Saltar para o conteúdo

Dante Alighieri

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Dante Alighieri
Dante Alighieri
Retrat de Dante Alighieri per Sandro Botticelli (1495)
Nascimento Durante di Alighiero degli Alighieri
1265
Florença (República Florentina)
Morte 14 de setembro de 1321 (55–56 anos)
Ravena (Estados Pontifícios)
Residência Florença, Roma, Ravena, Bolonha, Verona, Arezzo, Forlì, Treviso, Lucca, Paris, Milão, Génova
Sepultamento Dante Alighieri's tomb, Quadrarco di Braccioforte, Quadrarco di Braccioforte
Cidadania República Florentina
Progenitores
  • Alighiero di Bellincione
  • Bella degli Abati
Cônjuge Gemma Donati
Filho(a)(s) Jacopo Alighieri, Pietro Alighieri, Antonia Alighieri
Irmão(ã)(s) Francesco Alighieri
Ocupação poeta, escritor, prosista, político, filósofo, teórico político, intelectual, linguista
Obras destacadas Divina Comédia, Convivio, Monarchia, De vulgari eloquentia, Vita Nuova, Questio de situ et formae aque et terre, Le Rime, Epistles, Eclogues
Movimento estético Dolce Stil Novo
Religião catolicismo
Causa da morte malária

Dante Alighieri (*Maio ou Junho de 1265 - †13 ou 14 de Setembro de 1321) é considerado por grande parte dos italianos como o seu poeta maior. Escritor italiano.


- Che non men, che saper, dubbiar m'aggrada.
- La divina commedia di Dante Alighieri, Página 124 (Inferno, XI, 93.) - 1757.
  • "Nel mezzo del cammin di nostra vita / Mi ritrovai per una selva oscura / Che la diritta via era smarrita"
- "No meio do caminho da nossa vida / Encontrei-me numa selva obscura / Que a estrada reta fora perdida."
- Versos de abertura do Inferno; La divina commedia di Dante Alighieri con comento analitico di Gabriele ...‎ - Vol. I Página 1, de Dante Alighieri, Gabriele Rossetti - Publicado por John Murray, 1826.
- La natura è arte di Dio
- La commedia‎ - Página 120, de Dante Alighieri, Luigi De Biase, Gregorio Di Siena - Publicado por A. Morano, 1887
- A Divina Comédia - Inferno - Canto III - 9
  • "Ó insensato afã da humana / Quão falhos são os falsos argumentos / Que ao barro vil da terra vos tem presos! / Uns são legistas, outros medicastros, / Sacerdotes aqueles, por cobiça, / Por força ou por sofisma outros governam, / Fraudulentos uns são, outros ladrões, / Há da luxúria escravos deleitados / E os da preguiça amantes gozadores".
"Ó dos mortais aspirações erradas! / Em que falsas razões vos enlevando / Tendes à terra as asas cativadas! / Qual seguia o direito; qual buscando / Já aforismos; qual o sacerdócio; / Qual reinava, sofisma ou força usando; / Qual roubo amava, qual civil negócio; / Qual, a salaz deleite entregue a vida, / Afanava-se; qual passava no ócio;"
- A Divina Comédia - Paraíso - Canto XI - 1-9 (tradução de José Pedro Xavier Pinheiro)
  • "E se não choras, do que costumas chorar?"
"Se não choras, que pena há que te doa?"
- A Divina Comédia - Inferno - Canto XXXIII - 42 (tradução de José Pedro Xavier Pinheiro)
  • "Pelo exemplo de Beatriz compreende-se facilmente como o amor feminino dura pouco, se não for conservado aceso pelo olhar e pelo tato do homem amado."
"Se conhece, por ela[1] facilmente / Quanto em mulher de amor fogo perdura / Se o caminho falece e o olhar freqüente."
- A Divina Comédia - Purgatório - Canto VIII - 76-78 (tradução de José Pedro Xavier Pinheiro)

Atribuídas[editar]

De vulgari eloquentia, 1577
  • "Uma vontade, mesmo se é boa, deve ceder a uma melhor."
- Citado em "Citações da Cultura Universal" - Página 529, Alberto J. G. Villamarín, Editora AGE Ltda, 2002, ISBN 8574970891, 9788574970899

Sobre Dante[editar]

  • "Dante sempre será admirado, porque ninguém nunca o lê."
- Voltaire; citado no ensaio crítico "Literary lion: Alfieri's Prince, Dante, and the romantic self" (Vittorio Alfieri), 22 de junho de 2003, Joseph Luzzi
  • "Os lugares mais quentes do inferno são destinados aos que, em tempo de grandes crises, mantêm-se neutros."
- In: Inferno, Dan Brown
- John Kennedy amava ricordare Dante e affermava "i giorni più roventi dell'inferno sono riservati a coloro che, in un'epoca di grande crisi morale, mantengono la loro neutralità"
- Saggi e personaggi‎ - Página 120, de Ernesto Quagliariello - Publicado por Sansoni, 1984 - 120 páginas

Notas[editar]

  1. Beatrice d'Este, esposa de Nino Visconti.