Serge Gainsbourg

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Serge Gainsbourg
Serge Gainsbourg em outros projetos:

Serge Gainsbourg, pseudônimo de Lucien Ginsburg (2 de abril de 1928, Paris, França - 2 de março de 1991, Paris, França), músico, cantor e compositor francês.


  • "É ilegal o que eu faço, mas eu vou fazer de qualquer jeito"
- C'est illégal ce que je vais faire mais je vais le faire quand même
- em 11 de março de 1984, queimando uma nota de 500 francos; 7 sur 7, TF1, 1984
  • "A feiúra é superir à beleza porque a feiúra permanece".
- La laideur a ceci de supérieur à la beauté c'est qu'elle dure.
- citado em "Serge Gainsbourg, le maître chanteur‎" - Página 114, Christian Cazalot, Éric Cazalot - Express Éd., 2004, ISBN 2843432111, 97828434321182004 - 382 páginas

Sobre Serge Gainsbourg[editar]

  • "Jane e Serge eram indivíduos tão fora do comum - e tão opostos na aparência e na personalidade - que formaram uma combinação rara. Elementos de A Bela e a Fera para alguns ou de "flor inglesa inocente" encontra "malandro russo decadente" para outros. Um casal único, que teve como expressão máximo a canção "Je t'aime...moi non plus'."
- Andrew Birkin, irmão de Jane Birkin, em entrevista a Revista Tpm de março de 2014, edição 140
  • "Serge era um judeu russo extrovertido. Na verdade, ele vivia oscilando entre a alegria e a melancolia, esta última resultado de seu passado como judeu em uma França ocupada pelos nazistas. Serge era totalmente imprevisível e essa era a graça de estar com ele."
- Andrew Birkin, irmão de Jane Birkin, em entrevista a Revista Tpm de março de 2014, edição 140