Robert Fripp

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Robert Fripp
Robert Fripp
Robert Fripp em outros projetos:

Robert Fripp (16 de maio de 1946) é um guitarrista inglês de Rock Progressivo, famoso por suas têcnicas inovadoras no seu instrumento, como o uso de um aparelho denominado Fripptronic, que dá à guitarra a capacidade de gerar sons de sintetizadores. É o líder da banda King Crimson. Trabalhou com músicos como Brian Eno, Andy Summers, Peter Gabriel, David Bowie e David Sylvian.



- The future is what the present can bear.
- Robert Fripp in: Robert Fripp's Diary for Sunday, 21st January 2001

Atribuídas[editar]

[carece de fontes?]
  • O silêncio é um elo entre mundos.
  • A música é a taça que segura o vinho do silêncio.
O som é essa taça, porém, vazia.
O ruído é essa taça, porém, quebrada.
  • A disciplina é o veículo do prazer.
  • Três modos de descobrir seus erros:
pergunte a um amigo;
pergunte a um inimigo;
reconheça um erro nos outros.
  • Tentar é falhar.
  • A música é a arquitetura do silêncio.
  • A perfeição é impossível,
mas eu posso querer servir a perfeição.
  • Não esteja disposto a ajudar: esteja disponível.
  • Duração é algo subjetivo.
  • Devemos acolher nossos erros como amigos e professores.
  • Quando agimos do modo como preferimos, podemos conquistar o que queremos, mas não o que precisamos.
  • Nunca enriqueceremos com o trabalho pesado.
Porém, jamais enriqueceremos sem ele.
  • Sofrimento pode ser necessário, desnecessário ou voluntário.
  • Quanto mais falhas, mais sucesso.
  • A mente comanda as mãos.
  • Uma mentira separa quem somos do que somos.
  • O artista é o elo entre o possível, o impossível e o contemporâneo.
  • O espaço tem suas próprias regras e determina condições.
  • Acréscimos pequenos são revolucionários.
  • O músico possui três disciplinas: as disciplinas das mãos, da cabeça e do coração.
  • Até mesmo o gênio necessita de uma técnica competente.
  • Começamos por não fazer nada.
Em seguida, nos mexemos para fazer alguma coisa.
  • O poder é a capacidade de acessar o que é possível.
  • Nós podemos compreender nosso conhecimento, mas não podemos conhecer a nossa compressão.
  • O que ouvimos é o modo como ouvimos.
  • O silêncio é um eco distante da aproximação da Musa.