro nações: Tribo da água, Reino da Terra, Nação do Fogo e Nômades do Ar. As nações viam em paz até que a Nação do Fogo inicou um guerra. Pasaram-se mais de 100 anos e ela está perto de ganhar a guerra, só que o avatar regressa e combaterá contra a Nação do Fogo mas ele só tem até o final do Verão, pois um cometa dará uma força incrível aos dobradores de fogo que nem o avatar poderá combatê-los.


Índice

Introdução[editar]

1º e 2º episódio[editar]

Água, terra, fogo, ar. A minha avó me contava histórias sobre os velhos tempos, tempos de paz, quando havia equilíbrio entre as Tribos da Água, o Reino da Terra, a Nação do Fogo e os Nômades do Ar. , isso tudo mudou, quando a Nação do Fogo atacou. Só o avatar domina os quatro elementos. Só ele pode impedir o ataque impiedoso da Nação do Fogo, mas quando o mundo mais precisa dele, ele desaparece. Cem anos se passaram e a Nação do Fogo está perto de ganhar a guerra. A dois anos meu pai liderou a tribo da água em uma viagem ao Reino da Terra para ajudar a combater a Nação do Fogo, e me deixou junto com o meu irmão cuidando da nossa tribo. Alguns acreditam que o avatar não renasceu entre os Nômades do Ar e que o ciclo foi quebrado. Mas eu tenho esperança. Eu ainda acredito de que alguma forma o avatar vai voltar para salvar o mundo.

A partir do 3° episódio[editar]

Água, terra, fogo, ar. Há muito tempo as nações viviam em paz e harmonia, mas aí, tudo isso mudou, quando a Nação do Fogo atacou. Só o avatar domina os quatro elementos e pode impedi-los, mas quando o mundo mais precisa dele, ele desaparece. Cem anos se passaram e meu irmão e eu descobrimos o novo avatar, um garoto dominador de ar. Embora sua habilidade com o ar seja ótima, ele tem muito que aprender antes que possa dizer: "Eu sou Aang". Mas eu acredito que o Aang possa salvar o mundo!

Livro 1: Água[editar]

Capítulo 1: O Garoto no Iceberg[editar]

Sokka: Hoje ele não escapa... hmmm, já sinto o cheiro dele frito.
[Katara dobra água com o peixe dentro]
Katara: Sokka, eu consegui!
[Sokka continua a procurar o peixe]
Katara: Não Sokka, eu consegui...
Sokka: Te peguei!
[Sokka bate com a vara no peixe]
Sokka: Ah, porque toda vez você brinca com água mágica...
Katara: Aí... isso não é mágica, é dobra d'água, uma...
Sokka: Tá, tá, uma arte antiga rara da nossa tribo. Olha, se eu tivesse esses poderes esquisitos eu guardaria tudo só pra mim.
Katara: Tá me chamando de esquisita? Não sou eu que mostro o muque toda vez que vejo o reflexo na água.

Katara: Chama isso de esquerda?
Sokka: Não gostou da minha pilotagem? Devia ter dobrado a água e nos tirado do gelo.
Katara: Tá falando que foi minha culpa?
Sokka: Sabia que devia ter te deixado em casa. Deixar uma garota estragar tudo.
Katara: Você é o maior machista, imaturo, sem cérebro! Aff, eu até tenho vergonha de ser sua parente!
[Katara faz o iceberg rachar um pouco sem perceber]
Katara: Desde que a mamãe morreu eu faço todo o trabalho na tribo enquanto você brinca de soldado!
Sokka: Ahn... Katara?
Katara: E eu até lavo a suas meias, você já cheirou as suas meias? Então eu te digo: NÃO É NADA AGRADÁVEL!!
Sokka: Katara, para!
Katara: Não, para você! Porque agora em diante você está sozinho!!!
[O iceberg se racha por completo]
Sokka: Tá legal, você passa de esquisita para aberração.
Katara: Quer dizer... que eu fiz isso?
Sokka: É... meus parabéns!

Zuko: Aquela luz tem um incrível força, tem que ser ele!
Iroh: Ou são luzes celestiais. Por que você não aprecía uma calmante xícara de chá de jasmim?
Zuko: Eu não quero chá calmante, eu quero capturar o avatar!

Katara: Ele tá vivo!
Sokka: Mas a gente nem sabe o que é aquilo.
[Katara corre para o iceberg e Sokka segue]

[Aang se levanta]
Sokka: Para!
[Aang cai e Katara o segura]
Aang: Por favor...
Katara: O que que foi?
Aang: Por favor chegue mais perto...
[Katara fica mais perto do rosto do Aang]
Aang: Que brincar de trenó de pingüim comigo?
Katara: Ahnn...

Sokka: Que é você e como entrou no gelo? Aposto que é espião da Nação do Fogo.
Katara: É claro, da pra ver pela cara de malvado dele.
[Aang faz cara de feliz]

Aang: Eu sou... a... aaa... chô!!!!
[Aang voa pelo ar]
Aang: Eu sou Aang.
Sokka: Você espirrou e vôou três metros ao ar!?
Aang: Sério? Pareceu ser mais.
Katara: Ahh... você é um dobrador de ar!
Aang: Com certeza.
Sokka: Raios de luz... dobradores de ar... eu devo ter pegado o sol da meia-noite. Eu vou voltar para a casa onde as coisas são normais.

Aang: O Appa tá cansado, é só ele dormir um pouco e ele voará pelo céu!
[Katara olha para o Aang e ele sorri para ela]
Katara: Por que está sorrindo deste jeito?
Aang: Oh, eu estava sorrindo?
Sokka: Blerg...

Katara: Ooooi.
Aang: Oi.
Katara: Eu estava pensando, você ser um dobrador de ar, faz idéia onde esteja o avatar?
Aang: Não... quer dizer... Eu conheci gente que o conheceu mas eu não cheguei a conhecer. Me desculpe.
Katara: Nada não. Boa noite.
Aang: Boa noite. Uhhh...

Capítulo 2: A Volta do Avatar[editar]

Zuko: Eu passei anos me preparando para este encontro. Treinando, meditando... e você é só uma criança!
Aang: E você é só um adolescente!

Sokka: Vai. Voa. Vamos.
Katara: Appa, por favor, precisamos de ajuda, o Aang precisa de sua ajuda.
Sokka: Sobe. Levanta. Se eleva.
Katara: Sokka, precisamos fazer ele voar. Vamos Appa, você quer salvar o Aang?
Sokka: Como é que o cara dizia mesmo? Yeeha? Wahoo? Hup-hup? Ahn... yip-yip?
[Appa voa pelo céu]
Katara: Você conseguiu, Sokka!
Sokka: Ele tá voando! Ele tá voando! Katara ele está...
[Katara olha para Sokka]
Sokka: Quero dizer, grande coisa ele voar.

Katara: Por que você não disse que era o avatar?
Aang: Porque eu nunca quis ser.
Katara: Mas Aang, o mundo inteiro está esperando pela volta do avatar para acabar com essa guerra.
Aang: Como eu faço isso?
Katara: De acordo com a lenda, você domina a água, a terra e o fogo.
Aang: Foram o que os monges me diseram.
Katara: Bem, se fomos para o Pólo Norte você pode aprender a dobrar a água.
Aang: Podemos aprender juntos!
Katara: E Sokka, você vai arrasar com os dobradores de fogo no caminho.
Sokka: Gostei dessa, gostei muito dessa.
Katara: Então nós estamos juntos nessa.

Capítulo 3: O Templo de Ar do Sul[editar]

Sokka: Não tem chave nenhuma.
Aang: A chave Sokka, é a dobradura de ar.

Katara: Ei... acorda.
Aang: Oh?
Katara: Que é esse aí?
Aang: É o Avatar Roku, o avatar anterior a mim.
Sokka: Nação do Fogo, por isso que não confiei em você no começo.
Katara: Não tem nome nenhum. Como sabe disso?
Aang: Eu não sei... mas sei de alguma maneira.
Sokka: Não tem como ficar mais estranho?

Iroh: Não, Príncipe Zuko, não suje a sua vitória. Então é assim que o grande comandante Zhao reage diante a derrota? Que desonroso! Mesmo no exílio, o meu sobrinho é muito mais honrado do que você! Muito obrigado pelo chá, estava delicioso!
Zuko: Falou sério mesmo, Tio?
Iroh: É claro, eu disse que o chá de jin sei é o meu favorito.

Capítulo 4: As Guerreiras de Kyoshi[editar]

Suki: Não é questão de força, pense que o leque seja uma extensão do seu braço. Espera uma abertura e...
[Sokka bloqueia Suki]
Sokka: Hummm...
Suki: Eu só estava te testando, só queria te fazer feliz!
Sokka: Te peguei!! Admita que eu te peguei!
[Suki pega o dedo do Sokka e puxa para cima
Sokka: AAAIIII!!!
Suki: Tá bom, eu admito! Vamos ver se você tem sorte num segundo round.

Suki: Eu não preciso que me pessa desculpas.
Sokka: E que tal "me desculpe"?
Suki: Por quê?
Sokka: É que eu agi errado em te insultar só por ser uma garota.
Suki: Eu sou uma guerreira.
[Suki beija Sokka]
Suki: Mas eu também sou uma garota.

Capítulo 5: O Rei de Omashu[editar]

Aang: Meu nome é Bonzu Pipinpadaloxicopolis... e esses são meus netos.
Katara: Oi, June Pipinpadaloxicopolis, prazer em te conhecer!

Sokka: Como é que o Appa vai nos salvar dessa?
Aang: O Appa é um bisão voador de dez toneladas, vai pensar em alguma coisa.

Capítulo 6: Aprisionado[editar]

Sokka: Olha pra onde anda, Tampinha!
Katara: Você é que é tampinha, seu orelhudo ridículo!
Sokka: Do que você me chamou?
Katara: De orelhudo ridículo! As suas orelhas são tão grande que os animais se reunem e usam suas orelhas como sombra!
Sokka: É melhor retirar o que disse... é sério, retira!
Katara: Eu não vou retirar! Os elefantes ficam juntos e se divertem com o tamanho delas!
Sokka: O quê? Você vai cair...
Katara: É o que vamos ver, AO ESTILO DOBRA DE TERRRA!!!
[Katara finge que está levantando uma pedra mas nada acontece]
Katara: Eu disse... "AO ESTILO DOBRA DE TERRA"!!!
[Aang dobra o ar pelas passagens de ar, levanta a pedra e Momo fica em baixo]
Soldado da Nação do Fogo: O lêmure... é um dobrador de terra?
Sokka: Não, idiota, é a garota!
Soldado da Nação do Fogo: Oh, ok... eu pego-a.
Sokka: Eu seguro pra vocês! Você tem doze horas pra achar o Haru, estamos logo atrás de você.
[Sokka olha para Momo]
Sokka: Momo! Você tem orelhas grandes!

Diretor: Me diga exatamente o que viu.
Capitão: Bem, senhor, foi um bisão voador.
Diretor: O quê?
Guarda da Nação do Fogo: Era um gigante búfalo voador, sem ninguém na sela.
Diretor: O que era? Um bisão ou um bufalo?
Capitão: Ah, eu não sei a diferença, mas, não é essa a questão, não é?
Diretor: Eu decido qual é a questão!
[O Diretor jogo o Capitão ao mar]
Diretor: Você! Avise ao capitão. Procure por todo o navio!
Guarda da Nação do Fogo: Senhor...
Diretor: O que é!?
Guarda da Nação do Fogo: É que foi o capitão que você jogou ao mar.
Diretor: Então avise a alguém que eu ainda não joguei ao mar! Vasculhe por todo a tripulação! Está acontecendo alguma coisa e eu não gosto disso.

