Benedetto Croce

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Benedetto Croce
Benedetto Croce
Benedetto Croce em outros projetos:

Benedetto Croce (25 de fevereiro de 1860 - 20 de novembro de 1952) foi um filósofo idealista italiano.



- Il più umile canto popolare, se un raggio d'umanità vi splende, è poesia
- Filosofia, poesia, storia - página 254, Benedetto Croce - Ricciardi, 1951 - 1245 páginas
  • "À questão: - O que é a arte? - seria possível responder brincando (mas não seria uma brincadeira tola): que a arte é o que todos sabem o que é
- Fonte: Breviario di Estetica
  • "Uma aspiração fechada em torno de uma representação, eis a arte
- Fonte: Breviario di Estetica
  • "A arte é visão ou intuição. O artista produz uma imagem ou um fantasma: e quem aprecia a arte volta o olhar para o ponto que o artista lhe indicou, observa pela fenda que este lhe abriu e reproduz dentro de si aquela imagem
- Fonte: Breviario di Estetica
  • "É próprio das democracias preferir na arte os valores imperfeitos aos genuínos, que são aristocráticos e anti-utilitários.
- Fonte: Poesia e Non Poesia
  • "A estreita ligação do erro com a verdade nasce do facto de um erro simples e consumado ser inconcebível e, por ser inconcebível, não existir. O erro fala com duas vozes, uma delas afirma o falso, mas a outra desmente-o
- Fonte: Breviario di Estetica
  • "A violência não é força, mas fraqueza, nem nunca poderá ser criadora de coisa alguma, apenas destruidora
- Fonte: La Storia come Pensiero e come Azione
  • "Apenas em pequena parte a poesia se encontra nos inúmeros livros ditos de poesia
- Fonte: La Storia come Pensiero e come Azione
  • "Não basta dizer que a história é o juízo histórico, mas é preciso acrescentar que todo o juízo é juízo histórico, ou história, com certeza
- Fonte: La Storia come Pensiero e come Azione
  • "A cultura histórica tem o objectivo de manter viva a consciência que a sociedade humana tem do próprio passado, ou melhor, do seu presente, ou melhor, de si mesma
- Fonte: La Storia come Pensiero e come Azione