Os Vegetais

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Os Vegetais (Brasil) e Histórias de Vegetais (Portugal) (nome original: VeggieTales) é uma série animada criada por Phil Vischer e Mike Nawrocki que estreou em 1993 nos Estados Unidos, 1996 no Brasil, e 2006 em Portugal.

Canção de Abertura/Genérico[editar]

Brasil[editar]

2° Dublagem da Audio News[editar]

Bob: Ô, Larry, tá na hora da canção de abertura.
Larry: Ah, tá, tá bom, Bob. O que eu faço?
Bob: Hum...vamos ver. Já sei! Você toca guitarra!
Larry: Bob, não tenho mãos.
Bob: Ah, é verdade. Então, você toca isso!

Dublagem da Herbert Richers[editar]

Bob: Pronto, Larry, é a hora da nossa canção.
Larry: Ah, é, Bob. O que eu faço?
Bob: Ah, vamos ver...ah, já sei! Você toca a guitarra!
Larry: Bob! Eu não tenho mãos.
Bob: Ah, é mesmo. Bom, então tá, você toca isso!

Personagens[editar]

Bob o Tomate[editar]

Brasil[editar]

  • Oi, crianças! Bem-vindos aos Vegetais! (início da maioria dos episódios em ambos dublagens da Audio News)
    • Oi, pessoal! Bem-vindos ao programa! (início dos dois primeiros episódios da 2ª dublagem da Audio News e da 1ª dublagem do mesmo estúdio)
  • Eu sou Bob o Tomate!
    • Sou Bob o Tomate! (alternativo)
    • Sou Bob o Tomate, amiguinho! (início do 1° episódio da 2ª dublagem da Audio News)
  • E estamos aqui para responder as suas perguntas!
  • Você é especial para Deus e ele te ama muito! (fim do show)
  • Deus te fez especial e ele te ama muito! (fim de Lilo o Viking Bondoso na dublagem da Audio News)
  • Tchau! (fim do show)

Larry/Luís o Pepino[editar]

Brasil[editar]

  • E eu sou Larry o Pepino!
  • É, isso aí! (O Que Fazer Quando Estou Com Medo?)
  • Tchau! (fim do show)
  • Bambu! (fim de Perdoar...Por Quê?)

Episódios[editar]

1º Dublagem da Gota Mágica[editar]

Você é Meu Próximo?[editar]

Bob: (narrando "A História de Flibber-o-Loo") Assim que o prefeito terminou sua canção, uma doutora de Flibber chegou de supetão.

Pai Aspargo: Alguém que você gostaria de convidar para sua festa de aniversário?
Júnior: Hum...eu estou ver...não esqueça Luíza. E...a Marsha. Aí, eu acho que é só.
Pai Aspargo: Ah, você não esquecer de ninguém?
Júnior: Hum...não. Eu acho que não.

Júnior: O que é aquela no capacete espacial dele?
Bob: Hã? Como...como assim? Larry!
Larry: O quê?
Bob: Quantas vezes já falei para não comer quando estiver de capacete?
Larry: Ãh, ãh, disculpe.

2° Dublagem da Gota Mágica[editar]

Onde está Deus quando eu tenho m-medo?[editar]

Assistente: É impossível! Eu duvido que consiga fazer!
Cientista: Bom, então chega pra trás e veja enquanto eu ligo o interruptor! Está vivo! Vivo! (risos loucos) Levanta!
Assistente: Olha só como é grande!
Cientista: Fale!
Frankenstaipo: (rosna)
Cientista: Venha até aqui! Não, por aqui!
Assistente: Eu vou me mendar!
Cientista: Frankenstaipo, aonde você vai? Volta aqui! Não vá embora!
(Frankenstaipo irrompe pela porta como uma mulher grita)
Cientista: Frankenstaipo, volte aqui! Fique longe desse povoado!