Capítulo 7: Solstício de Inverno 1ª Parte: O Mundo Espiritual[editar]

Aang: É dever do avatar proteger a natureza.
Katara: Aang, agora você está animado?
Aang: Não.
[Katara joga uma noz no Aang]
Aang: Ei! Como isso vai me animar?
Sokka: Hê, hê, me animou!
[Katara joga uma noz no Sokka]
Sokka: Ai, tá bom, eu mereci essa.
Katara: Tem isso por todo o canto, Aang. Um dia essa noz vai virar uma árvore e a floresta vai voltar. E os pássaros e animais também iram voltar.

Iroh: Para onde estão me levando?
Guarda do Reino da Terra: Para falar frente-a-frente com a justiça.
Iroh: Ah, aonde especificamente?
Guarda do Reino da Terra: Um lugar totalmente familiar com você. Você cerco-a por seiscentos dias, mas se rendeu.
Iroh: Ahhh, a grande cidade de Ba Sing Se.
Guarda do Reino da Terra: Ela foi maior do que você.
Iroh: Eu admito minha derrota em Ba Sing Se. Eu fiquei seiscentos dias longe de casa, meus homens estavam cansados... eu estava cansado...
[Iroh boceja]
Iroh: ...E acho que ainda estou cansado.
[Iroh cai no chão]

[Zuko cheira a sandalha de Iroh]
Zuko: Urgh, é do Tio Iroh.

Guarda do Reino da Terra #2: Ele é muito perigoso, não podemos levar para a capital, temos que fazer algo agora.
[Iroh cospe em uma pedra]

Iroh: Exelente forma, Príncipe Zuko!
Guarda do Reino da Terra: Desistam, estão em menor número.
Iroh: É verdade, mas concerteza vocês vão perder!

Capítulo 8: Solstício de Inverno 2ª Parte: O Avatar Roku[editar]

Roku: Um grande perigo te espera fora do templo. Eu posso te ajudar, mas pra isso tem que estar pronto.
Aang: Eu estou pronto.

Capítulo 9: O Pergaminho da Dobra D'água[editar]

Sokka: Por que você está tão nervoso?
Aang: No que o avatar Roku disse. Eu tenho que ser mestre dos quatro elementos antes do cometa chegar.
Sokka: Olha só, você é um grande mestre em dobra de ar e só precisou de cento e doze anos. Eu acho que você consegue pode ser mestre dos outros elementos até o verão.

Zuko: Bom trabalho!
Katara: Aang, tudo isso é culpa minha.
Aang: Não, Katara, é minha.
Iroh: Não, ela tem razão.

Zuko: Eu vou te salvar dos piratas.

Iroh: Você estava tão preocupado com a luta, que você nem percebeu que pegaram seu navio!
Zuko: Não temos tempo para seus provérbios, tio!
Iroh: Não é um provérbio.
Pirata: Rolem na lama, seus porcos!
Zuko: Ei, esse é meu navio!
Iroh: Ou será que é um provérbio?
Zuko: Vamos, tio!

Capítulo 10: Jato[editar]

Jato: Sokka, seu tolo! Nós poderiamos ter salvado este vale.
Sokka: Quem estaria salvo? Estariamos todos mortos.
Jato: Seu traidor!
Sokka: Não, Jato, você se tornou o traidor depois que deixou de proteger gente inocente.
Jato: Katara, por favor.
Katara: Jato, adeus.

Capítulo 11: A Grande Divisão[editar]

Sokka: Foi muita sorte você ter conhecido Jin Wei e Wei Jin.
Aang: Você pode chamar de sorte... ou de mentira.
Katara: Mentiu nada. Ha, ha, foi uma coisa muito feia que você fez!
Aang: Mas, aliás, cadê aquela torta? Eu tô morrendo de fome!

Capítulo 12: A Tempestade[editar]

Pescador: Garoto tatuado? Tatuagens de dobrador de ar... ora, macacos me mordam! Você é o avatar!
Katara: Isso mesmo!
Pescador: Ora, não fique todo sorridente. O avatar desapareceu a cem anos. Você virou as costas pro mundo!
Katara: Não grita com ele! O Aang não virou as costas pro mundo!
Pescador: Ah, é mesmo? Então eu devo ter imaginado esses cem anos de guerra e sofrimento.
Katara: O Aang é uma pessoa muito corajosa! Desde de que eu conheci, só tem ajudado pessoas e salvado vidas. Não é culpa dele ter desaparecido, não é Aang? Aang? O que foi?
[Aang voa até uma montanha]
Pescador: Ótimo! Continua fugindo!
Katara: Viu o que você fez, velho horroroso!?

Capítulo 13: O Espírito Azul[editar]

[Um falcao chegando numa torre da naçao do fogo]
[Uns arqueiros atiram flechas, e todas elas acertam no alvo]
Superior:Absolutamente nao.Os arqueiros ficam aqui.Seu pedido esta negado, Comandante Zhao
Zhao:Coronel.Por favor reconsidere.A precisao dele e lendaria.Esses arqueiros podem fixar uma mosca numa arvore a 100 metros de distancia sem mata-la.Desperdiçe o talento deles a usa-los apenas como guardas de segurança.
Coronel:Eu posso fazer o que quizer com o talento deles.Eles sao meus arqueiros, e o que eu digo vale!
Zhao:Mas a minha busca pelo avatar e...
Coronel: Apenas um projeto vaidoso.Estamos tratando de uma guerra de verdade aqui, e eu preciso de cada homem que eu tiver, Comandante!
Zhao:Mas...
Coronel:Ponto Final!Nao quero ouvir mais nenhuma palavra sobre isso.
[O falcao chega a torre deles e o comandante le a mensagem]
Zhao: Noticias do senhor do fogo Ozai? ... Ao que parece fui promovido a almirante.O meu pedido, agora e uma ordem.
[espirito azul aparece em cima da torre, observando Zhao]

___________________________________________________________

[Sokka tosse sem parar]
Katara:Isso deve baixar sua febre...
[Katara coloca um pano na testa de sokka]
Sokka:Voce sabe do que eu mais gosto no Appa?Do senso de humor dele.
Katara:Que bom.Eu falo para ele.
Appa:Moooorrr...
Sokka:hahahahahaha, o Classico appa.
[Aang chega]
Aang:Como esta o sokka?
Katara:Nao muito bem... Ficar naquela tempestade fez um estrago nele.
Aang:Eu nao achei gengibre pra fazer o cha...Mas achei um mapa...Tem um instituto herbanario no topo daquela montanha.Talvez la agente ache uma cura pro sokka.
Katara:Aang, ele nao esta em consiçoes de viajar, ele precisa descançar.Eu tenho certeza de que amanha estara melhor.
[Katara tosse]
Aang:Voce tambem nao...
Katara: Relaxa, foi so uma tosse...Eu estou bem...
[Katara tosse denovo]
Aang: Foi assim que o Sokka começou ontem, e olha só como ele tá hoje, ele acha que é um dobrador de terra.
Sokka: Tome isso sua pedra!

Aang:Mais algumas horas, e voce tambem vai estar falando bobagens, Eu vou procurar o remedio.
[Aang sai]
Sokka:Hahaha, Voces estao me matando...
[Zuko no navio, ao lado de um soldado com um mapa em maos]
Soldado:Nao conseguimos achar rastro do avatar depois da tempestade, mas se constinuarmos seguindo para nordeste...
[Um navio passa ao lado deles]
Zuko:O que eles querem?
Iroh:Sera que eles querem jogar paicho?
Soldado do outro navio:A caça ao avatar e de importancia primorgial.Toda informaçao relativa a ele deve ser levada diretamente ao almirante zhao.
Iroh:O zhao foi promovido?Que bom, pra ele...
Zuko:Nao tenho nada pra reportar ao zhao.Agora saiam do meu navio e deixem nos passar.
Soldado...:O almirante zhao nao vai permitir navios entrando e saindo dessa area.
Zuko:SAIAM DO MEU NAVIO!
[Dois "vidilantes observam a area"]
vigilante 1:Aqui diz que o avatar pode criar tornados e correr mais do que o vento.E incrivel!
Vigilante2:Ah, isso e propaganda do senhor do fogo, nao tem como ser verdade!
[Aang passa correndotao rapido que o esconderijo deles se quebra.E o vigilante 2 faz um som com um instrumento que ecoa por uma grande area]
Sokka:Katara, por favor, agua...
Katara: Escuta com atençao momo.Eu preciso que voce va ate o rio com isto e encha d'agua, Entendeu?
[aang chega no topo da montanha, e uma velha diz que ele precisa de sapos congelados para curar seus amigos, e quando ele sai, os arqueiros de zhao o acertam com flechas nos pes.Entao ele vai correndo ate que cai num lago onde tem sapo congelados]

Aang: Ahn... acho que deixaram cair isso.
Aang:Um sapo!
[Entao e pego pelos arqueiros]
[Momo volta com um rato na mao]
katara:Nao momo, a-g-u-a...
Katara: Aang, por que esta demorando tanto?
[Espirito azul entra na prisao onde aang esta, e o salva, mas aang perde os sapos]
[Momo retona e diversas coisas estao espalhadas]
katara:Quantas vezes vou ter que dizer momo, precisamos de agua.Aang!por favor rapido!
Sokka: Quem é esse garoto aang de que voce fala, majestade?
[Zhao percebe que aang fugiu e manda fecharem os portoes]
Aang:Fica perto de mim(espirito azul)
[Joga um jato de ar nos guardas, e ia saindo pelo portao, mas quando ve que "espirito azul" esta lutando com muitos, ele volta para ajuda-lo, entao joga ele por cima dos portoes com um jato d'ar e voa por cima pousando em seus ombros;Girando o bastao em cima da cabeça, os dois voam sobre o outro portao, mas caem antes de passar]
Almirante zhao:Nao usem o fogo, o avatar deve ser capturado vivo!
[Espirito azul coloca suas espadas no pescoço de aang]
zhao:Abram o portao.
[espirito azul sai ainda ameaçado matar aang, ate uns 100 m ele ainda fazia isso]
zhao:Acerte o ladrao.Vou entrega-lo ao senhor do fogo assim como o avatar.
[O arqueiro acerta na mascara do espirito azul,que cai para tras.Entao aang ve uma parte do seu rosto, onde tinha uma cicatriz no olho identica a de zuko.Aang faz uma grande quantidade de fumaça, e tira a mascara dele.Zuko estava por baixo, como previsto.Ele corre e deixa zuko la, mas depois olha para tras e ve ele caido.Quando a poeira se baixa, ninguem esta mais la.]
[Zuko acorda e aang esta ao seu lado, sentado]
Aang: sabe qual e a pior parte de ter nascido a mais de cem anos?Perder amigos que eu tinha.Antes da guerra começar,eu visitava meu amigo kanza.E nois dois, arrumavamos muitas encrencar juntos.Ele foi um dos melhores amigos que eu tive.E era da naçao do fogo, como voce.Se nos nos conhecesemos na epoca, acha que seriamos amigos tambem?
[Joga uma rajada de fogo em aang que pula tranquilo para cima, e some nas arvores.Aang volta ao lago e pega mais sapos congelados.Aang retorna a sokka e katara]
Aang:Suguem isto, vao fazer voces melhorarem.
Sokka:Como foi de viajem?Fez algum amigo novo ein?
Aang:Nao.Eu acho que nao fiz.

