Viagens no Tempo

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Viagens no Tempo é uma Série de Livros Juvenis editados pela Caminho, com texto de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada e ilustrações a preto e branco de Arlindo Fagundes. Nesta colecção, recomendada a partir dos 10 anos, encontramos uma abordagem leve e lúdica, mas rigorosa, da História, criando nos leitores um grande entusiasmo, com que se deixam levar para outras épocas, convivendo com personagens históricas.



  • Uma Viagem ao Tempo dos Castelos

"Ana e João são irmãos mas muito diferentes. Ela é uma rapariga ajuizada e sensata, ele bastante disparatado e impulsivo. Apesar disso entendem-se às mil maravilhas. Nas férias foram passar uns dias à quinta de uma tia na serra do Marão. Tanto na quinta como na aldeia as pessoas andavam alvoraçadas por causa de um homem com fama de bruxo que se instalara no castelo.

Em vez de ficarem com medo, decidiram ir dar uma espreita e a surpresa não podia ter sido maior: o velho era cientista, chamava-se Orlando e pertencia à AIVET, a fabulosa Associação Internacional de Viagens no Espaço e no Tempo. Tinha uma máquina nas caves e convidou-os para darem um mergulho ao tempo dos castelos. Eles aceitaram sem saber o que os esperava. Poucos segundos depois já cavalgavam em florestas infestadas de lobos acompanhando uma caçada ao javali. Mas a viagem reserva-lhes muitos outros momentos de perigo e emoção e um encontro inesquecível com o jovem Afonso Henriques em vésperas de se tornar o primeiro rei de Portugal"


  • Uma Visita à Corte do Rei D. Dinis

"Orlando, o velho cientista das gargalhadas roucas, transporta João e a Ana na sua máquina ao tempo em que o rei D. Dinis percorria o país de lés a lés levando a corte atrás de si. Primeiro em Coimbra, depois em Leiria, têm oportunidade de assistir a uma caçada com falcões e uma grande festa com música e dança onde além do rei, está a rainha santa e o príncipe herdeiro a fazer birras. E ainda se envolvem com a bruxa Berenice, que, embora já tenha 150 anos, é linda e só parece ter 17! "


  • O Ano da Peste Negra

"Impulsivo como sempre, João carrega nuns botões marcando sem querer uma data fatídica: 1348. Não foi preciso mais nada para a máquina do tempo disparar para esse ano, o ano em que a tremenda peste negra varreu a Europa, assassinando milhões de pessoas. Claro que Orlando quis voltar para trás, só que a máquina avariou. Então o cientista e os dois irmãos não tiveram outro remédio senão percorrer as ruas de Lisboa quase deserta em busca de um ferreiro que lhes fabricasse uma peça especial. As voltas e reviravoltas levaram-nos a um palacete onde tinham sobrevivido apenas um menino de seis anos com fama de ter poderes sobrenaturais para curar certas doenças e o seu velho criado Valdemar. Fazem amizade. Mas quando menos esperam são todos perseguidos e assaltados por uma perigosa quadrilha.

Resta-lhes lutar ou morrer."


  • Uma Ilha de Sonho

"Neste livro, o mergulho histórico leva a Ana e o João à ilha da Madeira no tempo em que ali se estavam a instalar as primeiras famílias de colonos. João apaixonou-se por duas raparigas, Esmeralda e Grimanesa, e como não conseguiu decidir de qual delas gostava mais, declarou-se a ambas! Mas as trapalhadas em que se envolveram não foram apenas românticas. Houve intrigas, incêndios e a mais incrível caçada aos ratos que saltavam dos navios para roer as canas-de-açúcar acabadinhas de plantar."


  • A Terra Será Redonda?

"Quando os navegadores portugueses descobriram que era possível navegar para sul do cabo Bojador, a maior parte dos homens ainda tinha dúvidas sobre a forma da terra. Seria plana ou redonda? Quando mergulharam nessa época, Orlando teve o cuidado de lembrar ao João que não podia dar informações aos homens do passado. Mas ele acabou por não resistir e revelou a verdade ao seu amigo Pedro Afonso. Só não foi expulso da AIVET porque tanto ele como a irmã demonstraram grande coragem na altura de recuperar o tesouro roubado a um simpático chefe africano."


  • Um Cheirinho de Canela

"O cientista Orlando mais os seus amigos Ana e João partem na máquina do tempo sem saber ao certo para onde vão. Afinal aterram numa cave recheada de riquezas e descobrem, horrorizados, ser a Casa da Índia, local interdito a estranhos. Tentam fugir; Ana é apanhada pelos guardas do rei e atirada para uma prisão infecta. Ali conhece a bruxa Guiomar. Entretanto Orlando e João escondem-se na hospedaria de Narigudo e tornam-se amigos de um estranho indivíduo chamado Mafaldo, que tem mais medo do mar do que da forca, mas se revela muito corajoso, pois oferece-lhes ajuda para libertar a Ana. Conseguirá?"

  • O Dia do Terramoto

"Os cientistas da AIVET encarregaram Orlando de ir ao passado estudar o terramoto que no dia 1 de Novembro de 1755 sacudiu e quase destruiu por completo a cidade de Lisboa. Ana e João quiseram acompanhá-lo e partiram com um mês de antecedência. Por isso tiveram oportunidade de conhecer várias pessoas daquele tempo e acompanharam momentos importantes da vida de cada um. João ligou-se ao filho de um ladrão famoso, o Lobo. Ana apaixonou-se por um rapaz de origem francesa. Ambos se envolveram na vida de uma família riquíssima e muito antiquada que não deixa as filhas escolherem noivo e quer obrigá-las a casar à força com homens muito mais velhos. Ana e João, completamente deslumbrados com tantas experiências, quase se tinham esquecido da data fatídica. Mas o dia do terramoto aproximava-se, eles tinham que recolher à máquina do tempo para assistirem a tudo sem sofrerem nada. A aflição tornou-se ainda maior por já terem amigos e não poderem preveni-los da catástrofe, mas é absolutamente proibido aos viajantes no tempo alterar o destino das pessoas e interferir na História."