Júnior: (gritando) Quem é você?
Bob: Sou Bob. Sou um tomate, e estou aqui pra te ajudar.
(A caixa de brinquedos do Júnior começa a chocalhar)
Júnior: Tem alguma na minha caixa de brinquedos! É um monstro! É um lagarto enorme e horrível! É um...é... (Larry aparece com um gorro na sua cabeça) ...um bebê picles?
Bob: Ah, é só um pepino.

Arquibaldo: Pare! Pare imediatamente de cantar! O que pensa que está fazendo? Não poder dizer que todo mundo tem um búfalo se nem todo mundo tem um búfalo! Vamos receber cartas dizendo, "Cadê o meu búfalo? Por que eu não tenho um búfalo?" E você vai consertar isso? Eu aposto que não! Então, deixe de ser bobo!

Deus quer que eu te perdoe?!?[editar]

(Bob e Larry começam a contar a história d'A Laguna de Larry)
Bob: Mas eu lembro daquele dia da viagem fatídica.
Larry: Ah, é. Começou naquele porto tropical a bordo do nosso barquinho.
Bob: O Larry era um manheiro experiente.
Larry: E o Bob era corajoso e valente.
Bob: E não tinham cinco passageiros naquele dia para o passeio de três horas?
Larry: Ah, sim! Nosso passeio de três horas.
Bob: Certo. Vamos ver, tinha o professor.
Larry: E tínhamos nós!
Bob: Ah, é. E o milionário.
Larry: E esposa dele.
Bob: E não tinha um astro do cinema e aquela outra garota?
Larry: É, mas eles cancelaram.

O Brinquedo Que Salvou o Natal[editar]

(As crianças vegetais observam atentamente enquanto um comercial de TV toca)
Wally P. Nozzor: (vestido como Papai Noel) Ho ho ho! Feliz Natal! E aí, crianças, ainda não sabem o que vão querer de presente de Natal? Bem, se eu entendo mesmo de brinquedos, e vocês sabem que sim, sei exatamente o que estão procurando. Querem um brinquedo divertido! Querem um brinquedo fofinho! Querem, principalmente, um brinquedo que tenha uma serra-circular que funcione de verdade embutida no braço direito. É isso aí, querem o Louie Serra-Circular!
(A câmera mostra o brinquedo e as rotações da serra circular)
Sr. Nozzor: Legal, não é? Mas esperam aí, que ainda tem mais! Louie Serra-Circular também sabe o verdadeiro significado do Natal. É só apertar o nariz dele.
Louie Serra-Circular: Natal é ganhar presentes! Precisa de mais brinquedos!
Sr. Nozzor: Basta seus pais telefonarem e comendarem o Louie Serra-Circular que um dos nossos pingüins treinados o entregará na sua porta!
Anunciador: A oferta não é válida para Puggslyville devido à queda da ponte de Puggslyville.
Sr. Nozzor: Vão por mim, o Sr. Nozzor, ou melhor Papai Noel, e meu ajudante, o duende.
Sr. Dentinho: (usando orelhas pontudas e chapéu) Olhem pra mim! Sou o duende!
Sr. Nozzor: Só vão sossegar quando ganharem dos pais de vocês um Louie Serra-Circular, o único brinquedo que contém serra-circular de verdade e o verdadeiro significado de Natal!
Louie Serra-Circular: O Billy tem mais brinquedos do que você!

(O comercial termina, e as crianças vegetais correm para casa para implorar aos pais para mais brinquedos)
Júnior: (chorando) Mãe! Precisa de mais brinquedos!
Percy: O Billy tem mais brinquedos que eu!
Pai Ervilha: Quem é Billy?
Percy: Não sei, mas eles tem mais brinquedos que eu!
Laura: (choraminga alto) Eu quero um Louie Serra-Circular!
Lenny: Eu quero 10 Louie Serra-Circulars!
Laura e Lenny: É o verdadeiro significado do Natal! (chorando)

(Bob está deitado de cabeça para baixo em uma pilha de neve depois de cair fora o trenó do Júnior)
Larry: Bob! Bob! Você tá bem?
Bob: Dominó.
Larry: Hã?
Bob: Eu queria jogar dominó. Cada um tira uma peça e vê os pontinhos. Ninguém se machua.