Capítulo 14: A Adivinha[editar]

Aang: A propósito, pegamos isso.
Tia Wu: Então vocês mexeram com as nuvens? Ha, ha, ha!!
Aang: Não disse a verdade sobre meu destino, só disse aquilo pra me fazer melhor.
Tia Wu: Vou te contar um segredinho dobrador de ar, da mesma forma que pode dar novas formas as nuvens, também pode remodelar o seu destino.
Sokka: Eu espero que isso tenha ensinado a todos a não confiar as previsões da Tia Wu.
Um qualquer: Mas a tia Wu não errou, ela disse que o vilarejo não iria ser destruído pelo vulcão e felizmente não foi.
Sokka: Eu te odeio!
Katara: Vamos, Sokka...

Katara: Tchau Meng, se cuida!
Meng: Tchau... oferecida.

Capítulo 15: Bato da Tribo da Água[editar]

Hakoda: Sokka...
Sokka: Eu vou com você.
Hakoda: Você sabe que não tem idade suficiente pra ir a guerra. Você sabe disso.
Sokka: Sou forte, bravo, posso lutar! Por favor, pai?
Hakoda: Ser homem significa ser mais necessário onde mais precisa. E onde você é mais necessário, é aqui, protegendo sua irmã.
Sokka: Eu não entendo...
Hakoda: Um dia vai entender. Até mais.

Zuko: Sai da minha frente, imundo!
Iroh: Ele não quis ofender. Eu sei que você toma banho sempre.

Tia Wu: Quer saber o futuro, bonitão?
Iroh: Na minha idade, o amor é uma grande surpresa e essa surpresa eu quero deixar em mistério.

Zuko: Você acha que eu sou idiota?
Sokka: Muito idiota, corre!!

Aang: O Zuko mandou não mostrar pra você.
Katara: Oh, que gentileza do Zuko! Dá um beijinho nele por mim?
Aang: Claro.
[Katara beija Aang]

Capítulo 16: O Desertor[editar]

Sokka: Onde conseguimos máscaras?
Vendedor: Compre suas genuinas máscaras aqui!
Sokka: Foi incrivelmente fácil.

Aang: Katara, eu consigui!
Katara: Aang, que legal, mas não acha melhor parar.
[Aang faz marabalismo com bolas de fogo]
Aang: Que nem o cara do festival.
[Aang queima Katara com dobra de fogo sem querer]
Aang: Katara! Essa não!
Sokka: Eu disse que não era boa idéia, e olha o que você fez, queimou a minha irmã.
Aang: Desculpa.

Capítulo 17: Os Planadores[editar]

Katara: É verdade? Foi assim que aconteceu?
Aang: Eu riu da gravidade o tempo todo. Gravidade... hi,hi, hi!
Contador de histórias: Olha a sacolinha.
[Sokka procura alguma moeda no bolso mas não acha]
Sokka: Me desculpe.
Contador de histórias: Pão-duro!
Aang: Ahn... obrigado pela história.
Contador de histórias: Diz isso pra sacola.
[Aang procura um moeda e Momo pega uma que caiu da sacola]
Contador de histórias: Obrigado, morceguinho.
Aang: Obrigado pela sua história. O seu bisavô deve ter visto os andarinhos voado a uns cem anos.
Contador de histórias: Do que está falando!? O meu bisavô viu eles voarem semana passada!

Teo: Olá, meu nome é Teo. Você é muito bom!
Aang: É, eu sei, mas vôo mais do que prazer.

Teo: Acho que não posso fazer isso. Mas olha uma boa.

Katara: Eu tô voando!
Aang: Vê se fica com a boca fechada pra não engolir um inseto.
[Momo abre a boca e come um inseto]

Capítulo 18: O Mestre Dominador de Água[editar]

Sokka: Oi, Sokka, da Tribo da Água do Sul.
Princesa Yue: Muito prazer em te conhecer.
Sokka: Bem, então você é uma princesa? Sabe, na minha tribo eu sou como um príncipe.
Katara: Ha! Príncipe de quê?
Sokka: De muitas coisa! Dá licença, mas eu tô tentando manter uma conversa.
Katara: Minhas desculpas, Príncipe Sokka.

Sokka: Como foi a aula de dobra d'água?
Aang: O Mestre Cabeça Oca não quer ensinar a Katara porque ela é mulher.
Sokka: Então por que você não a ensina, Aang?
Katara: Sokka, que grande idéia! Aang aprende com o Mestre Pakku durante o dia, e depois ele me ensina durante a noite! Assim todo mundo fica feliz!
Sokka: Eu não estou.
Katara: Mas você nunca está. Vamos, Aang!

Capítulo 19: O Cerco do Norte parte 1[editar]

Princesa Yue: O que ele está fazendo?
Katara: Está meditando. Ele está entrando no mundo espiritual. Ele vai ficar bem se não tocarmos no corpo dele.
Princesa Yue: Ele não vai precisar de ajuda?
Katara: Não, o Aang é meu amigo, ele vai se dar bem.
Aang: Vocês podem ficar quietas!? Ah, que isso gente, eu escuto cada palavra que vocês dizem!

Zuko: Olha como a mocinha cresceu!
Katara: Nãaaaao.
Zuko: Sim.

Zuko: Sua caipira, arranjou um mestre, não foi?

Zuko: Você acorda com a Lua, eu acordo com o Sol.

Capítulo 20: O Cerco do Norte 2ª Parte[editar]

Zuko: Você parece com minha irmã. Ela sempre consegue tudo fácil. Ela é um prodígio de dobra de fogo. Todos adoram ela. Meu pai disse que ela nasceu com sorte, mas foi sorte eu ter nascido. Mas eu não preciso de sorte. Sempre tive que lutar por aquilo que queria e isso me fez forte.

Aang: Hei Bai!
[Hei Bai leva Aang até o portal]
Aang: Foi por aqui que entrei.
[Hei Bai faz Aang voltar para o mundo humano]
Espírito: Boa viagem.
[Hei Bai grita para o Espírito]

Zuko: Bem-vindo de volta.
Aang: É bom voltar.

Zuko: Veio para um novo embate?
Katara: Acredite, Zuko, nem vai ser um embate.

Sokka: Ei, é uma corda de qualidade!
Aang: Vamos!
[Aang olha para Zuko]
Aang: Espera, não podemos deixá-lo aqui.
Sokka: É claro que podemos!
Aang: Não, se deixarmos aqui ele vai morrer.
[Aang coloca Zuko em cima do Appa]
Sokka: É faz muito sentido, vamos levar o cara que tá sempre tentando nos matar!

Livro 2: Terra[editar]

Capítulo 1: O Estado Avatar[editar]

Pakku: Katara, eu quero que fique com isso. Este amuleto contém a água do Espírito do Oasis. A água tem propriedades únicas. Não perca.
Katara: Obrigada, Mestre Pakku.
Pakku: Aang, estes pergaminhos de dobra d'água iram te ajudar a ser um mestre de dobra de água. Mas lembre-se, eles não substituem um mestre de verdade.
[Aang olha para Katara e faz sinão de sim para Mestre Pakku]
Pakku: Sokka... se cuida, filho.

Iroh: Eu sei, é o aniversário, não é?
Zuko: Faz três anos que fui banido. Eu perdi tudo. Eu quero voltar. Eu quero o avatar, eu quero minha honra, meu trono. Não quero que meu pai pense que não presto.
Iroh: Ele não acha isso. Se ele não importasse por que não baniria?
[Zuko olha zangado para Iroh]
Iroh: Acho que algo saiu errado.

Azula: Meu irmão e meu tio desonraram a Nação do Fogo e trouxeram vergonha a todos nós. Eu sei que você devem ter pensamentos confusos por atacar membros da família real. Eu entendo. Mas se vocês hexitarem eu não hexitarei em abatê-los. Dispensados.
Capitão do navio da marinha da Nação do Fogo: Princesa, creio que a maré não deixe que leve o navio até o porto até o anoitecer.
Azula: Desculpe, Capitão. Mas eu não sei muito bem sobre a maré. Pode me explicar melhor?
Capitão do navio da marinha da Nação do Fogo: É claro, altesa.
Azula: A maré controla o barco?
Capitão do navio da marinha da Nação do Fogo: Receio não ter entendido.
Azula: Você disse que a maré não permite que trouxessemos o navio até o porto. A maré controla o navio?
Capitão do navio da marinha da Nação do Fogo: Não, Princesa.
Azula: E se eu jogasse você no mar, a maré pensaria duas vezes em te esmagar contra as pedras da costa?
Capitão do navio da marinha da Nação do Fogo: Não, Princesa.
Azula: Então é melhor você pensar menos na maré, que já decidiu te matar e mais em mim que ainda estou pensando no assunto.

Fong: Bem-vindo Avatar Aang, Appa, Momo, Corajoso Sokka, Poderosa Katara.
Katara: Poderosa Katara? Eu gostei disso.
[Fogos de artifício são lançados ao céu]
Sokka: Nada mal, nada mal!

Fong: Todos nós ficamos pasmos ao escutar histórias como você derrotou sozinho uma frota inteira da marinha do Fogo. Eu não consigo imaginar como é controlar poder tão devastador.
Aang: Eu tento não pensar muito no assunto.
Fong: Avatar Aang, você já está pronto para lutar com o Senhor do Fogo.
Aang: O quê!? Não tô não!
Katara: O Aang ainda tem que dobrar os quatro elementos.
Fong: Como? Com poder tão incrível você pode derrotar o Senhor do Fogo agora!
Sokka: Acontece que ele só faz isso quando está no estado de avatar.
Aang: Sabe, é um estado especial em que...
Fong: Estou ciente! Seus olhos e tatuagens brilham e você é capaz de invocar um poder inacreditável.
Aang: Tá, mas, eu só faço isso quando estou no estado avatar. Eu não sei entrar e sair do estado de avatar, muito menos o que fazer quando chegar lá.
Fong: Então está decidido, irei ajudá-lo a entrar no estado de avatar.
Katara: Não! O Aang vai apreder a dobrar os elementos do jeito dele!
Fong: Enquanto você perde tempo dobrando os elementos uma guerra continua. Posso mostrar uma coisa a vocês?
[Fong leva Aang, Katara e Sokka até a janela]
Fong: Aquela é a enfermaria e aqueles soldados são uns sortudos. Eles voltaram vivos da guerra. A Nação do Fogo cenfa vidas todos os dias. Você pode acabar com isso! Pense nisso.

Aang: Eu disse ao General Fong que iria entrar no estado avatar.
Katara: Aang, não. Tem uma maneira melhor: estudo, treino e disciplina.
Sokka: Ou então brilho e vença o Senhor do Fogo.
Katara: Se vocês dois idiotas estão afim de jogar fora tudo que conseguimos até agora, vão fundo e brilhem!
Aang: Katara, eu só estou sendo realista, não tenho tempo de fazer isso do jeito certo.

Roku: Estava na hora de você aprender isso. O estado avatar é um mercanismo de defesa, projetado com as habilidades e conhecimentos de todos os avatares anteriores. O brilho é a combinação de todas suas vidas passadas, focalizando as energias pelo seu corpo. No estado avatar, você está poderoso ao máximo, mas também está vulnerável ao máximo.
Aang: Como assim?
Roku: Se você for morto no estado de avatar, o ciclo de reencaranação será quebrado e o avatar deixará de existir.

Zuko: Você mentiu para mim!
Azula: Até parece que eu nunca fiz isso.

Iroh: Zuko, vamos lá!

