Cícero

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marcus Tullius Cicero
Marcus Tullius Cicero
Cícero em outros projetos:

Marco Túlio Cícero ou Marcus Tullius Cicero (em Latim) (Arpino, Italia, 3 de Janeiro de 105 a.C. - Formies, 7 de Dezembro de 43 a.C.). Filósofo, orador, escritor, jurista e político influente romano.



  • "Errar é próprio do homem, mas perseverar no erro é coisa de tolos."
- Cujusvis Hominis est errare; nullius, nisi insipientis, in errore perseverare.
- Oeuvres complètes de M.T. Cicéron - Volume 14 (Philippica Duodecima: Oratio quartat quinquagesima) - Página 526, Marcus Tullius Cicero - 1821.
  • "Um amigo verdadeiro é discernido durante uma matéria incerta"
- Amicus certus in re incerta cernitur.
- Sentença do poeta latino Ênio (Quintus Ennius) citada por Cícero em sua obra Amicita.[1]
- Officiorum libri tres, Cato maior sive de senectute, Laelius sive de amicitia, Somnium Scipionis, Paradoxa. Página 311 - Marcus Tullius Cicero, Johann Sturm, Theodorus (Gaza) - 1541.
  • "Ninguém é tão velho que não pense em poder viver mais um ano."
- Nemo enim est tam senex qui se annum non putet posse vivere.
- Opera: cum optimis exemplaribus collata, Página 169 - Marcus Tullius Cicero - ex officina J. Blaeu, 1656.
  • "Não há nada de tão absurdo que não saia da boca de algum filósofo."
- sed nescio quomodo nihil tam absurdum dici potest, quod non dicatur ab aliquo philosophorum.
- M. T. Cicero in Compendio: Seu Definitiones et Sententiae de Deo ac Religione, de Rerum Natura et Mundo, de Homine, Animo humano, Virtutibus et Vitiis, de Civitate et Legibus, de Bello et Pace, de Philosophia, Literis, Eloquentia et Artibus. Página 254 - Marcus Tullius Cicero, goldgeprägter Rückentitel Einband Halbleinen-Einband (rot-blauer Marmorschnitt, ZALT - sumptu Friderici Volke, 1825 - 310 páginas.
  • "Quosque tandem abutere, Catilina, patientia nostra?"
    • Até quando, enfim, ó Catilina, abusarás da nossa paciência?
  • "Por certo, os que não obtêm dentro de si os recursos necessários para viver na felicidade acharão execráveis todas as idades da vida."
  • "Somente os idiotas se lamentam em envelhecer."
  • "ó tempos, ó costumes!"
  • "A amizade torna a prosperidade mais brilhante e ilumina a adversidade, por dividi-la e compartilhá-la."
  • "O melhor tempero da comida é a fome."
  • "Sócrates foi o primeiro a evocar a filosofia do céu à terra, deu-lhe a cidadania nas cidades, introduziu-a, também, nas casas e obrigou-a a ocupar-se da vida e dos costumes, das coisas boas e das coisas ruins."
  • "Embora seja curta a vida que nos é dada pela natureza, é eterna a memória de uma vida bem empregada."
  • "Ó filosofia, guia da vida!"
  • "Sou escravo do dever por amor à liberdade."
  • "Quando perguntavam a Sócrates de onde ele vinha, respondia que era um cidadão do mundo. Ele se considerava um cidadão do universo."
  • "Um coração agradecido não é somente a maior das virtudes, ele é a origem de todas as outras."
  • "O pensamento é livre."
  • "Somos todos escravos da lei, para que possamos ser livres."
  • "A vida feliz consiste na tranqüilidade da mente."
  • "Fica sabendo que você é um deus, se é deus aquele que possui força, sentimento e memória que prevê e que domina, modera e faz mover este corpo ao qual está ligado."
  • "O silêncio deles é uma eloqüente afirmação."
  • "Nada é difícil para quem ama."
  • "Aquilo que é verdadeiro, simples e sincero é bastante compatível com a natureza do homem."
  • "Não nascemos apenas para nós mesmos."