Sr. Nozzor: Só uma coisinha. Se aqueles pessoas se importaram mesmo com o que vocês falaram, onde estarão agora?
Pai Aspargo: Estamos aqui!
Sr. Nozzor: Hã? (vira-se para ver os pais vegetais e seus filhos olhando para trás)
Pai Aspargo: Nós nos importamos muito com o verdadeiro significado do Natal, Sr. Nozzor!
Pai Cenoura: Por isso nós viemos aqui: para lhe dar uma lição!
Sr. Nozzor: (murmúrios espantados) O quê? Ah, não acharam mesmo que eu ia...hã...ah, aquilo foi um só uma brincadeira! Eu não ia...o que vão fazer?
(Laura confronta o Sr. Nozzor, agora com uma cara feliz, entregando-lhe um presente.)
Laura: Sr. Nozzor...feliz Natal!
Sr. Nozzor: O quê? Isso é para mim? Ah, é um ursinho! Eu sempre quis um presente de Natal, mas éramos tão pobres! Não sabem o quanto eu fiquei feliz! Olhem, não é lindo?

Madame Mirtilo[editar]

Zidgel: Oi, amiguinhos. Sou Capitão Zidgel, e com vocês o... (buzina buzina, antes que um jipe ​​rosa passe.) Um, eu sou Capitão Zidgel, e com vocês o... (Jipe passa de novo.) Ah, Chuckie, o que você está fazendo? Venha luego pra lá!
Chuckie Finster: (fora da tela) Vou emSeguida!
(Chuckie Finster dirige até Bob no jipe ​​em que ele estava dirigindo.)
Zidgel: Uau! O que é a coisa esa?
Chuckie Finster: É meu novo jipe radical. Eu tô esperando com isso há séculos, e agora finalmente ganhei!
Tommy Pickles: Uau! Você deve estar muito feliz com ter ganho o joguete como isso.
Chuckie Finster: Ah, é. Bom, quase.
Tommy Pickles: Quase?
(Chuckie Finster sai do jipe.)
Chuckie Finster: É, eu só necessito de uma coisinha mais, para estar muito feliz.
Tommy Pickles: O que foi?
Chuckie Finster: O trailer.
Tommy Pickles: O quê?
Chuckie Finster: O trailer radical. É só que você me deixar pra cá na traseira do meu jipe de ação, e eu estarei pronto para o final de semana de diversão da natureza.
Tommy Pickles: Oh, assim que quando você ganhar o trailer, então você vai ser feliz?
Chuckie Finster: Eu não sei. Tem a bicicleta também.
Tommy Pickles: A bicicleta?
Chuckie Finster: E o jet-ski.
Tommy Pickles: Uh...
Chuckie Finster: E a sedelta radical.
Tommy Pickles: Uh, Chuckie, quantas coisas você necessitou para ser feliz?
Chuckie Finster: Eu não sei. Quantas coisas existem?
Tommy Pickles: Heh-heh. Quiçás este esteja um bom assunto para o programa de hoje, amiguinho.
Jean-Claude: (fora da tela) Calma vou, Tommy.
(Jean-Claude e Phillipe vão até Tommy e Chuckie.)
Tommy Pickles: Huh? Ei! São as ervilhas francesas. Olá, Jean-Claude. Olá, Phillipe.
Jean-Claude: Olá.
Phillipe: Olá, monsieur Bob. Eu creio que podemos ajudar.
Tommy Pickles: Eh, em sério?
Jean-Claude: Oui! Me diga, Tommy, de onde vêm as ervilhas francesas?
Tommy Pickles: Ah, francesas?
Jean-Claude: É mesmo, e nas Francesas, existe uma história que eu creio que vai responder no teu questão. Eles chamam "Madame Mirtilo."
Chuckie Finster: "Madame Mirtilo?" Eu creio que já vi essa película. Não tem Jerry Lewis pra ele?
Jean-Claude: Não, ser quieto e assista a película.
Chuckie Finster: Desculpe.