Fong: Ah, foi incrível, só precisamos arranjar um jeito de controla-lo quando estiver assim.
Aang: Você perdeu o juízo.
Fong: Acho que vou achar um jeito quando for a Ba Sing Se.
[Sokka bate seu bumerangue na cabeça do General Fong que desmaia]
Sokka: Alguém tem algo contra isso?
[Guardas fazem sinal de não.]
Guarda do Reino da Terra: Querem um viajente até Omashu?
Katara: Acho que vamos nos virar sozinhos.

Azula: Quem abrigar um desses traidores será preso.
Massagista: Oh...
Azula: Não haverá lugar para se esconder.

[Zuko e Iroh correm]
Iroh: Acho que despistamos.
[Zuko e Iroh corta o cabelo com uma faca]

Capítulo 2: A Caverna dos Dois Amantes[editar]

[Aang coloca um tentáculo do polvo de água na perna de Katara]
Katara: Você dá um ótimo polvo, Aang!

Chong: Eu sou Chong, e essa é minha esposa Lily. Nós somos nômades, feliz para onde o vento nos levar.
Aang: Vocês são nômades? Que legal, eu também sou um nômade!
Chong: E eu também.
Aang: Eu sei, você já disse isso.
Chong: Oh... bela cueca!
[Sokka coloca Momo em sua frente]

Sokka: Olha, odeio estragar a festinha de vocês mas como Katara está ocupada eu vou explicar. Precisamos ir a Omashu, sem desvios, sem minhocas e concerteza sem arco-íris!
Chong: Parece que alguém aqui está de mal-humor.
Sokka: O - MA - SHU!!!
Katara: O Sokka tem razão, o Rei Bumi vai ensinar o Aang a dobra de terra.
Chong: Parece que vocês vão a Omashu.
[Sokka bate a mão na testa]

Moku: Ei! Alguém está fazendo uma fogueira enorme!
Katara: Não é fogueira, é a Nação do Fogo.

Iroh: Mas como? Somos procurados do Reino da Terra e fugitivos da Nação do Fogo.
Zuko: Se fomos para o Reino da Terra, eles vão nos matar.
Iroh: Mas se fomos para a Nação do Fogo, eles vão nos entregar para a Azula.
[Zuko e Iroh se olham]
Zuko: Reino da Terra então.

Aang: Nós vamos ficar sem luz a qualquer minuto, não é?
Katara: É...
Aang: O que vamos fazer?
Katara: O que podemos fazer.
[Aang sorri para Katara enquanto as luzes se apagam e se beijam. Quando apagou as luzes, os cristais se acenderam]

[Topeiras gigantes vão em direção a Sokka, e o mesmo coloca as mãos em cima das cordas do banjo fazendo um som e parando as topeiras gigantes.]
Chong: Ei! Essas topeiras são amantes da música!
Sokka: (cantando) Topeiras gigantes em minha direção... vamos lá gente, me ajuda aí!

Katara: Sokka!!
Sokka: Como conseguiram sair?
Aang: Foi como disse a lenda. Foi só acreditar no amor.
Sokka: Sério? Essas coisas grande nos mostraram a saída!

Sokka: A jornada foi longa e irritante, mas encontramos o significado. O destino. Eu apresento a vocês, do Reino da Terra, a Cidade de...
[Sokka olha para Omashu que foi conquistada pela Nação do Fogo]
Sokka: Ai não...

Capítulo 3: Retorno a Omashu[editar]

Aang: Eu não acredito. Eu sei que a guerra espalhou muito mas Omashu sempre pareceu tão... intocável.

Sokka: Por que nós não entramos por aqui pela última vez?
[Sokka abre a tampa do esgoto que cai a água do esgoto nele]
Aang: Isso responde a sua pergunta?

Guarda da Nação do Fogo: O que vocês crianças estão fazendo aqui fora depois do toque de recolher?
Katara: Desculpa. Nós estavamos indo para casa.
[O Guarda da Nação do Fogo olha para as marcas de Sokka]
Guarda da Nação do Fogo: O que ele tem?
Katara: Ele tá com penta catapora.
[O Guarda da Nação do Fogo chega perto do Sokka]
Katara: É muito contagioso!
Sokka: É horrível! Eu estou morrendooo...
Guarda da Nação do Fogo: Espera, eu já ouvi falar disso. O seu primo Chang não morreu disso? Nós devíamos lavar as mãos... e queimar as roupas!
[Os guardas fogem]
Aang: Obrigado, amigo do esgoto!

Capítulo 4: O Pântano[editar]

Iroh: Umas moedinhas para os viajantes.
Zuko: Isso é humilhante! Nós somos da realeza, deveriam dar tudo que quisermos!
Iroh: Vão dar tudo o que você quiser se você sorrir.

Katara: Tá legal, aqui onde? No meio do pântano?
Aang: É... no centro.

Aang: Tudo está conectado.

Capítulo 5: O Dia do Avatar[editar]

Sokka: Espera, meu bumerangue!
Katara: Não dá tempo.
Sokka: Dá tempo pro seu pergaminho, dá tempo pro seu cajado e não dá tempo pro meu bumerangue?
Katara: Isso mesmo.

Vendedor: Ah, dinheiro da Tribo da Água.
Katara: Eu espero que não seja um problema.
Vendedor: Desde que seja dinheiro...

Guarda: O acusado, agora, vai girar a roda da punição.
[Aang gira a roda da punição]
Aang: Eu disse que iria enfrentar a justiça.
Espectador (1): Vamos, máquina de tortura!
Velho: Devorado por ursos!
Espectador (2): Comido por tubarões!
Katara: Serviço comunitário. Por favor, caia em serviço comunitário!
[A roda para de rodar]
Guarda: Parece que é... fervido em óleo.
[Aang, Katara e Sokka entra em estado de choque]

Katara: Feliz dia do avatar a todos.
[Katara come massa crua]
Sokka: Essa é de longe a pior cidade que já visitamos.
[Sokka come massa crua]

Capítulo 6: A Bandida Cega[editar]

[Sokka olha uma bolsa]
Sokka: É muito caro, mas eu gostei muito.
Katara: Então devia comprar. Você merece uma coisa boa.
Sokka: Mereço, né? Mas não... é muito caro, não devo.
Katara: Tá, então não compra.
[Aang, Katara e Sokka saíem, mas, Sokka volta]
Sokka: Quer saber? Eu vou comprar!
Homem: Ei, psiu, vocês aí. Gostam de dobra de terra? Gostam de atirar pedras? Então conheçam a Academia de Dobra de Terra do Mestre Yu.
Aang: Olha, tem um cupom no verso. A primeira aula é de graça.
Katara: Aang, quem sabe esse Mestre Yu seja o professor que você procura.

Yu: Em suas posições.
[Todos os alunos entram em posição menos Aang]
Yu: Agora batam como se estivessem batendo na cabeça de seu oponenete.
[Um aluno joga um pedra em Aang que bate na parede]
Yu: Então... está pronto para outra lições? Se pagar o ano todo adiantado, pode passar pra próxima faixa.

Garoto do Reino da Terra (1): Eu acho que o Pedregulho vai recuperar o cinturão no Encontro Terrestre 6.
Garoto do Reino da Terra (2): Ele vai ter que enfrentar os melhores dobradores de terra do mundo para ter uma chance no campeonato.
[Aang vai em direção a dois garotos]
Aang: Com licença, onde posso achar o Torneio de Dobra de Terra?
Garoto do Reino da Terra (1): É na Ilha de Nunya... mas não é do seu bico!
[Os dois garotos riem]
Sokka: Ha, ha, ha!! Eu tenho que me lembrar dessa.
[Aang se desanima]
Katara: Deixa que eu cuido disso. Ei, fortões, esperem!
[Katara segue os dois garotos]
Sokka: No que eu estava pensando? Eu não precisava de uma bolsa nova! Por que deixou eu comprar isso?
[Katara volta]
Katara: Está pronto para achar um professor de dobra de terra? Porque nós vamos ao Encontro Terrestre 6!
Aang: Como você conseguiu convencê-los?
Katara: A mulher da seu jeitinho...
[Katara tinha dobrado a água e congelado os dois garotos]

[Aang Katara e Sokka sentam na primeira fila]
Aang: Ih, primeira fila, porque ninguém está sentado aqui?
[Jogam uma pedra enorme ao lado deles]
Sokka Acho que é por isso.
[Várias pedras são jogadas do palco para a platéia]
Xin Fu: Bem-vindos ao Encontro Terrestre 6! Eu sou seu apresentador, Xin Fu!
Katara: Ai... vai ser mais um monte de homens tacando pedra um no outro.
Sokka: Foi pra isso que paguei!
Xin Fu: As regras são simples. É só jogar o adversário pra fora do ringue que você ganha. Primeira rodada, o Pedregulho contra o grande e malvado, Hippo!
Pedregulho: Aí, Hippo, você pode ser grande mas não é mal. O Pedregulho vai ganhar esta de barbada!
Hippo: Hippo... Hippo!!!
[Pedregulho luta com Hippo]
Xin Fu: Incrível, senhoras e senhores! Hippo está botando pra quebrar!
[Pedregulho joga Hippo para fora do ringue]
Xing Fu: O Pedregulho vence!
Katara: Que tal o Pedregulho? Ele tem uns golpes bons.
Aang: Eu sei lá, o Bumi me disse que eu preciso de um professor que escute a terra. E ele só escuta seus músculos. O que voê acha, Sokka?
Sokka: AHHHHHHH!! UHUUUUUUUU!!!
Xin Fu: Próxima luta, o Pedregulho contra o Homem da Nação do Fogo!
[O Homem da Nação do Fogo balança a bandeira da Nação do Fogo e a platéia vaia]
Homem da Nação do Fogo: Por favor, de pé para o Hino Nacional da Nação do Fogo. Senhor do Fogo, meu raio queima por ti!
[A platéia joga pedras no Homem da Nação do Fogo]
Sokka: Volta pra Nação do Fogo!
[O Pedregulho prende o Homem da Nação do Fogo no chão e se prepara para pular nele]
Homem da Nação do Fogo: Não, por favor, não!
[O Pedregulho pula no Homem da Nação do Fogo e joga-o para fora do ringue]
Sokka: É, uhuuu!! O Pedregulho sabe colocar as pedras no seu lugar!
[O Pedregulho luta com vários adversários, vence todos e chega na final]
Xin Fu: E agora, o momento que todos esperavam. O Pedregulho, contra a campeã, a Bandida Cega!
[A platéia vibra]
Katara: Ela não pode ser cega de verdade, é só parte da personagem, né?
[Aang olha para os olhos de Toph]
Aang: Eu acho que ela é cega mesmo.
Sokka: Eu acho que ela vai perder!
Pedregulho: O Pedregulho está em conflito por lutar com uma jovem cega!
Toph: Eu acho que você está com medo, Pedregulho!
Pedregulho: O Pedregulho superou os sentimentos conflitantes e está pronto para enterrá-la em uma avalanche!
Toph: Quando estiver preparado... Cascalho! Ha, ha, ha!!
[Pedregulho e Toph se preparam]
Pedregulho: Pronto!
[O Pedregulho coloca o pé no chão, Toph dobra a terra e, faz Pedregulho abrir as pedras no chão]
Pedregulho: Uuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!!
[Toph joga Pedregulho para fora do ringue]
Xin Fu: A vencedora e ainda campeã, a Bandida Cega!
[Todos comemoram menos Sokka]
Sokka: Nãoooo!
Katara: Como ela fez isso?
Aang: Ela esperou, e ouviu.
Xin Fu: Para deixar as coisas mais interessantes, estou oferecendo este saco de ouro para quem quiser desafiar a Bandida Cega.
[Ninguém fala nada]
Xin Fu: O quê? Ninguém ousa desafiá-la?
Aang: Eu enfrento.
Sokka: Vai, Aang! Vinga o Pedregulho!
Toph: Vocês querem mesmo ver duas meninas lutarem?
[A platéia faz 'uuuuu']
Aang: Eu não quero lutar com você, eu quero conversar com você.
Sokka: Uuuuuuuuuuu!!! Sem papo!
Katara: Não vaia ele!
[Toph joga uma pedra em Aang que desvia pousando levemente no chão]
Toph: Alguém aqui tem os pés muito leves. Qual seu nome de guerra? Dançarino elegante?
[Aang faz sinal de 'sei lá'. Toph joga Aang para o alto]
Toph: Onde você está?
[Aang pousa no chão]
Toph: Você está aí!
[Toph joga uma pedra em Aang que joga ar em Toph e faz ela sair do ringue. Todos ficam espantados. Toph sai da arena]
Aang: Por favor, espera! Eu preciso de alguém que me ensine a dobra de terra e acho que pode ser você.
Toph: Seja lá quem for, me deixa em paz!
Aang: Espera!
[Toph abre uma porta na parede com a dobra de terra e fecha antes de Aang chegar. Sokka abraça Xin Fu e pega o cinturão]
Sokka: É isso aí, campeão.

