Pereira Leite

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pereira Leite em outros projetos:

João Antônio Guilhembernard Pereira Leite (30 de março de 1936 - 25 de novembro de 1992) foi Juiz do Trabalho Gaúcho, Professor de Direito do Trabalho e Direito Previdenciário


  • Não lhes bastará, é certo, para enfrentar o vórtice de nossa época, o agasalho da toga e a força das tábuas da lei. Quer se tenha do Direito uma visão positivista, como conjunto de regras editadas pela sociedade civil, com apoio ou não em uma ordem anterior, moral social e política; quer se entenda, como Heráclito, existir um Deus capaz de punir o sol, se este infringir sua rota, ou, em linguagem moderna, "se a lei não expressa o justo não merece este nome" - é no âmago do coração dos homens e de cada homem, pelo amor, que se irá buscar a salvação."
- discurso como paraninfo da primeira turma de bacharéis em Direito pela Unisinos, em dezembro de 1971, citado por Maria Aparecida A. Moretto na Conferência "João Antônio Guilhembernard Pereira Leite e o Direito do Trabalho" [1]
  • "Marca o homem os fatos expressivos de sua vida, com sinais visíveis, em geral de alegria ou tristeza, para assegurar-lhes perenidade, a fim de que seu rastro não se apague facilmente. Assim, comemoram-se o nascimento e a morte, a união dos que se amam, as conquistas do heroísmo e as vitórias do esforço prudente, o êxito da boa fortuna e a conclusão da obra realizada com paciência e energia. A solenidade destes e outros momentos não é casual, mas corresponde à própria natureza do ato, que pela forma quer tornar-se, se não perene, ao menos marcante na memória dos homens."
- em discurso de paraninfo da 1ª turma de bacharéis em Direito pela Unisinos, publicado na revista Estudos Jurídicos, 1972, p. 75/79), citado por Maria Aparecida A. Moretto na Conferência "João Antônio Guilhembernard Pereira Leite e o Direito do Trabalho" [2]