  • "Homem algum jamais foi grande sem um toque de inspiração divina."
  • "A filosofia é o melhor remédio para a mente."
  • "A inimizade é a ira à espera da oportunidade de vingar-se."
  • "A Liberdade não consiste em ter um bom amo, mas em não tê-lo."
  • "Ninguém será generoso se não for, ao mesmo tempo, justo."
  • "Para se ter vida longa é preciso viver devagar."
  • "Uma adolescência libidinosa e desregrada entrega à velhice um corpo cansado."
  • "Viver feliz não é mais do que viver com honestidade e retidão."
  • "O homem nunca deve humilhar-se a ponto de se esquecer de que é homem."
  • "Se ao lado da biblioteca houver um jardim, nada faltará."
  • "Não há nada que não se consiga com a força de vontade, a bondade e, principalmente, com o amor."
  • "Parece-me que arrancam o sol deste mundo, esses que afastam a amizade das suas vidas."
  • "Um aposento sem livros é um corpo sem alma".
  • "Que o historiador não ouse dizer uma mentira nem esconder uma virtude."
  • "A história é testemunha do passado, luz da verdade, vida da memória, mestra da vida, anunciadora dos tempos antigos."
  • "Na adversidade a maior consolação é a consciência das boas ações."
  • "Nossas mentes possuem por natureza um insaciável desejo de saber a verdade."
  • "É erro supor que os efeitos da guerra sejam maiores que os feitos da paz."
  • "Nunca estou mais acompanhado do que quando estou sozinho."
  • "Se tiveres uma biblioteca como um jardim, tens tudo."
  • "Ninguém acredita em um mentiroso, mesmo quando ele diz a verdade."
  • "Todo homem é atingido pelos próprios crimes."
  • "Todo governo é inimigo de seu povo."
  • "Os sonhos são como os deuses. Se não se acredita neles, eles deixam de existir."
  • "A natureza por si só colocou o conceito de deus na cabeça de todos."
  • "Não basta conquistar a sabedoria, é preciso usá-la."
  • "Nada perturba tanto a vida humana como a ignorância do bem e do mal."
  • "Quanto maior são as dificuldades a vencer, maior será a satisfação"
  • "O homem que não conhece a História é um menino."
Não basta adquirir sabedoria; é preciso, além disso, saber utilizá-la.
  • "Não basta conquistar sabedoria, é preciso usá-la."
  • "Não sei, se, com excepção da sabedoria, os deuses imortais autorgaram ao homem algo melhor que a amizade."
  • "Quem recebe um favor deve lembrar-se dele, quem faz um favor deve esquecê-lo."
  • "Uma nação pode sobreviver aos idiotas e até aos gananciosos. Mas não pode sobreviver à traição gerada dentro de si mesma. Um inimigo exterior não é tão perigoso, porque é conhecido e carrega suas bandeiras abertamente. Mas o traidor se move livremente dentro do governo, seus melífluos sussurros são ouvidos entre todos e ecoam no próprio vestíbulo do Estado. E esse traidor não parece ser um traidor; ele fala com familiaridade a suas vítimas, usa sua face e suas roupas e apela aos sentimentos que se alojam no coração de todas as pessoas. Ele arruína as raízes da sociedade; ele trabalha em segredo e oculto na noite para demolir as fundações da nação; ele infecta o corpo político a tal ponto que este sucumbe. Deve-se temê-lo mais que a um assassino."

Atribuídas[editar]

- Cícero citado em "Cintilações" - página 56, Sabino Lino Conte - Editôra F.T.D., 1966 - 158 páginas
  • "Timeo hominem unius libri"
- "Temo o homem de um só livro"
- citado por Paulin Limayrac, na obra "Revue des Deux Mondes", tome 7, 1844; "Revue littéraire".
- Cícero citado em As pessoas e as suas coisinhas - Página 49, Manuel Dias - 1972

Referências