Vale Tudo

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vale Tudo
Vale Tudo em outros projetos:

Vale Tudo, é uma telenovela escrita por Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Basséres. Foi protagonizada por Regina Duarte e Antonio Fagundes e produzida pela Rede Globo, foi ao ar entre 16 de maio de 1988 e 6 de janeiro de 1989.



Maria de Fátima[editar]

  • Sorte a do Ivan... Não ter que ficar com uma mulher ridícula igual a você. Cheirando a gordura!
- Enquanto discute, vestida de noiva, com a mãe sobre ter armado para separá-la do namorado.

Odete Roitman[editar]

  • Eu estou lhe oferecendo a minha amizade!
- Ao propor a Fátima que separe Raquel de Ivan em troca de casar-se com Afonso.[1]
  • Então, só me resta reduzir você a pó! E a você se arrepender de ter nascido! Eu vou mostrar a você o que acontece com quem ousa desafiar Odete Roitman. Boa noite, meu bem.
- Ameaçando Raquel.
  • Sai da minha frente, diabo!
- Com Fátima, ao descobrir que esta traía seu filho.

Heleninha Roitman[editar]

  • Bota um mambo aí, gente! (...) Bota um mambo aí, poxa! Um mambo bem caliente... Ah... Um mambo... Bem caliente, bem frenético! Vem, William, mexe! Mexe, William!
- Heleninha bêbada na boate.

Raquel Accioli[editar]

  • Sangue de Jesus tem poder!
  • Eu vou ficar. E eu vou lutar. E eu vou vencer. E eu vou mostrar pra ela se eu vou morrer de fome.
- Quando desiste de voltar para Foz do Iguaçu.
  • Realmente, você tinha que ser a mãe da Maria de Fátima!
- Após mais um golpe de Odete.

Ivan Meireles[editar]

  • Era colégio de rico?!
- Quando Raquel conta que Maria de Fátima não chorava para ir para a escola.[2]

Solange Duprat[editar]

  • Na verdade, sabe onde é que você tá, Fátima? (dá um tapa na rival que a faz cair) No chão!

Marco Aurélio[editar]

  • Avisa a ele para não falar comigo! Eu não suporto que falem comigo. Pianista pobre, então, eu não suporto que fale comigo nem de costas!
- Sobre dar carona a Rubinho.
  • Eu confesso, Odete, que desta vez até a mim você conseguir surpreender.
- Após Odete ser desmascarada quanto a morte de seu filho.

Diálogos marcantes[editar]

  • AFONSO: "Raquel me ajuda... me ajuda a entender quem é a minha mãe!"

RAQUEL: "Pelo pouco que eu sei dela, eu te confesso Afonso que eu não entendo quem é a sua mãe. Assim como eu não entendo quem é a minha filha."

- Diálogo no capítulo 182[3]
  • CELINA: A primeira coisa que a Odete vai fazer quando entrar por aquela porta é reclamar porque eu mudei os estofados.
- Em cenas seguintes:
  • ODETE ROITMAN: Mas o que é isso?! Você mudou os estofados daqui da sala?! Meu Deus, mas... você vai acabar na miséria! Jogando dinheiro pela janela. Trocou esses estofados por quê?!
  • HELENINHA: Trocou os estofados porque acho mais bonito. Qual é o problema? Ou você acha que nesse mundo não tem mais lugar pra beleza?

Sobre[editar]

  • "Nunca se sabe o dia de amanhã. Faça seguro."
- Anúncio publicitário sobre o assassinato de Odete Roitman.
  • "Foi muito interessante porque a novela, antes de terminar, uns 2 ou 3 meses antes, o Dennis (Carvalho, diretor) chegou para mim e disse: "Você vai matar a Odete Roitman! Ninguém pode saber.". Falou assim, bem sigilosamente. Eu falei: "Tá bom!". E aí depois que a Odete morreu a coisa tomou uma dimensão tamanha... só se falava nisso. Teve até concurso na televisão para descobrir o assassino. Ele manteve o mistério até o último dia da novela ir ao ar, que foi no dia 06 de Janeiro, dia do meu aniversário. No dia seguinte, meu rosto estava estampado na primeira página de todos os jornais do país como a "assassina" da Odete Roitman."
- Cássia Kiss, em depoimento para o projeto "Memória Globo".[4]
  • "Maria de Fátima foi um presentão. Todo o movimento dela, de sair lá de Foz do Iguaçu, deixar a mãe na miséria, sem nada, vender a casa da mãe e sumir no mundo. Para mim, ela não era só uma vilã; era uma pessoa amoral, louca, desregulada. Mas, também, uma personagem muito legal de fazer, muito bacana, porque, nos momentos mais improváveis, ela caía em si, tinha crises de consciência."
- Glória Pires, em depoimento para o projeto "Memória Globo"[5]
  • "Durante muitos anos eu não queria ser confundida com a personagem e dizia: "Não! Não tenho nada haver com aquilo." Mas isso é uma bobagem porque no fundo você só trabalha com aquilo que você conhece e com aquilo que você é. Então, é evidente que eu não sou Odete Roitman, nem sou corrupta e nem mau-caráter, mas eu sei dentro de mim o que é um corrupto e um mau-caráter."
- Beatriz Segall, Globo Repórter 1992[6].
  • "Já esperávamos o sucesso de 'Vale Tudo', mas a novela virou um fenômeno, resultado também do movimento nas redes sociais, algo que não era esperado por nós"
- Letícia Muhana, diretora do Canal Viva[7].
  • "Eu não falo. Não tenho o que falar sobre o fato de Vale Tudo ter voltado. Isso já tem quase 25 anos. Não é uma boa ideia. Não tem nada a ver misturar as coisas. E sei até que isso de não querer falar vai acabar saindo. Quero ficar quieta."
- Lídia Brondi, atuou como Solange Duprat[8].

Referências