Zeev Sternhell

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Zeev Sternhell
Zeev Sternhell
Zeev Sternhell em outros projetos:

Zeev Sternhell (זאב שטרנהל, Przemyśl, 10 de abril de 193521 de junho de 2020) foi um historiador, cientista político, comentarista e escritor israelense nascido na Polônia.


The Birth of Fascist Ideology: From Cultural Rebellion to Political Revolution, 1994[editar]

Princeton, New Jersey, Princeton University Press, (1994). ISBN 0691044864, ISBN 978-0691044866.

  • Os marxistas podiam se converter ao nacional-socialismo, como de fato um bom número deles fizeram, e, semelhantemente, os nacionais-socialistas podiam assinar tratados com comunistas, trocar com eles embaixadores, e mesmo coexistirem com eles, ainda que temporariamente.
  • Marxists could be converted to national socialism, as indeed quite a number of them were, similarly, national socialism could sign treaties with Communist, exchange ambassadors, and coexist with the, if only temporarily. Nothing like this, however, applied to the Jews. — p. 5
  • Se a ideologia fascista não pode ser descrita como uma simplória reação ao marxismo, suas origens, por outro lado, são o resultado direto de uma revisão bastante específica do marxismo. Foi uma revisão do marxismo e não uma variedade de marxismo ou uma consequência do marxismo (...) Foram os sorelianos italianos e franceses, os teóricos do sindicalismo revolucionário, que fizeram essa revisão nova e original do marxismo, e essa foi precisamente a contribuição que deram ao nascimento da ideologia fascista.
  • If the Fascist ideology cannot be described as a simple response to Marxism, its origins, on the other hand, were the direct result of very specific revision of Marxism. It was a revision of Marxism and not a variety of Marxism or a consequence of Marxism...It was the French and Italian Sorelians, the theoreticians of revolutionary syndicalism who made this new and original revision of Marxism, and precisely this was their contribution to the birth of the Fascist ideology. — p. 5
  • Na forma como emergiu na virada do século e se desenvolveu nas décadas de 1920 e 1930, a ideologia fascista representava uma síntese do nacionalismo orgânico com a revisão antimaterialista do marxismo. Representava uma aspiração revolucionária baseada na rejeição do individualismo, seja liberal ou marxista, e criava os elementos de uma cultura política nova e original.
  • In the form that it emerged at the turn of the century and developed in the 1920s and 1930s, the fascist ideology represented a synthesis of organic nationalism with the antimaterialist revision of Marxism. It expressed a revolutionary aspiration based on a rejection of individualism, whether liberal or Marxist, and it created the elements of a new and original political culture. — p. 6
  • O Fascismo rebelou-se contra a modernidade na medida em que identificava a modernidade com o racionalismo, o otimismo e o humanismo do século XVIII, mas não foi um movimento reacionário ou antirrevolucionário no sentido maurrassiano do termo. O Fascismo se apresentava como uma revolução de outro tipo, uma revolução que buscava destruir a ordem política existente e extirpar seus fundamentos teóricos e morais, mas que desejava ao mesmo tempo preservar todas as conquistas da tecnologia moderna.
  • Fascism rebelled against modernity inasmuch as modernity was identified with the rationalism, optimism, and humanism of the eighteenth century, but it was not a reactionary or an anti-revolutionary movement in the Maurrassian sense of the term. Fascism presented itself as a revolution of another kind, a revolution that sought to destroy the existing political order and to uproot its theoretical and moral foundations but that at the same time wished to preserve all the achievements of modern technology. — p. 7
  • O Fascismo adotou o aspecto econômico do liberalismo, mas negou completamente os seus princípios filosóficos e a herança moral e intelectual da modernidade.
  • Fascism adopted the economic aspect of liberalism but completely denied its philosophical principles and the intellectual and moral heritage of modernity. — p. 7
