Fidel Castro

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fidel Castro
Fidel Castro
Fidel Castro em outros projetos:

Fidel Alejandro Castro Ruz (Birán, 13 de Agosto de 1926 - ), é um político revolucionário cubano. Tornou-se dirigente de Cuba desde que conquistou os papéis de primeiro-ministro em 16 de Fevereiro de 1959 e de Presidente da República em 3 de Dezembro de 1976, após uma luta de guerrilha contra o exército do ditador Fulgêncio Batista, aliado dos EUA e que só assumiu o governo devido à forte influência estado-unidense na ilha.


  • "Condena-me, não importa, a História me absolverá."
- Fonte: La Historia me absolverá, pronunciamento de 16 de outubro de 1953
  • "Idéias não precisam de armas, se elas podem convencer as grandes massas."
- Fonte: pronunciamento, de 3 de agosto de 1985
  • "Os miseráveis insetos que habitam 60 ou mais nações do mundo, selecionadas por ele, seus colaboradores íntimos e, no caso de Cuba, por seus amigos de Miami, não interessam em nada. Constituem os ‘obscuros rincões do mundo’, que podem ser objeto de seus ataques ‘preventivos e de surpresa’. Dentre eles, está Cuba, que, ademais, foi incluída entre os que patrocinam o terrorismo".
- discurso em 8 de junho de 2002
  • "Se houve holocausto do povo judeu há apenas 60 anos, hoje trata-se de impedir o holocausto de dezenas de povos ameaçados de serem atacados e, inclusive, exterminados, já que, segundo se anuncia, todas as armas podem ser utilizadas para atacar, preventivamente e de surpresa, em qualquer obscuro rincão do planeta. O denominado mundo ocidental e cristão deveria tomar consciência dessa realidade, antes que seja demasiado tarde, como parece que está ocorrendo, diante do gigantesco holocausto provocado pela pobreza, pela fome, o subdesenvolvimento, a falta de educação e de saúde, a globalização neoliberal e a atual ordem econômica e social imposta à humanidade, que, a cada ano, matam a dezenas de milhões de pessoas, nos países do Terceiro Mundo".
- Fidel Castro; discurso em 25 de abril de 2003
  • "A humanidade conheceu, há apenas dois terços de século, a amarga experiência do nazismo. Hitler teve como aliado inseparável o medo que foi capaz de impor a seus adversários. [...] Já possuidor de uma temível força militar, deflagrou uma guerra que incendiou o mundo. A falta de visão e a covardia dos estadistas das mais fortes potências européias daquela época deram lugar a uma grande tragédia".
- discurso em 8 de junho de 2002
  • "A hipocrisia da política ocidental e de um numeroso grupo de líderes medíocres é tão grande, que não caberia no fundo do Oceano Atlântico. Qualquer medida que Cuba adote em sua legítima defesa é publicada entre as primeiras notícias de quase todos os meios de difusão de massa. Sem dúvida, quando denunciamos que, sob o mandato de um chefe do governo espanhol, dezenas de militantes do ETA foram executados extrajudicialmente, sem que ninguém protestasse nem o denunciasse diante da Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas, e outro chefe de governo, num momento difícil da guerra de Kosovo, aconselhou ao Presidente dos Estados Unidos intensificar a guerra, multiplicar os bombardeios e atacar os objetivos civis, causando a morte de centenas de inocentes, e imenso sacrifício a milhões de pessoas, a imprensa diz apenas: 'Castro arremeteu contra Felipe e Aznar'. Do conteúdo real, nem uma palavra".
- discurso em 1 de maio de 2003
  • "Não creio que possa instaurar-se, nos Estados Unidos, um regime fascista. Dentro de seu sistema político foram cometidos graves erros e injustiças – muitas das quais ainda perduram –, mas o povo norte-americano conta com determinadas instituições, tradições, valores educativos, culturais e éticos que praticamente o impossibilitam. O risco está na esfera internacional. São tais as faculdades e prerrogativas de um presidente, e tão imensa a rede de poder militar, econômico e tecnológico desse Estado, que, de fato, em virtude de circunstâncias completamente alheias à vontade do povo norte-americano, o mundo está começando a ser regido por métodos e concepções nazistas".
- discurso em 1 de maio de 2003
  • "O próprio povo norte-americano, os milhões de pessoas com elevada cultura que ali raciocinam e pensam, seus princípios éticos básicos, dezenas de milhões de computadores para se comunicar, centenas de vezes mais que ao final da guerra do Vietnã, demonstrarão que não se pode enganar a todo o povo, e talvez nem sequer a uma parte do povo, durante todo o tempo. E um dia porá uma camisa-de-força a quem for necessário, antes que possam pôr fim à vida no planeta".
- discurso em 1 de maio de 2003
  • "Respeitamos totalmente as opiniões dos que, por razões religiosas, filosóficas ou humanitárias, opõem à pena capital, que os revolucionários cubanos também abominamos, por razões mais profundas que as que foram abordadas pelas ciências sociais sobre o delito, hoje em processo de estudo em nosso país. Chegará o dia em que possamos aceder aos desejos tão nobremente exprimidos no seu brilhante dircurso pelo Pastor Lucius Walker de acabar com esta pena. Compreende-se a especial preocupação sobre o tema, quando se sabe que a maioria das pessoas executadas nos Estados Unidos é de afro-norte-americanos e latinos, não poucas vezes inocentes, especialmente no Texas, campeão da pena capital, onde foi governador o presidente Bush e onde nunca se perdoou uma única vida".
- discurso em 1 de maio de 2003

Atribuídas[editar]

  • "No dia em que acontecer mesmo, não sei como convenceremos as pessoas de que é verdade."
- A respeito dos boatos de que estaria morto.
- Fonte: Revista Veja
  • "Peço perdão por ter caído."
- Depois de levar um tombo que lhe valeu uma fratura no joelho e uma fissura no braço, numa cerimônia com estudantes na cidade de Santa Clara, em Cuba; citado em Revista Veja, Edição 1877 . 27 de outubro de 2004.
  • "A detenção de Pinochet é moralmente justa, legalmente questionável e politicamente poderia criar muitos problemas dentro do Chile."
- Fidel Castro, presidente cubano, sobre a detenção de Augusto Pinochet na Inglaterra
- Fonte: Revista Veja de 23/12/98
  • "A mulher que quero tem de ser coração, fogo e espora, com a pele tostada como uma flor na Venezuela."
- Fidel Castro, presidente cubano, e Hugo Chávez, presidente venezuelano, cantando em dueto numa rádio de Caracas
- Fonte: Revista Veja, Edição 1 674 - 8/11/2000
  • "Cheguei à conclusão, talvez um pouquinho tarde, de que os discursos devem ser curtos."
- Fidel Castro, presidente cubano, famoso por fazer discursos de até sete horas
- Fonte: Revista Veja, Edição 1 661 - 9/8/2000

Sobre[editar]

  • "A única solução para meu país de berço é... (gesto de degola)"
- Gloria Estefan, cantora cubana e notória anticastrista; citado em Revista Veja, edição 1559, 12 de agosto de 1998
  • "O político mais honesto e corajoso que já conheci."
- Jesse Jackson, durante uma visita a Havana, em 1984
  • "Eu queria tê-lo encontrado por muitas razões, mas acima de tudo por ele ser um homem bravo.
- Jawaharlal Nehru, em um encontro com Castro.