Saltar para o conteúdo

Ludwig Wittgenstein

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
(Redirecionado de Wittgenstein)
Ludwig Wittgenstein
Ludwig Wittgenstein
Фотопортрет работы Морица Нера
Nascimento 26 de abril de 1889
Neuwaldegg (Áustria-Hungria)
Morte 29 de abril de 1951 (62 anos)
Cambridge (Reino Unido)
Residência Skjolden, Wiener Neustadt
Sepultamento Ascension Parish Burial Ground
Cidadania Reino Unido, Áustria
Progenitores
  • Karl Wittgenstein
  • Leopoldine 'Poldy' Kalmus
Irmão(ã)(s) Margaret Stonborough-Wittgenstein, Paul Wittgenstein, Johannes Wittgenstein, Rudolf Wittgenstein, Rittmeister Konrad Wittgenstein, Dora Wittgenstein, Helene Wittgenstein, Hermine Wittgenstein
Alma mater
  • Trinity College
  • Universidade Técnica de Berlim
  • Universidade Victoria de Manchester
  • Bundesrealgymnasium Linz Fadingerstraße
  • Universidade de Cambridge
Ocupação filósofo da linguagem, teórico da arquitetura, professor, lógico, matemático, aforista, epistemologista, filósofo, professor
Empregador(a) Trinity College
Obras destacadas Tractatus Logico-Philosophicus, Investigações Filosóficas
Movimento estético filosofia analítica
Instrumento clarinete
Religião protestantismo
Causa da morte cancro da próstata
Página oficial
http://www.wittgen-cam.ac.uk
Assinatura

Ludwig Wittgenstein (?) foi um filósofo austríaco.


Verificadas[editar]

  • "Filosofar é como tentar descobrir o segredo de um cofre: cada pequeno ajuste no mecanismo parece levar a nada. Apenas quando tudo entra no lugar a porta se abre."
- Philosophy is like trying to open a safe with a combination lock. Each little aajustment of the many dials seems to achieve nothing, only when all is in place does the door open.
- Ludwig Wittgenstein, personal recollections - página 96, Rush Rhees, Editora Rowman and Littlefield, 1981, ISBN 0847662535, 9780847662531, 235 páginas
- Die Philosophie ist ein Kampf gegen die Verhexung unsres Verstandes durch die Mittel unserer Sprache.
- Philosophical investigations, Parte 1 - página 47, Volume 1 de Wittgenstein's works, Ludwig Wittgenstein, 3a. ed., Editora B. Blackwell, 1953, 464 páginas
  • "O que eu sei sobre Deus e o sentido da vida? Eu sei que este mundo existe"
- Was weiß ich über Gott und den Zweck des Lebens ? Ich weiß, daß diese Welt ist.
- Notebooks, 1914-1916 - página 72, Ludwig Wittgenstein, G. E. M. Anscombe, Georg Henrik Von Wright, Editores G. E. M. Anscombe, Georg Henrik Von Wright, Traduzido por G. E. M. Anscombe, Edição 2, ilustrada, Editora University of Chicago Press, 1984, ISBN 0226904474, 9780226904474, 234 páginas
  • "Diga a eles que vivi uma vida maravilhosa". - Últimas palávras.
    • outra versão: "Diga-lhes que esta vida não cessou de me maravilhar".
- Sagen sie ihnen, dass ich ein wundervolles Leben gehabt habe.
- Citado em "Wie Philosophen sterben" - página 280, Frank Schweizer, Editora Dr. Bachmaier Verlag, 2003, ISBN 3931680428, 9783931680428, 288 páginas
  • "Sentimos que, mesmo depois de serem respondidas todas as questões científicas possíveis, os problemas da vida permanecem completamente intactos"
- Wir fühlen dass selbst, wenn alle möglichen wissenschaftlichen Fragen beantwortet sind, unsere Lebensprobleme noch gar nicht
- Citado em "Ludwig Wittgenstein: eine existenzielle Deutung"‎ - Página 58, Leo Adler - Karger Publishers, 1976, ISBN 3805523904, 9783805523905 - 110 páginas

Tractatus Logico-Philosophicus[editar]

  • "O mundo é a totalidade dos fatos, não das coisas" (1.1)
  • "Eu sou meu mundo. (O microcosmos)." (5.63)
  • "Onde no mundo se há de notar um sujeito metafísico? Você diz que tudo se passa aqui como no caso do olho e do campo visual. Mas o olho você realmente não vê. E nada no campo visual permite concluir que é visto a partir de um olho". (5.633)
  • "Todas as proposições têm igual valor." (6.4)
  • "É por isso que tampouco pode haver proposições na ética. Proposições não podem exprimir nada de mais alto." (6.42)
  • "Sobre aquilo de que não se pode falar, deve-se calar." (7)
  • "Humor não é um estado de espírito, mas uma visão de mundo."

De terceiros sobre Wittgenstein[editar]

  • "O Wittgenstein tardio... parece ter-se tornado cansado do pensamento sério e ter inventado uma doutrina que faria uma tal actividade desnecessária. Eu não acredito por um momento que a doutrina que tem estas consequências preguiçosas seja verdade. Compreendo, no entanto, que tenho um preconceito intensamente forte contra ele pois se é certo, filosofia é, na melhor das hipóteses, uma pequena ajuda para lexicógrafos e, na pior das hipóteses, um chá ocioso em mesa de diversão."
- The later Wittgenstein, on the contrary, seems to have grown tired of serious thinking and to have invented a doctrine which would make such an activity unnecessary. I do not for one moment believe that the doctrine which has these lazy consequences is true. I realize, however, that I have an overpoweringly strong bias against it, for, if it is true, philosophy is, at best, a slight help to lexicographers, and at worst, an idle tea-table amusement.
- Bertrand Russell; My Philosophical Development
- Ernest Gellner, Words and Things, 1959.
  • "Certa vez, ele me cumprimentou com a pergunta: 'Por que as pessoas dizem que era natural pensar que o Sol girava em torno da Terra, e não que a Terra girava em torno de seu eixo?' Eu respondi: 'Eu suponho, porque parecia que o sol girava em torno da terra.' "Bem", ele perguntou, "como pareceria se parecesse que a Terra gira em torno de seu eixo?"
- G. E. M. Anscombe, An Introduction to Wittgenstein's Tractatus (2ª ed., 1963), cap. 12: Conhecimento e Certeza