Brian Molko

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Brian Molko
Brian Molko
Brian Molko em outros projetos:

Brian Molko (Bruxelas, Bélgica, 10 de dezembro de 1972) é o vocalista, baixista e guitarrista da banda de Rock Alternativo Placebo. Ele também escreve a maioria das letras.


Atribuídas[editar]

Question book-3.svg Este artigo ou secção não cita as suas fontes ou referências. Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes.
  • "Se eu fosse uma garota, eu ainda me atrairia pelos dois lados do mesmo jeito."
  • "Eu gosto da idéia de ser tão atraente para as mulheres quanto para os homens e os dois ao mesmo tempo."
  • "E se você se encontra dizendo: “Sabe, se eu tivesse me conhecido na noite passada, eu teria pensado que era um cuzão”, aí é um puta sinal de que você está indo longe demais com a loucura."
  • "Eu tenho dificuldades com o conceito de fidelidade. Eu tenho dificuldades com minha própria solidão e minha própria, eu acho, necessidade patológica de afeição."
  • "A MTV me dá vontade de fumar crack."
  • "Mas eu sempre soube que a nossa banda ia ser um imã para estranhos. Tem alguma coisa simplesmente… simplesmente pirada sobre o Placebo."
  • "Espero que sejamos estrelas do rock."
  • "Eu gosto do fato de as pessoas acharem que sou incrivelmente lindo ou estupidamente feio."
  • "Eu já fui insultado. Tive balas de arma jogadas em mim, coisas assim. Isso me deixa irritado, e minha melhor arma é minha língua e eu tenho um microfone."
  • "É quase abusando do clichê, mas Hewitt e Olsdal são meus melhores amigos no mundo inteiro… Eles são como meus dois maridos. Eu nunca me senti mais em casa em lugar nenhum. Eu os amo mais do que amei qualquer homem no planeta, em minha vida. Eles são duas pessoas lindas, tão fodidas quanto eu – verdade. Retiro os atos de Deus, esse é o motivo pelo qual essa banda vai continuar aqui por bastante tempo."
  • "Eu tive uma criação bastante religiosa. Eu dei minha vida a Jesus quando tinha 11 anos. A peguei de volta quando tinha uns 14."
  • "Não é o caso de dizer que eu tento me parecer com uma mulher. É mais o fato de eu ser o que sou, eu escolher me vestir do jeito que me agrada. E é um tipo de auto-confiança que me permite ser desse jeito."
  • "As pessoas me fazem rir, eu me faço chorar"