Diferenças entre edições de "Alphonse de Lamartine"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
16 bytes removidos ,  18h51min de 15 de outubro de 2008
m
sem resumo de edição
m (fonte)
m
 
*"A minha [[mãe]] acreditava, e eu penso o mesmo, que matar animais com o objectivo de comer a sua [[carne]] é uma das mais deploráveis e vergonhosas fraquezas do estado humano; que é uma daquelas pragas lançadas sobre o [[homem]] ou pela sua queda, ou pela teimosia da sua própria perversidade."
::- ''Em "Les confidences" ''
 
*"Só o [[egoísmo]] e o [[ódio]] têm [[pátria]]; / A [[fraternidade]] não."{{carece de fontes}}
::- ''L' égoïsme et la haine ont seuls une patrie; La fraternité n'en a pas!''
::- ''"Jocelyn: Épisode, Journal Trouvé Chez un curé de Village"; Por Alphonse de Lamartine; Publicado por s.n., 1850; Original da Oxford University; Digitalizado pela 19 jul. 2007; 103 páginas; [http://books.google.com/books?id=rEIJAAAAQAAJ&d books.google], página 386''
 
*"O olhar dos [[olho]]s de nossa [[mãe]] é parte de nossa [[alma]], é o olhar que nos penetra por nossos olhos."{{carece de fontes}}
 
* "As [[utopia]]s são, muitas vezes, [[verdade]]s prematuras."
::- ''[[Alphonse de Lamartine]]; Geschichte der Girondisten [A história de Girondisten]''
 
[[Categoria:Pessoas]]

Menu de navegação