Terça Insana

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Terça Insana é um projeto humorístico brasileiro que é apresentado toda terça-feira por diferentes atores interpretando variados personagens. O grupo, criado pela atriz Grace Gianoukas em novembro de 2001 na cidade de São Paulo, é composto por um elenco que se modifica em cada temporada.

Com poucas exceções, a maioria dos quadros são monólogos com cerca de 10 minutos de duração e o discurso freqüentemente inclui palavrões. Em geral, as apresentações humorísticas também levam à reflexão ao fazer sátira a estereótipos humanos ou a assuntos controversos tais como drogas, pobreza, preconceito, alcoolismo e apatia social, entre outros conflitos do cotidiano.



Primeiro DVD (2004)[editar]

  • "Tu cheirou né, filho da putinha!!"
- "Cinderela", representada por Grace Gianoukas.
  • "Quantas vezes a gente tá ali, não tem vontade, desejo de comer o chantili? Mas como é que a gente vai comer o chantili no preço do morango como tá?!"
- "Dona Edith", representada por Luís Miranda.
  • "Claro, comecei cantando em lugares pequenos, pra pouca gente. Pensando bem, era um lugar bem pequeno mesmo, e bem pouca gente."
- "Xanaína", representada por Octávio Mendes.
  • "Como?! Cem reais por uma visita, bixo! 'Cê devia ter trazido então uma torta pra comer!"
- "Seu Lili" no quadro "Eu Fico Puto!", representado por Marcelo Mansfield.
- "Aline Dorel", representada por Grace Gianoukas.
  • "Ai, estou um pouco alta. Pardon."
- "Sheila", representada por Luís Miranda.
  • "Me penduraram num pau com um monte de araras cagando na minha cabeça e cantando músicas de Dom e Ravel."
- "Maura Emília", representada por Angela Dip.
  • "Um que a gente não fala sai, dois que a gente pede licença, e três, quem falou pra senhora que eu sou bixinha? Eu por acaso assumi a minha sexualidade neste vagão? Eu fiz o meu outing? Ah!"
- "Betina Botox", representada por Roberto Camargo.
  • "Porque eu acho que cuidar de criança é uma coisa que relaxa a gente."
- "Irmã Selma", representada por Octávio Mendes.
  • "Ok, next?"
- "Tesãozinha", representada por Grace Gianoukas.
  • "Toma limonada pra cagar de madrugada, toma limonada pra cagar de madrugada..."
- "Elga", representada por Angela Dip.
  • "Uma vez na rua, sem experiência alguma, me entreguei à prostituição."
- Personagem do quadro "Prostituição", representado por Marcelo Mansfield.
  • "Porque a única coisa que eu vou lhe dizer é: ó, japonesa, eu sou velha, mas eu não tô morta. Você, japonesa, você abra seu olho!"
- "Vovó Arlinda", representada por Luís Miranda.
  • "Aí as pessoas ficam dizendo 'Ai, Leila, por que que você não, sei lá, procura se espiritualizar?' Deus me Livre!!"
- "Leila", representada por Angela Dip.
  • "Há muito tempo que eu ando atrás de você."
- Supostamente o espírito de Ulysses Guimarães no quadro "Xica da Silva Xavier", representada por Grace Gianoukas.
  • "Pra quem não sabe o que é castrati, os homens aqui devem saber. É como a gente acorda no frio. Você põe tudo pra fora, o que mijar é pinto."
- "Falso Modesto", representada por Marcelo Mansfield.
  • "É o decote né! Até (vô) dá uma sugestão pra vocês, quem gostou. Quando 'cês tiverem deprimidas, vista uma rede, pegue um ônibus lotado, 'cê chega ótima em casa!"
- "Maria Botânica", representada por Octávio Mendes.
  • "É, eu venho de uma tradicional família de merda. Tinha uma tia bem bostalhufa. Tem uma prima que é um peidinho. Ela correndo parecia uma tesourinha."
- "Seu Merda", representada por Marcelo Mansfield.