Sokka: Eu tenho que admitir, agora estou feliz por comprar esta bolsa. Ela combina perfeitamente com o cinto.
Katara: Isso é um grande alívio.
Aang: Se queremos achar a Bandida Cega, a Academia de Dobra de Terra pode ser um bom começo.
Garoto do Reino da Terra (1): Que ótimo, vocês de novo.
[Katara olha para os dois garotos]
Katara: É, eu acho que não.
Sokka: Muito bom.
Garoto do Reino da Terra (2): Ei, você é o garoto que derrotou a Bandida Cega.
Aang: Precisamos falar com ela, sabe onde posso encontrá-la?
Garoto do Reino da Terra (1): A Bandida Cega é um mistério, ela aparece pra lutar e desaparece.
Katara: Deixa que eu cuido disso. Vocês não estão contando tudo!
Garoto do Reino da Terra (2): E-eu juro! É verdade, ninguém sabe para onde ele vai ou quem ela realmente é.
Aang: É porque estamos perguntando pela pessoa errada. Na minha visão, era uma garoto de vestido branco e com um javali voador. Conhecem alguém assim?
Garoto do Reino da Terra (1): Bom, o javali voador é o símbolo da família Bei Fong. Eles são os mais ricos da cidade, provavelmente do mundo todo.
Garoto do Reino da Terra (2): É, mas eles não tem filhos.
Aang: Javali voador, é o bastante para mim. Vamos checar!
Garoto do Reino da Terra (1): É, é melhor irem mesmo.
[Katara aponta os os dois dedos para os garotos]
Katara: Aí, eu estou de olho em vocês.
[Sokka abre os braços]
Sokka: Tribo da Água.
[Sokka sai de uma maneira esnobe]

Pedregulho: Eu estou dizendo, o Pedregulho estava parado bem aqui, eu vi o garoto atacar, mas não houve dobra de terra, nada fez contato, nada fez contato, a Bandida Cega foi para fora ringue. Ela deve ter armado e dividido o dinheiro com o garoto.
[Xin Fu bate a mão na parede e pedras cai no pé dele]
Xin Fu: AHHHHH!!! Ninguém engana Xin Fu.

[Aang, Katara e Sokka observam a casa de Toph em cima de uma casa]
Aang: Esse era o javali voador da minha visão. Vamos!
[Aang pula, Sokka pula e bate a cabeça no chão e Katara pula]
Toph: O que faz aqui, pés pequenos?
Aang: Como você sabia que era eu?
Sokka: Não responda, pés pequenos, não é coisa de homem.
Katara: É você que tem a bolsa que combina com o cinto.
Toph: Como você me achou?
Aang: Bom, o maluco beleza disse que eu precisava de um professor de dobra de terra e que escutasse a terra. Aí, eu tive uma visão no pântano mágico...
Katara: O que o Aang está tentando dizer, é que ele é o avatar e se ele não encontrar um mestre logo, não será capaz de derrotar o Senhor do Fogo.
Toph: Não é problema meu. Saíam daqui, ou senão eu chamo os guardas.
Sokka: Olha, todos nós temos que fazer nossa parte para ganhar essa guerra, e a sua é ensinar o Aang a dobrar a terra.
Toph: Guardas!!! Guardas, socorro!
Guarda da Família Bei Fong: Toph, o que foi?
Toph: Pensei ter ouvido alguma coisa, fiquei com medo.
Guarda da Família Bei Fong: Você sabe que seu pai não quer que você ande pela propriedade sem supervisão, Toph.

Lao: Eu estou satisfeito que a aula particular de Toph esteja indo bem, mas eu quero ter certeza que ela não esteja tentando nada de perigoso.
Yu: Não, absolutamente. Ela está no nível iniciante, formas básicas, exercícios de respiração, apenas.
Lao: Muito bom.
Mordomo: Você tem visita, senhor.
Lao: Quem se acha tão importante para vir a minha casa sem convite?
Mordomo: Er... avatar, senhor.
[Toph fica surpresa e assopra sua franja]

[Aang, Katara, Sokka, Toph e seus pais comem]
Lao: Pode soprar? Está muito quente para ela.
Aang: Permita-me.
Mãe de Toph: Avatar Aang, é uma honra receber sua visita.
Lao: Na sua opinião, quanto tempo acha que a guerra vai durar?
Aang: Eu gostaria de enfrentar o Senhor do Fogo no final do verão, mas eu não posso fazer isso sem um professor de dobra de terra antes.
Lao: Bom, o Mestre Yu é o melhor professor daqui, ele ensina a Toph desde que ela era criança.
Aang: Então ela deve ser uma grande dobradora de terra, provavelmente boa o bastante para ensinar alguém...
[Toph dobra a terra debaixo da mesa e bate a pedra em Aang]
Yu: A Toph continua aprendendo o básico.
Lao: É, e infelizmente por causa da cegueira, jamais poderá ser uma verdadeira mestra.
[Sokka e Katara olham um pro outro]
Aang: Eu tenho certeza que ela melhor do você pensa...
[Toph novamente dobra a terra e bate a pedra em Aang que bate a cabeça na comida que estava comendo. Aang tem uma idéia]
Aang ATCHIM!!!
[Aang assopra o ar e a comida cai na cara de Toph, nos seus pais e em Katara e Sokka]
Toph: Qual é o seu problema?
Aang: Qual o seu problema?
Mãe de Toph: Então... vamos para a outra sala para comer a sobremesa?

Aang: Boa-noite amigos.
[Toph entra no quarto]
Aang: AHHH!
[Aang faz posição para entrar em combate]
Toph: Relaxe.
[Aang volta ao normal]
Toph: Desculpe pelo jantar, vamos fazer uma trégua, tá bom?
[Aang e Toph andam pelo jardim]
Toph: Mesmo nascendo cega eu nunca tive problemas para enxergar. Eu vejo pela dobradura de terra, é como ver pelos pés. Eu sinto as vibrações da terra e posso ver onde está tudo. Você, aquela árvore, até mesmo aquelas formigas.
[Aang procura as formigas]
Aang: É incrível.
Toph: Os meus pais não entendem, sempre me tratam como uma inválida.
Aang: Por isso virou a Bandida Cega?
Toph: Foi.
Aang: Então pra que ficar aqui se você não se sente feliz?
Toph: Eles são meus pais. Onde eu iria?
Aang: Você pode vir com a gente.
Toph: É... você podem ir para qualquer lugar, ninguém dizendo o que fazer, isso é que é vida. Mas não é minha vida.
[Toph coloca a mão no chão e sente alguma coisa]
Toph: Vamos ser emboscados!
[Xin Fu tranca Aang e Toph numa jaula de metal]

Sokka: Quem levou o Aang deixou isso.
[Katara lê a carta que Xin Fu e Pedregulho escreveu]
Katara: Se quiser sua filha de volta, leve quinhentas peças de ouro para a arena. Assinado, Xin Fu e Pedregulho.
Sokka: Eu não acredito... estou com o autógrafo do Pedregulho!
Lao: Mestre Yu, preciso que me ajude a resgatar minha filha.
Katara: Nós vamos com você.
Mãe de Toph: Coitada da Toph, ela deve estar tão assustada.
[Na arena, Toph e Aang são pendurados dentro da jaula de metal]
Toph: Você se acha durão!? Venha aqui para eu tirar este seu 'sorrizinho do seu rosto!
Xin Fu: Quem está sorrindo?
Lao: Toph!
[Yu dá o dinheiro paa Xin Fu]
Sokka: Aqui está o dinheiro, agora liberta eles.
[Xin Fu liberta Toph]
Katara: E o Aang?
Xin Fu: Tenho certeza que a Nação do Fogo vai pagar um alto preço pelo avatar. Agora, saiam do meu ringue.
Aang: Vão, eu estou bem!
Katara: Toph, eles são muito. Precisamos de um dobrador de terra, precisamos de você.
Lao: A minha filha é cega. É cega, pequena, indefesa e frágil. Não pode ajudá-los.
Toph: Sim, eu posso.
[Toph entra na arena]
Toph: Soltem ele. Eu já derrotei você antes eu vou derrotá-los de novo.
Pedregulho: O Pedregulho não gostou deste comentário.

Capítulo 7: Zuko Sozinho[editar]

[Zuko e Gansu martelam o telhado e Lee observa]
Lee: Você não parece daqui...
[Zuko faz sinal de 'não']
Lee: De onde você é?
Zuko: De muito longe.
Lee: Pra onde você vai?
Gansu: Lee, pare com isso, pare de perguntar sobre coisas pessoas sobre o homem.
Lee: Tá...
[Um pouco de silêncio]
Lee: Como conseguiu esta cicatriz?
[Zuko bate o martelo no dedo]
Gansu: Lee, não é legal perguntar sobre coisas que as pessoas não querem responder. O passado de um homem é só problema dele.

[Zuko começa ater um flashback quando era criança]
Zuko: Mamãe, quer ver como eu alimento os pato-tartarugas?
Ursa: Zuko! Por que você fez isso?
[A mãe dos pato-tartarugas morde a perna de Zuko]
Zuko: Ai!!! Pato-tartaruga idiota! Por que ele fez isso?
Ursa: Zuko, todas as mães são assim. Se você provoca os filhos dela... NHÁ! Elas mordem você de volta.
Zuko: He, he, he...

Capítulo 8: A Caçada[editar]

Toph: Estão vindo atrás de nós!
Aang: O quê?
Toph: Parece uma avalanche... mas não é uma avalacnhe.
Sokka: O seu poder de percepção é assustador.

Katara: As estrelas estão tão lindas hoje, hein, Sokka! Pena que você não pode vê-las, Toph!
[Toph dobra a terra fazendo Katara cair em cima de Sokka]
Sokka: AFF! O que um homem pode fazer pra poder dormir direito?

Aang: O QUE FOI QUE EU FIZ!? Eu gritei com minha professora de dobra de terra, e aí ela foi embora.
Katara: Nós estávamos nos adaptando com nossas diferenças. E eu fui muito má com ela.
Sokka: É, vocês dois se comportaram como dois idiotas.
Katara: Obrigada, Sokka.
Sokka: Sem problemas.