  • Mistérios da Flandres

"Certo dia, estando Ana e João no laboratório de Orlando, ouvem estranhos ruídos, vêem luzes, a parede estremece, e quando menos esperam cai-lhes um homem aos pés. Quem é? Que ajuda lhe podem prestar? Antes de poderem tirar conclusões, o homem desaparece por onde veio, ou seja, pelos corredores do tempo. Mas não chega ao seu destino porque fica entalado numa brecha. Corajosos como sempre, resolvem segui-lo dispostos a tudo para o libertar. Desembarcaram num campo coberto de neve..."


  • O Sabor da Liberdade

"Portugal esteve unido a Espanha 60 anos. Durante esse tempo foi governado pelos reis Filipe II, Filipe III e Filipe IV, que viviam em Madrid. A situação não agradava, houve tentativas de revolta fracassadas, mas no ano de 1640 um grupo de nobres resolveu preparar um golpe-surpresa, restaurar a independência e aclamar um rei português. Ana, João e Orlando chegam a Lisboa poucos dias antes de a revolução estalar. Instalaram-se no palacete da família Corrêa e acabaram por tomar parte não só nos romances e problemas daquela gente e das suas vizinhas de bairro mas também no grande acontecimento que mudou a história do país."


  • Brasil! Brasil!

"Nas vésperas de abolição da escravatura no Brasil toda a gente discutia e tomava partido, uns a favor do fim rápido para aquela vergonha, outros garantindo que sempre tinha havido escravos e que tinha de continuar a haver. Orlando, Ana e João mergulham nessa época e são obrigados a enfrentar situações complicadas no Rio de Janeiro e numa magnífica propriedade, uma fazenda de café onde os escravos ansiavam pela liberdade. Alguns tentaram a fuga pela calada da noite depois de uma baile fantástico oferecido pelos donos de casa a muitos convidados, entre os quais Ana, João e Orlando... Com missões especiais."


  • Um Trono para Dois Irmãos

"Os príncipes D. Pedro e D. Miguel são irmãos e disputam o trono de Portugal. A cidade do Porto é fiel a D. Pedro mas encontra-se cercada pelas tropas de D. Miguel. Ninguém entra, ninguém sai, as lutas prolongam-se sem vencidos nem vencedores. E a morte espreita mesmo fora dos campos de batalha porque faltam mantimentos. Em certas zonas já há quem coma ratos e outros bichos nojentos. No entanto, os homens não se rendem. Ana, Orlando e João caem da máquina do tempo numa zona onde a guerra está ao rubro... Para escapar às balas juntam-se a um médico que anda a recolher feridos na sua charrete. Assim, são obrigadas a tomar partido."


  • Mataram o Rei!

"Orlando leva Ana e João na máquina do tempo em busca de um criminoso perigosíssimo que tem uma alcunha elucidativa — o Toupeira — e sabe camuflar-se tomando personalidades diferentes conforme o caso. Isso dificulta imenso a perseguição. Mas o grupo não desiste. Todas as pistas apontam para Lisboa no ano de 1908 e certos indícios fazem pensar que se relacionam com uma simpática família onde há três lindas raparigas. A melhor maneira de o caçar será fazerem amizade com elas. Para isso instalam-se na casa vizinha e passam a frequentar as festas, os passeios e até os bailes que o rei dá no Palácio da Pena, em Sintra. Mes sempre que julgam estar prestes a desmascará-lo, descobrem que afinal a pessoa de quem desconfiavam não é o Toupeira. As voltas e semivoltas levam João a envolver-se sem querer com um grupo de revolucionários que se preparam para assassinar o rei D. Carlos..."


  • Tufão nos Mares da China

"As férias numa ilha do Pacífico são interrompidas por um dos mais violentos fenómenos da Natureza: um tufão! Sugados pela fúria do vento em remoinho, Ana, João e Orlando são atirados para uma praia deserta e só não morrem porque são salvos graças à ajuda de pescadores chineses. Quando recuperam os sentidos estão em Macau ao cuidado de missionários jesuítas. Mas a segurança era aparente, pois vários navios holandeses fundeados no rio das Pérolas já apontavam os canhões para um ataque à cidade. Torna-se urgente reunir forças, proteger mulheres e crianças e... consultar um adivinho!"


  • No Coração da África Misteriosa

"Nada mais excitante de que percorrer o interior de uma floresta virgem onde o perigo espreita na margem dos rios através dos olhos dos crocodilos e atrás da folhagem através dos olhos dos leões. Foi exactamente essa experiência que tiveram a Ana, o João e o Orlando quando deram um mergulho com mais de cem anos para irem procurar o tesouro de um antigo império africano cujo rasto se perdeu numa zona onde, segundo a lenda, um grupo de homens se transformou em árvores. Não esperavam encontrar o famoso explorador Serpa Pinto, o primeiro português a atravessar a África caminhando a pé das praias do oceano Atlântico até às praias do oceano Índico, viagem cheia de riscos e ameaças. Acompanhá-lo torna-se a mais fantástica das aventuras."


  • Viagem à Índia

"Nesta viagem à Índia, Orlando e os seus amigos Ana e João enfrentaram tempestades, incêndios, conflitos, traições, perigos de toda a ordem ao lado dos marinheiros ousados que acompanharam Vasco da Gama. E com eles saborearam também o prazer das grandes descobertas."


Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Viagens no Tempo.