Segundo DVD (2008)[editar]

  • "Agora é a hora! Então você precisa ter essa verdade pra escolher, tem que ter essa certeza, tem que saber querer. Já vem de casa com a idéia."
- "Garçon", representado por Marco Luque.
  • "Sabe aquelas painéis que têm em parques de diversão? Geralmente é um pedaço de madeira pintado com duas pessoas abraçadas, uma delas é uma celebridade. Pode ser, sei lá, o Bozo ou o Bush... O Bozo ou o Bush tanto faz, os dois são palhaços né?"
- "Mulher Moderna", representada por Grace Gianoukas.
  • "A gente criou a Transamazônica, lembra? Não tem importância. A Transamazônica era uma estrada que cortava a selva Amazônica, (...). A Transamazônica era uma estrada que levava o nada a coisa nenhuma. Hoje tem o Fome Zero que leva coisa nenhuma a quem não tem nada."
- "Senadora Biônica", representada por Agnes Zuliani.
  • "Eu lembro de uma paciente, um caso sério de dupla personalidade, bem grave mesmo, e ela morava sozinha e mesmo assim dormia numa beliche."
- "Xico de Xikovate", representado por Guilherme Uzeda.
  • "Agora os (gays) que vão procurar (namorados) em sauna, eu não enxergo nada naquela fumaça brance de eucalipto! A única coisa boa é que abre as minhas vias respiratórias e eu nem preciso usar meu Vick Vaporub."
- "Cupido", representado por Roberto Camargo.
  • "Agora, para momentos de passar a noite inteira lá (no táxi), eu coloquei uma boneca inflável. Sharon. Sharon..."
- "Silas Simplesmente", representado por Marco Luque.
  • "Meu pai tem umas manias, sabe gente? Tem umas leis lá na minha casa. Por exemplo, ele não deixa ninguém levantar da mesa enquanto todo mundo não tiver terminado de comer. Pô, meu pai é macrobiótico!"
- "Adolescente", representada por Grace Gianoukas.
  • "(...), e (sou) bisavó de Isabel, a Redentora, aquela que como eu gostava de uns pretinhos, mas que acabou mesmo dando para um conde, d'Eu."
- "Carlota Joaquina", representada por Agnes Zuliani.
  • "(...)e o pior é quando você percebe que ao invés de ter quatro membros flexíveis e um duro, você passa a ter quatro membros duros e um flexível."
- "Homem de 40", representado por Roberto Camargo.
  • "Nossa gente, cada coisa que as pessoas buscam na internet. Até um dia que eu descobri uma confraria, um site de mulheres que têm tesão sabe em quê? Em patinho de borracha de banheira! (...) Ai, olha, eu nunca transei tanto na minha vida."
- "Durval Alencar", que foi largado pela esposa por ter voz de pato, e achou que sua vida sexual havia acabado. Representado por Guilherme Uzeda.
  • "Gente, como é que pode né? O avião, ser tão grande por fora e tão apertadinho por dentro? Meu marido que adora tudo que é grande por fora e é apertadinho por dentro."
- "Mary Help", representada por Marco Luque.
  • "Eu demorei vinte anos pra saber o que era sexo oral, que é falar sobre o assunto, certo? E demorei mais cinco pra saber que existe sexo oral ativo, aquele que fala, e passivo, no meu caso, aquele que ouve."
- "Mal Amada", representada por Agnes Zuliani.
  • "E nós damos assessoria pra fiéis, pra santos, pra pessoas que querem falar em nome de Deus, porque hoje em dia todo mundo quer falar em nome de Deus. (...) (e) Pode ter a palavra que for, sem uma assessoria de marketing tá fudido."
- "Santa Paciência, representada por Grace Gianoukas.
  • "Olha gente, pra você terem idéia de como eu sou feio, eu nem fui batizado, eu fui exorcizado."
- "Zildo", representado por Guilherme Uzeda.
Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Terça Insana.
Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Grace Gianoukas.