Ty Lee: É impressão minha ou aquele cara é um gatinho?

Capítulo 9: Trabalho Amargo[editar]

Toph: Está pronto pra tentar?
Aang: Prontinho.
[Aang tentar dobrar a rocha mas joga ar e acaba sendo jogado para trás]
Sokka: É, a pedra ganhou.

Zuko: Você sempre jogou tudo em cima de mim mas eu agüento! E agora eu posso devolver! Anda, me ataca!!
[Zuko chora]
Zuko: AAAAAAAH!!!

[Toph aplaudi]
Sokka: O que você está fazendo aqui?
Toph: Aproveitando o show.
Aang: O quê? Você estava aqui o tempo todo? Por que você não nos salvou? O Sokka estava em perigo, eu estava em perigo. Você podia ter tirado-o e ajudado pra fugir!
Toph: Eu acho que isso não me ocorreu.
[Toph joga uma noz no chão e se prepara para quebrá-la com o planador de Aang, mas Aang a intercepta]
Aang: Chega! Quero meu bastão de volta!
Toph: Faça agora!
Aang: O quê?
Toph: Dobradura de terra, Dedos Frouxos. Você foi capaz de se posicionar em frente de uma fera doida, e o mais impressionante, você se posicionou contra mim.
Aang: Mas...
Toph: Faça!
[Aang consegue jogar a pedra contra a montanha]
Toph: Você conseguiu! É um dobrador de terra!
Katara: Você tentou o reforço positivo, não é?
Toph: É, e fez maravilhas.

Capítulo 10: A Biblioteca[editar]

Zei: Escute, bisão do céu. Como se sente sendo o último de sua espécie?
Appa: MUUUUOWWWWW!!!
Zei: Facinante! Como eu gostaria de falar sua língua. Imagine as histórias que esta criatura poderia contar.
Momo: Ticto toto!
Zei: Cala a boca, macaco falador!

Toph: E aí... você gosta de voar?

Wan Shi Tong: Sua dobra de água é inútil contra mim. Eu estudei o estilo da Tribo da Água do Norte, o estilo da Tribo da Água do Sul e até mesmo o estilo do Pântano.
[Sokka pula em cima de Wan Shi Tong batendo na cabeça dele um livro deixando-o desmaiado]
Sokka: Esse é o estilo do Sokka. Aprende!

Aang: Cadê o Appa?
[Toph faz sinal de 'não'. Aang chora]

Capítulo 11: O Deserto[editar]

Iroh: É bom rever velhos amigos de volta.
Zuko: É, pena que não temos velhos amigos que não queriam-nos atacar.
Iroh: Humm... velhos amigos que não queriam nos atacar.

Sokka: Congumelo gigante... TALVEZ SEJA AMIGO!

Sokka: QUEM BOTOU FOGO NA TOPH?

Aang: ONDE ESTÁ O APPA!?

Capítulo 12: A Passagem da Serpente[editar]

[Katara faz o parto de Ying]
Katara: Tá indo muito bem. Sokka, cadê a água? Se prepara para empurrar.
[Sokka entra na tenda de pedra com a água na mão]
Katara: Um... dois... três, empurra!
[Ying empurra o bebê para fora e Sokka desmaia]

Katara: É uma menina!
Toph: E aí, você quer entrar e vê o bebê ou vai desmaiar como uma vleha?
Sokka: Não, eu tô bem agora.
[Toph e Sokka entram na tenda feita de terra e Katara sai dela]
Katara: Aang, você tem que ver isso.
[Aang e Katara entram na tenda feita de pedra]
Toph: Ela parece saudável.
Katara: Ela é linda.
Sokka: Ela parece... molenga.
[Aang vê o bebê]
Than: Qual será o nome dela?
Ying: Quero que o nome dela seja único, que signifique algo.
Aang: Eu passei por tempos muito difíceis nos últimos dias, mas vocês encontraram a esperanã de novo dentro de mim.
Ying: Já sei de um nome perfeito para nossa filha... Esperança.
Than: É um nome perfeito.

Capítulo 13: A Jornada para Ba Sing Se parte 2: A Broca[editar]

Ty Lee: Ei! Olhem só aquela nuvem de poeira! Foi tão de repente! POOF!

Sokka: Está muito escuro. Eu não consigo ver nada!
Toph: Ai, não, que pesadelo!
Sokka: Foi mal.

Ty Lee: Azula tinha razão, é o avatar...
[Ty Lee olha para Sokka]
Ty Lee: ...E amigos.
Sokka: Oi!

Aang: Como eu gostaria de ser um dobrador de metal.

Katara: Tenta bloquear meu chi agora, sua aberração de circo!

Aang: General Sung! Manda os soldados pararem de jogar pedras aqui!
Sung: Soldados, haja o que ouver, não parem de jogar pedras ali!

Sokka: Domina essa massa,menina!

Mai: Perdemos.

Capítulo 14: A Cidade de Muros e Segredos[editar]


Capítulo 15: As Histórias de Ba Sing Se[editar]


Capítulo 16: Os Dias Perdidos do Appa[editar]


Capítulo 17: Lago Laogai[editar]


Capítulo 18: O Rei da Terra[editar]


Capítulo 19: O Guru[editar]


Capítulo 20: As Encruzilhadas do Destino[editar]

Katara: Eu pensei que você tinha mudado
Zuko: Eu mudei.

Rei da Terra: O Reino da Terra... caiu.

Livro 3: Fogo[editar]

Capítulo 1: O Despertar[editar]

[Aang acorda totalmente desorientado]
Aang: O que aconteceu?
[Aang vê a bandeira da Nação do Fogo]
Aang: Ah, não!
[Aang caminha mancando pelo navio e vê Tampinha e Duke]
Tampinha: Você ouviu alguma coisa?
[Aang joga ar em Tampinha e Duke]
Tampinha: Ele está acordado!
[Tampinha e Duke correm atrás de Aang]
Tampinha: Pare! Espere!
[Aang cai e vê Momo]
Aang: Momo?
Toph: Dedos leves, só podia ser você?
Katara: Aang, você está acordado!
Aang: Você tem certeza? Eu sinto que estou sonhando.
[Katara abraça Aang]
Katara: Você não está sonhando, você finalmente está acordado.
Sokka: Aang, que bom que você está vivo, amigo.
[Sokka abraça Aang]
Aang: Sokka?
Katara: Oh, ow, alguém o segure, ele vai...
[Aang desmaia]

Mai: Não está com frio?
Zuko: Tenho muitas coisas em minha frente. Se passou tanto tempo. Mais de três anos desde que saí de casa. Imagino o que deve ter mudado, imagino o que eu mudei.
Mai: Eu só perguntei se está com frio, não perguntei sobre toda a história de sua vida. Pare de se preocupar.
[Mai beija Zuko]

Aang: Por que estamos em um navio da Nação do Fogo? Por que estão todos vestidos desde modo? E por que sou o único que está por fora de tudo?
Katara: Você tem que ir com calma, está bem? Você foi gravemente ferido. Eu gostei do seu cabelo.
Aang: Eu tenho cabelo!?
[Aang passa a mão na cabeça]
Aang: Por quanto tempo fiquei de fora?
Katara: Umas semanas.
Hakoda: Está tudo bem?
Katara: Estamos bem, pai.
Hakoda: Eu sou Hakoda, pai de Katara e Sokka.
Katara: Ele sabe quem você é. Acabei de chamá-lo de pai, não foi?
Hakoda: Eu acho que você está certa.
Aang: Muito prazer em te conhecer oficialmente, chefe Hakoda.
Hakoda: É uma honra conhecer você.
Katara: Ótimo, ótimo, agora vocês dois se conhecem, então se importa de nos dar um pouco de privacidade?
Hakoda: É claro.
Aang: Você está brava com seu pai ou algo assim?
Katara: O quê? De modo algum. Por que diz isso?
[Aang sente dor na barriga]
Katara: Talvez seja melhor subirmos, você precisa de uma sessão de cura.

[Katara põe água no ferimento de Aang]
Katara: Me fale onde você sente dor com mais intensidade.
Aang: Um pouco mais pra cima.
[Aang tem um flashback de quando entrou no estado avatar, em Ba Sing Se]
Aang: Uau, você definitivamente tocou no ponto certo. Posso sentir muita energia em movimento por aqui.
Katara: Deixe-me ver se consigo...
[Aang tem outro flashback de quando Azula jogou um raio, em Ba Sing Se e de que Katara curando-o]
Aang: Eu fui derrubado! Pensei que só estivesse ferido, não foi? Foi pior que isso, eu morri, mas você me trouxe de volta.
Katara: Só usei a água espiritual do Pólo Norte. Não sei exatamente o que fiz.
Aang: Você me salvou.
Katara: Você precisa descansar.

Capítulo 2: A Faixa de Cabeça[editar]

[Zuko acorda e pega sua roupa. Zuko caminha até um prédio]
Guarda: Quem está aí?
[Zuko volta para casa]

[Appa, Momo, Aang, Katara, Sokka e Toph voam dentro de uma nuvem]
Aang: Acho que vi uma caverna ali embaixo.
Sokka: Shhhhhhhh, fique quieto!
[Appa e os outros pousam ao lado de uma caverna]
Sokka: Ótimo trabalho com a camuflagem de nuvem, mas da próxima vez vamos nos disfarçar de outro tipo de nuvem que saiba ficar com a boca fechada!
Toph: Sim, nós gostaríamos que um pássaro por aqui nos ouvisse e nos entregasse.
Sokka: Ei, estamos em território inimigo. Estes são pássaros inimigos.
[Um pássaro pula em cima da cabeça de Sokka e grita]
[Aang, Katara e Toph riem. Sokka pula na frente dos outros. Aang, Appa, Momo, Sokka, Katara e Toph entram na caverna]
Sokka: Bem, é isso aí. É aqui que vamos morar até a invasão começar. Escondidos em uma caverna, depois em outra, depois em outra, depois em outra.
Katara: Sokka, não precisamos nos tornar em pessoas da caverna, tudo que precisamos é de algumas roupas novas.
Aang: Sim, nos misturar é melhor do que nos esconder. Se conseguirmos disfarces da Nação do Fogo, estaremos tão seguros quanto se estivéssemos escondidos em cavernas.
Toph: Além disso, eles tem comida de verdade por lá. Alguém quer sentar na sujeira e comer gafanhotas da caverna?
[Toph soca a parede da caverna e vários gafanhotas caiem. Momo come um gafanhoto, olha para Aang, Katara e Sokka e cospe fora]
Sokka: Parece que somos voto-vencido. Vamos arranjar umas roupas novas.

Garoto: Eu não acredito! Ele não te bateu... nem um pouquinho!
Aang: Acho que sou sortudo.

Sokka: Vá para o seu quarto!

Capítulo 3: A Dama Pintada[editar]

[Sokka, Katara e Toph estam em cima de Appa que nada. Aang sobe da água que mergulhava e Momo voa]
Aang: Momo!
[Momo procura Aang mas antes, Aang mergulha na água poluída]
Aang: Ô Momo!
[Momo pousa no ombro de Aang]
Aang: Você me achou, amigão.
Aang sobe em cima de Appa]
Aang: Ei, pessoal, acho que este rio está poluído.
[Aang dobra o ar soltando lama em Katra, Toph e Sokka e depois limpa-os]
Sokka: Hum, isso explica o porque de eu não pescar nenhum peixe aqui. Porque normalmente meu talento de pescador está fora do gancho.
[Sokka mostra o gancho da vara-de-pescar]
Sokka: Entenderam? Como um gancho de pescar.
Toph: Que pena que seus talentos não estejam no gancho.
[Toph, Katara e Aang riem]
Katara: Parece que vamos ter que ir para outro lugar para conseguir alimento.
[Sokka estende um enorme mapa de roteiros na Nação do Fogo]
Katara: Assumindo que isso não ofenda o roteiro mestre de Sokka.
Sokka: Hmmm... é possível que seja executado, mas isso significa só duas paradas hoje.
Aang: Ei, talvez possamos conseguir alimento ali.
[Aang aponta para um vilarejo da Nação do Fogo]

Katara: Eu nunca, jamais, irei virar as costas para as pessoas que precisam de mim!