  • Foram os sindicalistas revolucionários, aqueles dissidentes e inconformados da Esquerda, que, por conta da crítica que tinham ao determinismo marxista, criaram os primeiros elementos da síntese fascista na primeira década do nosso século.
  • It was the revolutionary syndicalists, those dissidents and nonconformists of the Left, who by means of their criticism of Marxist determinism created the first elements of the Fascist synthesis in the first decade of our century. — p. 8
  • É por isso que muitos sorelianos, como muitas pessoas na esquerda, antes e depois da guerra, caíram no fascismo. Quando esses esquerdistas, de todas as formas e cores, chegaram à conclusão de que a classe trabalhadora havia, definitivamente, batido em retirada, eles não a acompanharam nessa atitude. Seu socialismo permaneceu revolucionário enquanto o do proletariado deixou de sê-lo. Tendo que escolher entre o proletariado e a revolução, eles escolheram a revolução; tendo que escolher entre um socialismo proletário, mas moderado, e um socialismo não-proletário, mas revolucionário e nacional, eles optaram pela revolução não-proletária, a revolução nacional.
  • That is why so many Sorelians, like many people on the Left both before and after the war, slid into fascism. When these leftists of all shapes and colors came to the conclusion that the working class had definitely beaten a retreat, they did not follow it into this attitude. Their socialism remained revolutionary when that of the proletariat had ceased to be so. Having to choose between the proletariat and revolution, they chose revolution; having to choose between a proletarian but moderate socialism and a nonproletarian but revolutionary and national socialism, they opted for the nonproletarian revolution, the national revolution. — p. 27
  • Assim, era bastante natural que surgisse uma síntese entre esse novo socialismo [fascismo], que descobriu a nação como um agente revolucionário, e o movimento nacionalista, que também se rebelou contra o velho mundo dos conservadores, contra os aristocratas e a burguesia, e contra as injustiças sociais e que acreditava que a nação nunca estaria completa enquanto não acolhesse o proletariado. Assim, um socialismo, que era para toda a coletividade, e um nacionalismo, que, apartado do conservadorismo, se autoproclamava, por definição, o mensageiro da unidade e da unanimidade, reuniram-se para formar uma arma de guerra sem precedentes contra a ordem burguesa e a democracia liberal.
  • Thus, it was quite natural that a synthesis would arise between this new socialism [fascism], which discovered the nation as a revolutionary agent, and the nationalist movement, which also rebelled against the old world of conservatives, against the aristocrats and the bourgeois, and against social injustices and which believed that the nation would never be complete until it had integrated the proletariat. A socialism for the whole collectivity and a nationalism that, severed from conservatism, proclaimed itself as being by definition the messenger of unity and unanimity thus came together to form an unprecedented weapon of war against the bourgeois order and liberal democracy. — p. 27-28
  • Como todos os revolucionários que se respeitam, Mussolini se considerava um marxista. Ele considerava Marx como o "maior teórico do socialismo" e o marxismo como a "doutrina científica da revolução de classe".
  • Like all self-respecting revolutionaries, Mussolini considered himself a Marxist. He regarded Marx as the ‘greatest theoretician of socialism’ and Marxism as the ‘scientific doctrine of class revolution’. — p. 197

Neither Left nor Right: Fascist Ideology in France, 1996[editar]

Princeton, New Jersey, Princeton University Press, (1996). ISBN 0691006296, ISBN 978-0691006291.

  • [A ideologia fascista foi] uma variedade de socialismo que, embora rejeitasse o marxismo, permaneceu revolucionária. Esse tipo de socialismo era também, por definição, antiliberal e antiburguês, e sua oposição ao materialismo histórico tornava-o o aliado natural do nacionalismo radical.
  • [Fascist ideology was] a variety of socialism which, while rejecting Marxism, remained revolutionary. This form of socialism was also, by definition, anti-liberal and anti-bourgeois, and its opposition to historical materialism made it the natural ally of radical nationalism. — p. 268