José Mojica Marins

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Mojica Marins
José Mojica Marins
José Mojica Marins em outros projetos:

José Mojica Marins, também conhecido como Zé do Caixão (nasceu em São Paulo, dia 13 de março de 1936 ) é um cineasta brasileiro.


  • "Só os de cabeça vazia não entendem o meu trabalho."
- Fonte: Revista IstoÉ Edição 1642
  • "Só não corto porque tenho medo de perder trabalho."
- Justificando a manutenção das unhas incrivelmente compridas que caracterizam o seu personagem; como citado em Revista Veja, 30/07/97.
  • Terror é não saber o amanhã.
- Folha de S. Paulo, 30/09/97


Sobre[editar]

  • "José Mojica Marins é um génio do cine-terror."
- Stanislaw Ponte Preta; citado em "Maldito: a vida e o cinema de José Mojica Marins, o Zé do Caixão"‎ - Página 450, André Barcinski, Ivan Finotti - Editora 34, 1998, ISBN 8573260920, 9788573260922 - 446 páginas
  • "À Meia Noite Levarei a Sua Alma... É um marco na história do cinema de terror. Uma orgia de crítica social só comparavél ao clássico L'Age D'Dor, de Luis Buñuel."
- Salvyano Cavalcanti de Paiva; citado em "Maldito: a vida e o cinema de José Mojica Marins, o Zé do Caixão"‎ - Página 450, André Barcinski, Ivan Finotti - Editora 34, 1998, ISBN 8573260920, 9788573260922 - 446 páginas
  • "Um débil mental... Se não fugisse à minha alçada, seria o caso de sugerir a sua prisão."
- atribuída a um Censor da Polícia Federal; citado em "Maldito: a vida e o cinema de José Mojica Marins, o Zé do Caixão"‎ - Página 450, André Barcinski, Ivan Finotti - Editora 34, 1998, ISBN 8573260920, 9788573260922 - 446 páginas