Aang: Ele realmente tem um coração.
[Toph bate em Aang fazendo-o cair]

Dama Pintada: Obrigada.

Capítulo 4: O Mestre de Sokka[editar]

[Aang, Katara, Sokka, Momo e Appa vêem várias estrelas cadentes caindo do céu]
Katara: Uau, isso é maravilhoso de assitir.
Sokka: Isso nos leva a imaginar o quanto insignificantes somos.
Toph: Ahn, você vê o que você já viu milhares de vezes.
[Um enorme meteoro passa no céu]
Sokka: Cara, você não deve ter visto nada como isso!
[O meteoro chocasse no chão e começa a causar um incêndio]
Katara: O fogo vai destruir aquela cidade!
Aang: Não se podermos impedi-lo.
Katara: Tem um córrego bem ali, eu vou dobrar a água até o fogo.
Aang: Toph, vamos fazer uma barragem para que o fogo não chegue mais perto.
Sokka: O que eu devo fazer!?
Aang: Fique olhando o Momo.
Sokka: Então sou só uma babá de lêmures?
[Momo pousa no ombro de Sokka]
Sokka: Aqui, sente-se melhor?
[Aang e Toph fazem uma barragem diminuindo o fogo. Pequenas labaredas caem ao lado de Sokka que apaga uma e Momo apaga o resto antes de Sokka fazê-lo. Katara pega a água do córrego e apaga o fogo. Toph dobra a terra fazendo-a apagar o fogo. Katara joga a água para Aang]
Aang: Sokka, não chegue mais perto.
Sokka: Certo, não chegar perto. Entendi.
[Sokka pega Momo e se afasta. Aang apaga o fogo]
Aang: Bom trabalho, pessoal.

Aang: Nossa, esse pessoal não sabe como não virou churrasquinho na noite passada.

Katara: Todo mundo é crítico.

Capítulo 5: A Praia[editar]

[Zuko, Azula, Ty Lee e Mai navegam por um navio]
Ty Lee: Estou tão empolgada em passar o fim-de-semana na Ilha Ember. Vai ser ótimo passer na praia e não fazer nada.
Zuko: Não fazer nada é uma perda de tempo, estamos sendo enviados em férias forçados, me sinto uma criança.
Azula: Se anime, papai quer encontrar-se com seus conselheiros à sós sem ninguém mais por perto. Não leve para o lado pessoal.
Ty Lee: A sua família não tem uma casa na Ilha Ember?
Azula: Costumávamos vir todo o verão quando éramos crianças.
Ty Lee: Deve ter sido divertido.
Zuko: Isso foi a muito tempo atrás.
[O navio em que navegam Zuko, Azula, Mai e Ty Lee chegam a Ilha Ember com Lo e Li no pequeno porto]
Lo e Li: Bem-vindos a Ilha Ember, crianças.
[Azula, Ty Lee, Zuko e Mai vêem uma pequena atrás de Lo e Le e desanimam-se]

[Lo, Li, Azula, Ty Lee, Zuko e Mai entram dentro de um quarto da pequena casa]
Zuko: Isso aqui está fedendo a mulher velha.
Mai: Ah, imagino porque.
[Ty Lee aponta o dedo para um quadro de Lo e Le mais jovens fazendo pose]
Ty Lee: Quem são essas duas belas moças?
Lo: Você não imagina?
[Lo e Le faz a mesma pose que a do quadro]
Lo: É Li e eu.
Li: É Lo e eu.
[Ty Lee deita-se sobre a cama]
Ty Lee: Ah, eu adoro essa coberta de conchas do mar.
Mai: Você está falando sério? Parece que a praia vomitou nisso tudo.

Sokka: Isso é loucura! Como podemos ganhar de um cara que explode coisas com o poder da mente!?

Mai: Tô com fome...
Zuko: Eu sei.
Mai: Tô zangada...
Zuko: E daí?
Mai: Então vá me trazer comida.
Zuko: Tá.
[Zuko se levanta]

Azula: Temos más notícias, Chan.
Zuko: A festa acabou.
[Ty Lee, Mai, Zuko e Azula destroem a casa de Chan. Uma imagem de Azula, Ty Lee, Mai e Zuko]

Capítulo 6: Avatar e o Senhor do Fogo[editar]

Aang: Está bem, Roku.

Roku: O amor é difícil quando se é jovem.
Aang: Ah, nem me diga.
Roku: Não se preocupe, vai ficar melhor.

Capítulo 7: A Fugitiva[editar]

[Katara começa a correr no mesmo lugar]
Toph: Ahn, Katara, o que você está fazendo?
Katara: Eu estou fazendo minha água!
[Katara dobra a água e destrói a jaula de madeira]

Sokka: Ei, para onde o Hawky foi?

Capítulo 8: A Manipuladora de Fantoches[editar]

Hama: Não machuque seus amigos, Katara. E não deixe que eles se machuquem!

[Um homem da Nação do Fogo coloca algemas em Hama]
Homem da Nação do Fogo: Você vai ficar presa para sempre.
Hama: Meu trabalho está feito aqui. Parabéns, Katara. Você é uma dobradora de sangue! MUAHUAHUAHUA!!!
[Katara chora]

Capítulo 9: Pesadelos e Devaneios[editar]

[Aang começa a sonhar. Aang detona uma porta da Nação do Fogo, ele está parecido com Goku de DragonBall Z]
Aang: Seus dias de tirania acabaram, Senhor do Fogo. Eu irei te derrotar!
Ozai: Como você poderá me derrotar? Você nem ao menos está usando calças!
[Aang olha para baixo e vê que está sem calças e coloca uma nuvem com o símbolo do Nômades do Ar em sua frente]

[Aang começa a sonhar. Aang detona uma porta da Nação do Fogo, ele está parecendo com um personagem de Naruto]
Aang: Seus dias de tirania acabaram, Senhor do Fogo. Eu irei te derrotar! E agora, estou usando calças.
Ozai: Eu estou vendo, mas será que você está preparado para seu teste de matemática!?
Aang: Teste de matemática!? Eu esqueci do teste de matemática!
[Aang é jogado e esmagado por um ábaco gigante]

[Aang começa a sonhar. Aang detona uma porta da Nação do Fogo, ele está parecendo com um personagem de Final Fantasy]'.
Aang: Seus dias de tirania acabaram, Senhor do Fogo. Eu irei te derrotar!
Ozai: É mesmo? E como vai fazer isso? Você nem está usando calças!
[Aang sorri]
Aang: Não, Senhor do Fogo, é você quem está sem calças!
[Ozai olha para baixo e vê que é ele quem está sem calças e coloca uma nuvem com o símbolo da Nação do Fogo em sua frente]
Ozai: NÃO! Meu bumbum real está a mostra! NÃAAAAAAAAAO!!!
[Aang sorri enquando dorme]

Capítulo 10: O Dia do Sol Negro 1ª Parte: A Invasão[editar]

Aang: Muito bom-dia, Momo.
Katara: Parece que alguém dormiu muito bem.

Toph: Eu acabei de escutar: blá, blá, blá alguma estado avatar e blá, blá, blá algo sobre o espaço.
[Katara vê nevoeiro se aproximando]
Katara: Ah, não. Sokka, você acha que o nevoeiro vai atrapalhar a invasão?
Sokka: Não, aqui é a invasão!

Toph: Sem chance, é o...
Hippo: Hippo está feliz em ver Bandida Cega!
Toph: Vocês vieram para uma revanche?
Pedregulho: Negativo, o Pedregulho e Hippo não lutam mais por divertimento alheio. Agora, nós lutamos por nosso reino!
Toph: Legal!

Aang: Katara, eu...
Katara: Aang, eu...
Aang: Você primeiro.
Katara: Eu fico pensando, passamos por tantas coisas juntos, eu vi você crescer tanto. Você não é mais aquele garotinho pateta que eu encontrei no iceberg. O que eu estou tentando dizer é que... estou muito orgulhoso de você.
Aang: Tudo vai ser diferente agora em diante, não é?
Katara: É, vai sim.
Aang: Mas, e se eu não voltar?
Katara: Aang, não diga isso, mas é claro que você vai...
[Aang beija Katara. Aang voa em direção a onde o Ozai está enquanto Katara olha-o encabulada]
Sokka: Katara, o que você está fazendo? Você já devia ter submergido.
Katara: Hã? Ah, certo, tô dentro.
[Katara dobra a água fazendo-a encobri-la na cabeça de Appa como se fosse um capacete. Katara e Appa submergem]

Capítulo 10: O Dia do Sol Negro 2ª Parte: O Eclipse[editar]

[Aang e Toph correm atrás de Azula]
Sokka: Esperem! Aang, Toph, parem de atacar! Não estão vendo o que ela está fazendo? Ela só está jogando com a gente. Ela nem está tentando ganhar esta luta.
Azula: Não é verdade, estou fazendo o que posso.
Toph: Você está tentando nos manter aqui e desperdiçar todo o nosso tempo!
Azula: Oh, certo, acho que foi isso que seu amigo acabou de dizer, gênio. E já que você não pode ver, eu não estou nem aí.
Toph: Eu vou fazer a sua cabeça inteira ROLAR!
Sokka: Ela só está tentando te provocar de novo.
Aang: Certo, então, o que devemos fazer? Apenas ignorar?
Sokka: Não temos outra escolha. Só temos que sair daqui e encontrar o Senhor do Fogo de alguma forma.
[Aang, Toph e Sokka começam a andar em outra direção]
Azula: É uma armadilha, não digam que eu não avisei vocês.
Sokka: Ignorem!
Azula: Então, Sokka é seu nome, certo? A minha prisioneira favorita costuma mencionar de você o tempo todo. Ela estava convencida de que um dia você iria resgatá-la, é claro que você nunca veio, então ela desistiu de você.
[Sokka corre em direção a Azula]
Azula: Venha e pegue isso...
[Azula prepara sua arma. Toph percebe, dobra a terra e prende Azula a parede pelas mãos]
Sokka: ONDE ESTÁ A SUKI!?

Zuko: Depois que partir daqui hoje, vou libertar o tio da prisão. E eu vou implorar pelo perdão dele, ele quem foi o verdadeiro pai para mim.
Ozai: Ha, ha, ha! Isso é lindo! Talvez ele possa passar para você os caminhos do chá e do fracasso.
Zuko: Mas eu vim aqui para falar de uma decisão mais importante.
[Rápida pausa]
Zuko: Eu vou me juntar ao avatar e vou ajudá-lo a derrotar você.
Ozai: É mesmo? Já que agora você é um completo traidor tolo e agora quer me matar, por que esperar? Estou sem poderes... você tem suas espadas... por que não faz isso agora?
Zuko: Porque eu sei meu próprio destino, derrotar você é o destino do avatar.
[Zuko guarda suas espadas]
Zuko: Adeus.

