Arnaldo Antunes

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arnaldo Antunes
Arnaldo Antunes
Arnaldo Antunes em outros projetos:

Arnaldo Antunes (São Paulo, 2 de setembro de 1960 - ), é um músico e poeta. Foi integrante do grupo musical Titãs.


- Abandonando cada vez mais a sua fase artística intimista
- Fonte: Revista ISTO É, Edição 1824.
  • "Como é que chama o nome disso?".
- "Como é que chama o nome disso: antologia‎", de Arnaldo Antunes - Publicado por Publifolha, 2006 ISBN 8574027685, 9788574027685
  • "Socorro não estou sentindo nada".
- "Império dos não-sentidos: visibilidade e anestesia" citado em "Mídia e pânico: saturação da informação, violência e crise cultural na mídia" - Página 57, de Malena Segura Contrera - Publicado por Annablume, 2002 ISBN 8574192406, 9788574192406 - 126 páginas
  • "o silêncio foi a primeira coisa que existiu; um silêncio que ninguém ouviu".
- na música "O Silêncio"
  • "Se você não passa no morro, eu quase morro".
- na música "Passe em casa"
  • "Se o chão rachar o teto cai".
- na música "17 Arnaldos"
  • "O político dos livros de poesia pode ser mínimo, mas ele vem sendo ampliado por meio de contágio com outras mídias. [...] Hoje, o se fazia nas revistas migrou, em grande parte , para a internet".
- (Revista Língua portuguesa, n° 13.; ISBN9788502194304)