O Vermelho e o Negro

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Vermelho e O Negro Obra realista de autoria do escritor francês Stendhal, publicada incialmente em 1830, é tida como a primeira obra realista.



  • "Mas as verdadeiras paixões são egoístas"
- (Narrador)
  • "J.-J. Rousseau não passa, para mim, de um tolo, quando se põe a julgar a alta sociedade; ele não a compreendia, e nisso tinha uma alma de lacaio parvenu.
- (Julien Sorel falando à Mathilde de la Mole)
  • "Enquanto prega a república e a destruição das dignidades monárquicas, esse parvenu embriaga-se de felicidade se um duque muda a direção de seu passeio depois do jantar para acompanhar um de seus amigos."
- (Julien Sorel falando à Mathilde de la Mole)
  • "Não tenho 20 luíses de renda por ano e encontrei-me lado a lado com um homem que tem 20 luíses de renda por hora, e ainda assim riam dele... Um espetáculo como esse cura a gente da inveja."
- (Pensamento de Julin Sorel)"
  • "Qual é a grande ação que não parece extremada no momento em que a empreendem? Só quando foi cumprida é que parece possível às pessoas comuns."
-"(Srta de La Mole)"
  • "A vida de um homem era uma série de acasos. Agora a civilização expulsou o acaso, não há mais o imprevisto: se aparece nas idéias, não lhe poupam epigramas; se aparece nos acontecimentos, covardia alguma está acima de nosso medo. Seja qual for a loucura que nos leve a fazer, é desculpada. Que século degenerado e enfadonho!"
-"(Srta. de La Mole)"
Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: O Vermelho e o Negro.