Pietro Ubaldi

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pietro Ubaldi
Pietro Ubaldi
Pietro Ubaldi em outros projetos:

Pietro Ubaldi (18 de agosto de 1876 - 29 de fevereiro de 1972) filósofo Espiritualista Italiano, nascido em Foligno na região da Úmbria na Itália, faleceu em São Vicente (SP), Brasil. Escreveu uma vasta obra de 24 volumes cujo tema aborda a evolução do Universo e a sua contraparte, o período involutivo, que descreve a queda das criaturas perfeitas do mundo espiritual."


  • Eis que, na economia da evolução, o nascimento espontâneo do abuso tem uma função na medida em que conduz a uma inversão de valores, com a morte dos velhos e o surgir dos novos.
- (P. Ubaldi - A Descida dos Ideais)
  • A abundância de qualquer coisa satura e tende a eliminar a capacidade de assimilação, aguçando, ao contrário, a sensibilidade em sentido oposto.
- (Pietro Ubaldi - Um Destino Seguindo Cristo).
  • Nossos hábitos não são nada no começo. são só pequenos movimentos, sem importância, em que ninguém repara. Mas, caindo e rolando sobre o caminho da nossa vida, eles atraem outros movimentos, que com a repetição descem até a nossa profundidade, tornando-se hábitos e transformando-se, finalmente, na terrível avalancha dos nossos instintos, aos quais é difícil resistir.
- (P. Ubaldi - A Lei de Deus)"
  • "Quando alguém cai no seio de um carma coletivo, é porque fez por merecê-lo.
- (P. Ubaldi - A Lei de Deus)"
  • "Podemos ficar tranquilos, pois ninguém pode fazer-nos mal algum que já não esteja dentro de nós.
- (P. Ubaldi - A Lei de Deus)"
  • Nem tudo o que constitui a nossa personalidade está contido na parte consciente, como nem todas as formas de luz estão contidas no espectro visível.
- (P. Ubaldi - Princípios de uma Nova Ética)
  • Cada um procura destruir seus inimigos, mas não a causa que gera inimigos: procura afastar os golpes, mas não a causa que os produz.
- (P. Ubaldi - A Lei de Deus)
  • Hoje busca-se concretizar ideais, como a unificação econômica de vários Estados, coisa anteriormente inconcebível. É a evolução que exerce pressão para arrombar as portas do separatismo; a mesma que arrombou as portas e abateu os muros que fechavam as cidades medievais, hoje destrói alfândegas, limites, nacionalismos e racismos separatistas, para aproximar cada vez mais da fusão num só organismo. Assim também o progresso da mecânica pode ser útil ao desenvolvimento do pensamento.
- (P. Ubaldi - A Descida dos Ideais)
  • A prosperidade pode constituir um perigo, um alimento grato, mais venenoso. Saber ser rico é muito mais difícil e arriscado do que ser pobre. Seria uma coisa nova na história ver uma sociedade rica que não se arruíne.
- (P. Ubaldi - A Descida dos Ideais)
  • As nossas verdades não expressam outra coisa senão a maneira pela qual são vistas e concebidas para cada um, num dado momento. Elas são, portanto, relativas ao observador e progressivas no tempo.
- (P. Ubaldi - A Descida dos Ideais)
  • Tal homem julgava que tudo tivesse sido criado - plantas, animais e até as estrelas - somente a serviço dele; os primeiros para alimentá-lo e as segundas para alegrar-lhe a vista. Se as galinhas tivessem sido mais fortes a ponto de subjugar o homem, elas teriam acreditado que Deus tivesse criado o homem para servir- lhes de alimento.
- (P. Ubaldi - Cristo)
  • Com a criação da alma no ato da concepção física, Deus deveria estar à disposição do homem que a exigisse, obrigado a criar somente quando e se este quisesse.
- (P. Ubaldi - Um Destino Seguindo Cristo)
  • Cada religião se apoia no proselitismo, que corresponde ao imperialismo no campo político, o valor prático de cada grupo vindo do seu poder de conquista e domínio.
- (P. Ubaldi - A Técnica Funcional da Lei de Deus)
  • Um direito não alimentado de força que lhe imponha o reconhecimento, na prática não é direito, é só um piedoso desejo, cuja satisfação depende do capricho do patrão.
- (P. Ubaldi - A Técnica Funcional da Lei de Deus).
  • A obtenção do conhecimento é problema sobretudo de amadurecimento biológico.
- (P. Ubaldi - O Sistema)
  • Na história, a vitória legitima tudo, porque é o vencedor o construtor da verdade, naturalmente sempre para sua vantagem e glória.
- (P. Ubaldi - A Grande Batalha)
  • Confraterniza-se somente numa dor comum. Se alguém chora pelos outros, é porque com isso está chorando também por si mesmo. Mas quando ele tem a certeza de que aquela dor nunca o atingirá, então é difícil que se interesse por quem quer que seja.
- (P. Ubaldi - Princípios de uma nova Ética)
  • Não é o povo que escolhe, elegendo um chefe (os sistemas eletivos não o são em absoluto), mas é o chefe que, por ser o mais poderoso, conseguiu vencer todos os outros pretendentes, fazendo-se livremente escolher pelo povo, em grande parte sugestionado e inconsciente. O governo não serve o país, mas em muitos casos se serve do país para manter-se no poder.
- (P. Ubaldi - O Sistema)