Grande Otelo

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grande Otelo
Grande Otelo
Grande Otelo em outros projetos:

Grande Otelo, pseudônimo de Sebastião Bernardes de Souza Prata (18 de outubro de 1915, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil - 26 de novembro de 1993, Paris, França). Ator, cantor e compositor brasileiro.



  • "Todo ator é um sentimental. Do contrário não seria ator. A gente tem de ser um doido, um sentimental, um idealista. Se não for assim, não poderá ser um bom ator".
- Em entrevista à Revista Veja, em fevereiro de 1973
  • "No alto das laranjeiras
Amo as tuas chuvas
Depois as tuas lamas
E depois tuas poeiras</poem>
- Poema "Brasil - Minas Gerais", 1993 [1]
  • "Na Bahia lendária do moço Caymmi e do cientista Fernando Luz Filho ou da rua Chile e do Castelo de Sevy, o moleque Othelo incontinentemente quis bater na barriga do diretor que era você, o moço Maria e não pôde porque, engraçado, quanto mais uma barriga estufa, menos se lhe pode bater, não é, moço Maria?"
- Trecho de carta a Antonio Maria, 1952 [2]
  • "Tenho estado arrasado, embora não o pareça, pelo fato de não ser ouvido nas idéias que tenho. "
- Carta a Borjalo, 1972 [3]