Sokka: É tudo culpa minha, eu desperdicei todo o tempo.
Toph: A culpa não é sua, Azula tinha tudo planejado.
Aang: O eclipse acabou, mas eu ainda posso derrotar o Senhor do Fogo.
Sokka: Não, eu não acho uma boa idéia.

Capítulo 12: O Templo de Ar do Oeste[editar]

[Aang, Katara, Sokka, Toph, Haru, Teo, Duke e Appa caminham à pé]
Katara: Isso é humilhante.
Sokka: O quê? Ter perdido para a Nação do Fogo ou ter que caminhar até o Templo do Ar à pé?
Katara: Os dois.
Aang: Desculpe, pessoal. É que o Appa fica cansado em ter que carregar tanta gente.

Katara: A gente podia procurar o Jeong Jeong.
Aang: Certo, como se fossemos encontrar Jeong Jeong de novo.
Toph: Quem é...? Esquece, se for alguém importante, eu vou achá-lo.

Zuko: E então, qual é a sua resposta!?
[O sapo pula na cabeça de Zuko]

Zuko: Por que eu sou tão ruim em ser bom!?

Capítulo 13: Os Mestres da Dominação de Fogo[editar]

Zuko: Eu sei que você está nervoso, mas lembre-se: dobrar fogo faz parte de você, não é algo para ter medo.
Aang: Hmm... certo, não é algo para temer.
Zuko: Mas se você não respeitar, eu te mostro respeito como um Rinoceronte de Komodo!
Aang: AH!
Zuko: Agora, me mostre o que sabe, qualquer fogo que consiga fazer.
[Aang solta apenas fumaça pela mão]
Aang: Hi, hi, acho que preciso de mais instruções. Talvez uma demonstração.
Zuko: Boa idéia. Talvez você deva se afastar um pouco.
[Aang se afasta. Zuko solta um pouco de fogo pela mão. Aang aplaudi]
Zuko: O que foi isso? Esta foi a pior dobra de fogo que eu já vi.
Aang: Eu achei que foi... legal.
[Zuko solta fogo falhado pelas mãos]
Zuko: Por que isto está acontecendo!?
Aang: Talvez seja a altitude.
Zuko: Sim, pode ser.

[Zuko continua falhando com a dobra de fogo]
Zuko: Simplesmente respire, e então...
[Zuko solta um pouco de fogo pela mão]
Aang: Essa aí pareceu bem quente.
Zuko: Não sinta pena de mim! Você sabe como deve ser.
Aang: Desculpe, Mestre Cabeça Quente.
Zuko: E pare de me chamar assim!
[Sokka se aproxima, comendo uma maçã e senta perto de Zuko e Aang]
Sokka: Oi, idiotas. Poderia olhar os dois idiotas fazendo suas dobras idiotas?
Zuko: Saia daqui!
Sokka: Tudo bem, vai com calma, eu só estava dando uma volta. He, he, dobradores idiotas. Essa pegou!

[Zuko observa Aang, Katara, Sokka, Toph, Momo, Duke, Haru e Teo comendo e decide entrar]
Zuko: Escutem todos, eu tenho péssimas notícias: eu perdi minha coisa.
Toph: Não olhe para mim, eu não toquei nas suas coisas.
Zuko: Eu estou falando da minha dobra de fogo, ela se foi.
Katara: HA, HA, HA, HA, HA, HA! Desculpe, eu estou rindo da irônia. Você sabe como seria bom para nós se tivesse perdido sua dobra há muito tempo?
Zuko: Bem, eu não perdi, ela só está fraca por alguma razão.
Katara: Talvez você não seja tão bom quanto pensou que fosse.
Toph: Ui!
Zuko: Eu acho que é porque eu troquei de lado.
Katara: Isso é ridículo.
Aang: Eu não sei, talvez seja. Talvez sua dobra de fogo venha da raiva, e você não tem mais aquela raiva que você costumava sentir.
Sokka: Então, tudo que precisamos fazer é deixar o Zuko com raiva. Fácil demais!
[Sokka cutuca Zuko com o planador de Aang]
Zuko: Certo, pode parar! Olhe, mesmo que você esteja certo, eu não quero depender mais de ódio e raiva. Tem que ter outro modo.
Toph: Vocês precisam aprender dobra de fogo de uma fonte diferente. Eu recomendo a fonte original.
Sokka: Como eles poderiam fazer isso? Pulando dentro de um vulcão?
Toph: Não, Zuko precisa voltar para o lugar onde a fonte original da dobra de fogo está.
Sokka: Então é pulando dentro de um vulcão?
Toph: Eu não sei. Para nós, os dobradores de terra originais são os texugos-toupeiras.
[Flashback de Toph quando mais jovem]
Toph: Um dia, quando eu era pequena, eu fuji e me escondi dentro de uma caverna. Foi assim que os conheci. Eles eram cegos, assim como eu, então nos entendíamos um ao outro. Eu estava anciosa em aprender a dobra de terra, não apenas como uma arte marcial, mas como uma extensão dos meus sentidos. Para eles, os dobradores de terra originais, não é apenas sobre lutar, é um modo deles interagirem com o mundo.
Aang: Isso foi incrível, Toph! Eu aprendi com os monges, mas os dobradores de ar originais eram os bisões voadores. Talvez um dia você possa me dar algumas lições, amigão.
[Appa grita]
Zuko: Bem, isso não me ajuda. Os dobradores originais eram os dragões, e eles estão extintos.
Aang: O que você está dizendo? Roku tinha um dragão e haviam dragões suficiente quando eu era criança.
Zuko: Bem, eles não estão mais por aí, está certo!?
Aang: Certo, certo, desculpe.
Zuko: Mas possa haver um modo. As primeiras pessoas que aprenderam com os dragões, foram antigos Guerreiros do Sol.
Aang: Guerreiros do Sol? Bem, sei que eles não estavam por aí quando eu era criança.
Zuko: Não, eles morrem a milhares de anos. Mas a civilização deles não fica muito longe de onde estamos agora. Talvez possamos aprender aluma coisa vasculhando as ruínas.
Aang: Isso é uma coisa que os monges costumavam me dizer: às vezes as sombras do passado podem ser sentidas pelo presente.
Sokka: Então o quê? Talvez vocês consigam com uma super antiga energia de Guerreiros do Sol apenas por estarem onde eles estiveram milhares de anos atrás?
Zuko: Mais ou menos. Mesmo que eu encontre um modo de dobrar fogo, o avatar terá que que encontar um novo professor.

Capítulo 14: A Rocha Fervente 1ª Parte[editar]

Zuko: Ninguém faz chá igual ao meu tio, mas, felizmente, aprendi um pouco. Querem escutar uma piada sobre chá do tio?
Aang: Claro, eu gosto de piadas.
Toph: Manda ver.
Zuko: Ok, não me lembro como começa, mas a parte principal é assim: "me deixa em paz, estou exausto!".
[Todos ficam quietos olhando para Zuko]
Zuko: Bem, é engraçado quando meu tio conta.
Katara: Certo, deve ser porque ele lembra a piada inteira.
[Todos, exceto Zuko, riem]
Toph: É legal ter uma chance de relaxar um pouco. Raramente acontece.
[Zuko oferece chá para Sokka]
Zuko: Ei, posso conversar com você por um instante?
[Sokka vai para fora do acampamento com Zuko]
Zuko: Então, o que foi?
Sokka: Se alguém fosse capturado pela Nação do Fogo, para onde seria levado?
Zuko: O que quer dizer? Quem foi capturado?
Sokka: Quando o plano de invasão falhou, alguns de nossa tropa foram levados. Só quero saber onde eles estão.
Zuko: Eu não posso te dizer.
Sokka: O quê? Por que não?
Zuko: Confie em mim, ninguém fará você se sentir pior.
Sokka: É o meu pai, foi capturado também. Eu preciso saber onde eu meti ele.
Zuko: Isso não é bom, Sokka.
Sokka: Por favor.
Zuko: Acho que foram levados para a Pedra Fervente.
Sokka: O que é isso?
Zuko: A prisão de segurança máxima da Nação do Fogo. É uma ilha no meio do Lago Fervente. É impossível escapar.
Sokka: Então, onde é este lugar?
Zuko: Por que precisa saber? O que está planejando?
Sokka: Nada... cara, você é muito paranóico.
Zuko: É no meio de um vulcão entre aqui e a Nação do Fogo. Vocês voaram por cima dele quando vieram para aqui.
Sokka: Obrigado, Zuko.
[Sokka boceja]
Sokka: Só sabendo disso me faz sentir melhor.
Zuko: É, com certeza.

Capítulo 15: A Rocha Fervente 2ª Parte[editar]

Soldado da Pedra Fervente: Façam fila para o diretor!
[Os prisioneiros se enfileram-se para o diretor da Pedra Fervente]
Sokka: Pai?
[Sokka empurra outros soldados para ficar próximo ao seu pai]
Sokka: Com licença! Passando! O diretor me quer ali, desculpa!
Diretor da Pedra Fervente: Bem-vindos à Pedra Fervente. Tenho certeza que já ouviram horríveis rumores sobre essa pequena ilha. Mas vou contar a vocês. Eles não precisam ser verdade desde que façam tudo o que eu disser.
[O diretor fica de frente para Hakoda que olha para chão]
Diretor da Pedra Fervente: Olhe nos meus olhos uando falo com você!
Hakoda: Não.
Diretor da Pedra Fervente: "Não"? Você acha melhor olhar os meus sapatos? Então de uma olhada.
[O diretor joga Hakoda no chão de frente]
Diretor da Pedra Fervente: Sei exatamente quem você é, Hakoda da Tribo da Água. Tão forte e detereminado, mas não se preocupe, nos livraremos disso logo. Agora olhe nos meus olhos!
[Hakoda olha nos olhos do diretor]
Diretor da Pedra Fervente: Vê? Não é melhor assim? Todos farão o que mando ou pagarão o preço! Vocês todos...
[Hakoda coloca o braço na frente do diretor quando ele iria passar e cai no chão]
[Os soldados vão ajudá-lo enquanto Sokka ri]
Soldado da Pedra Fervente: Está bem, senhor?
Diretor da Pedra Fervente: Estou bem! Tirem estes prisioneiros da minha frente!

Capítulo 16: Os Atacantes do Sul[editar]


Capítulo 17: Os Atores da Ilha Ember[editar]


Capítulo 18: O Cometa de Sozin 1ª Parte: O Rei Fênix[editar]


Capítulo 19: O Cometa de Sozin 2ª Parte: Os Velhos Mestres[editar]


Capítulo 20: O Cometa de Sozin 3ª Parte: Para o Inferno[editar]


Capítulo 21: O Cometa de Sozin 4ª Parte: O Avatar Aang[editar]


Erros da dublagem brasileira[editar]

Versão brasileira "Embora suas habilidades com o ar sejam ótimas, ele tem muito o que aprender antes de dizer: "eu sou o Aang"."
Correta "Embora suas habilidades com o ar sejam ótimas, ele tem muito o que aprender antes de salvar alguém."
Episódio Introdução


Versão brasileira "Meu irmão e meu pai desonraram e trouxeram vergonha ao Senhor do Fogo."
Correta "Meu irmão e meu tio desonraram e trouxeram vergonha ao Senhor do Fogo."
Episódio O Estado Avatar


Versão brasileira "Não tem que andar. Carrinho não é um jogo, idiota."
Correta "Você não vai precisar. Fazer estrelas não é um jogo, idiota."
Episódio Zuko Sozinho

Ver também[editar]


Outros projectos Wikimedia também contêm material sobre este artigo:
Commons-logo.svg Imagens e media no Commons