Philip Schaff

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Philip Schaff
Philip Schaff
Philip Schaff em outros projetos:

Philip Schaff (1 de janeiro de 1819 - 20 de outubro de 1893) foi um teólogo protestante e historiador da Igreja, autor de vastas obras sobre História da Igreja e Teologia. Foi também um dos precursores da Teologia de Mercersburg.



  • "Firmado sobre essa rocha, sinto-me seguro contra todos os ataques da incredulidade. A pessoa de Cristo me é o maior e o mais seguro de todos os fatos; tão certo quanto a minha própria existência pessoal; sim, até ainda mais: pois que Cristo vive em mim, e é a única parte valiosa do meu ser."
- A Pessoa de Cristo: O Milagre da História, Com Uma Resposta a Strauss e Renan e Uma Coletânea de Testemunhos de Descrentes, Philip Schaff.
"Todo o edifício do cristianismo sustém-se ou desaba com seu divino-humano Fundador; e se jamais pode perecer, é porque Cristo vive, o mesmo ontem, hoje e sempre."
  • "Apresentar a partir de fontes originais, num retrato fiel, claro e vívido, a história da Igreja de Jesus Cristo, o Deus-Homem e Salvador do mundo; reproduzir, com cálido amor à verdade e com catolicidade genuína, suas experiências internas e externas, seus conflitos e triunfos, seus sofrimentos e alegrias, seus pensamentos, suas palavras, suas obras; e sustentar, para a era presente, este panorama de dezoito séculos como a mais completa apologia ao cristianismo, cheia de encorajamento e exortação, de preceito e exemplo: essa é uma tarefa profundamente digna das melhores energias de uma vida longa, e oferecendo em si mesma a mais plena recompensa, mas ao mesmo tempo tão vasta e abrangente que não pode ser realizada para qualquer satisfação, senão pela cooperação de todas as variedades de talento. Alguém deve sentir-se suficientemente afortunado e honrado se tem êxito em fornecer alguns tijolos para um edifício gigantesco, o qual, dada a natureza do caso, não pode ser terminado, até que a Igreja tenha alcançado o objetivo de seu estágio militante. Pois a ciência cresce com a experiência e somente com esta torna-se completa."
- História da Igreja Apostólica: com uma Introdução à História da Igreja, Philip Schaff.
  • "Assim como no dia de Pentecostes, assim também na história seguinte até o surgimento de Paulo, Pedro é o grande líder, motivador e defensor da igreja, por meio de palavras e atos. Por detrás dele caminha João, em misterioso silêncio, prenunciando uma oculta profundidade de vida e um grande potencial para o futuro. A cura milagrosa daquele que fora por mais de quarenta anos um coxo, pela palavra sublime de Pedro, “não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda” (Atos 3.6 ACF), criou um grande tumulto entre o povo, e aumentou o número de membros homens da igreja a cinco mil."
- História da Igreja Apostólica: com uma Introdução à História da Igreja, Philip Schaff.
"A pessoa de Cristo me é o maior e o mais seguro de todos os fatos; tão certo quanto a minha própria existência pessoal; sim, até ainda mais: pois que Cristo vive em mim, e é a única parte valiosa do meu ser."
  • "O que estes homens representantes foram para determinadas épocas ou nações ou denominações, ou determinadas escolas de ciência e arte, Cristo foi para toda a família humana em sua relação com Deus. Ele, e somente ele, é o tipo universal para imitação universal. Por isso podia, sem a menor impropriedade, ou suspeita de vaidade, chamar todos os homens a deixar todas as coisas e segui-lo. Ele se encontra acima das limitações de época, escola, denominação, nação e raça. Com efeito, era um israelita no tocante à carne; vagueava nas vestes de um rabi judeu, e não de um filósofo grego; e conformava-se, sem dúvida, aos hábitos judaicos da vida diária. Mas isso era tão somente seu exterior. Se olharmos para o seu homem interior, para seus pensamentos e suas ações, estes são de significado universal. Não há nada judaico sobre ele que não se encontre ao mesmo tempo entre as demais nações. O particular e nacional nele é sempre devidamente subordinado ao geral e humano. Tampouco ele se identificava com um partido ou seita. Era igualmente destituído do rígido formalismo dos fariseus, do liberalismo laxo dos saduceus e do misticismo inativo dos essênios. Superava os preconceitos, os fanatismos e as superstições de sua época e seu povo, os quais exercem seu poder mesmo sobre as mentes mais rijas e as diferentemente mais abertas."
- A Pessoa de Cristo: O Milagre da História, Com Uma Resposta a Strauss e Renan e Uma Coletânea de Testemunhos de Descrentes, Philip Schaff.
  • "A pergunta de Cristo é a pergunta do cristianismo, que é a manifestação da sua vida no mundo; é a pergunta da Igreja, que firma-se sobre ele como a rocha inabalável; é a pergunta da história, que gira ao redor dele como o sol central do universo moral; é a pergunta de todo homem, que instintivamente anseia por ele como o objeto das suas mais nobres e puras aspirações; é uma pergunta de salvação pessoal, que somente pode obtida no bendito nome de Jesus. Todo o edifício do cristianismo sustém-se ou desaba com seu divino-humano Fundador; e se jamais pode perecer, é porque Cristo vive, o mesmo ontem, hoje e sempre."
- A Pessoa de Cristo: O Milagre da História, Com Uma Resposta a Strauss e Renan e Uma Coletânea de Testemunhos de Descrentes, Philip Schaff.