Roberta Close

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Roberta Close em outros projetos:

Roberta Close, Roberta Gambine Moreira (nasceu em 7 de dezembro de 1964, no Rio de Janeiro, Brasil). É possivelmente a mulher transexual mais famosa do Brasil.


  • "Os brasileiros ainda têm muito preconceito. Tenho que matar um leão por dia aqui."
-IstoÉ, edição 134, de 25 de fevereiro de 2002.
  • "A única coisa de que me arrependo na minha vida é de ter me dedicado mais ao coração do que ao trabalho."
-IstoÉ, edição 134, de 25 de fevereiro de 2002.
  • "Vivo feliz na Suíça. Sou muito bem casada. Durmo e acordo ao lado do meu marido."
- Fonte: Revista Veja, edição 17/09/1997

Sobre[editar]

  • "A bicha era bonita demais, perfeita demais, e eu tinha medo de fraquejar. Nunca tive relação homossexual e fiquei com medo de cair em tentação."
-Jece Valadão, ator, sobre Roberta Close, sua parceira na peça "Uma Vez por Semana". Fonte: Revista IstoÉ Gente!, edição 347
  • "Fiz uma música falando de um fotógrafo que viu uma mulher na praia e descobriu que ela não era mulher. Fiquei muito tempo com a música inacabada e pensando: O que teria levado o fotógrafo, ao contrário do resto da praia, a saber que não era uma mulher? O final bolei depois. Ele aproximou o zoom da máquina e deu um close no gogó e nos pés dela. Então viu pela lente que era um homem. Por coincidência, a Roberta Close apareceu naquela época, eu ainda não a conhecia. Participei do primeiro clipe de música feito no Brasil e resolveram me juntar com Roberta Close, porque tinha close na música. Fizemos o clipe, que foi quando a conheci. Saiu na capa de tudo que foi revista e virou boato na imprensa marrom. Só a vi na gravação do clipe."
-Erasmo Carlos, respondendo à IstoÉ de 5 de julho de 2006 se teve ou não um caso com a modelo.
  • "Os homens são mais frios, né ? Mas dei meus parabéns a ela. Tenho orgulho da Roberta porque ela nunca me deu motivos para ter vergonha dela. A minha filha foi uma espécie de Princesa Isabel, uma redentora. Porque foi a partir da luta dela que outras pessoas também passaram a brigar pelo mesmo objetivo."
-Roberto Gambine Moreira, pai de Roberta Close, sobre seu sentimento após a justiça deferir o pedido de mudança de sexo de Roberta. Entrevista ao jornal Extra do Rio de Janeiro.
  • "Ela desbancou a atriz Alexia Deschamps, a modelo Cristina Mortágua e 15 candidatas. “Roberta é espontânea e sabe falar tanto para homens quanto para mulheres.”
-Carlito Camargo, diretor do programa "De Noite na Cama", do canal pago Shoptime, em entrevista à IstoÉ, edição 134, de 25 de fevereiro de 2002.