Todos: [cantando] Porque a gratidão alegra o coração, assim somos felizes, sempre vamos agradecer, pelo amor que nos dá, porque sempre nos vigia, por isso agradecemos todo dia. Por isso agradecemos todo dia.
(Super-Larry e Alfredo Aspargo estão choram)
Alfredo Aspargo: Oh, essa foi muito tão bonito!
Super-Larry: Abraço, Alfredo!
Alfredo Aspargo: Eu abraçaría se eu pudesse, garoto!
Super-Larry e Alfredo Aspargo: [chorando]
Tommy Pickles: (fora da tela) Com quem é vocês dois?
Chuckie Finster: (fora da tela) É, tem programa para acabar!
Alfredo Aspargo: Oh, essa é certo. Me desculpe, onde estavamos?
Super-Larry: [fungando] Madame Mirtilo!
Super-Larry e Alfredo Aspargo: [chorando]
Angelica Pickles: Já jeita! Tá na hora pela música!
Kimi Finster: Pelo menos, é claro, que tem algumas objeções...
Alfredo Asparago: Não, muito bem, eu não lirgo. Pode vão.
Angelica Pickles: Show do program!
Mirco: [cantando] Em nossa história, aprendemos coisas lindas têm algo que Deus nos quer inostrar.
(Alfredo Aspargo funga, olha em volta e assoa o nariz)
Mirco: [cantando] No livro de Deus é para todos e agora, juntos los podemos investigar.
(Alfredo Aspargo suspira)
Jasão T. Conrad: Bom...?
Super-Larry: Muito bem, eu te conto.
Alfredo Asparago: Eu também.
Zidgel: Ah, então tá, mas anda luego!
(Zidgel e Jasão saem.)
Super-Larry: Madame Mirtilo aprendeu que a ganância nos fica triste, mas um coração grato é um coração feliz.
Alfredo Asparago: Que ninguém das criançinhas, né?
Super-Larry: Isso mesmo, Alfredo. Que ninguém das criançinhas. (pausa) Ai, vamos ver si Mirco tem um versículo por nós hoje.
Alfredo Asparago: Tudo bem.
(Super-Larry e Alfredo Asparago abordam Mirco, Mirco abre um versículo.)
Alfredo Asparago: Provérbios 15:27a. "Perturba sua casa o que tem ganâncias ilícitos...."
Super-Larry: Puxa vida, a ganância comprou mesmo problema na casa da Madame Mirtilo.
Alfredo Asparago: Exacemente, mas mesmo antes na casa da Madame Mirtilo se estraçalhada, a ganância fez dela uma uva tanto triste.
Super-Larry: Oh, isso é na verdade. Bom, eu não tenho um pequeno triste, então, embora que eu nunca ganho trailer, ou a bicicleta, ou jet-ski, eu vou ser grato aquilo que eu tenho.
Alfredo Asparago: Que legal, Larry. E se alguém ficou triste, você deve procurar ser grato aquilo que você tem, também, garotinho. Bem, nosso tempo acabou por hoje, e não se preocupe....
Super-Larry: Deus te fez especial, e ele te ama muitísimo.
Super-Larry e Alfredo Aspargo: Adeus!

Dublagem da Herbert Richers[editar]

As Últimas Canções Divertidas?[editar]

[Jimmy e Larry estão na sorveteria]
Jimmy: Ãh, eu estava muito preocupado com você, amigo. Você está bem?
Larry: Eu, eu, estou bem.
Jimmy: Ora, você tem um sorvete, moçinha? É de Balyito?
[Larry balança a sua cabeça de um lado para o outro]
Jimmy: Ãh, uma casquita?
[Larry balança a sua cabeça mais um vez]
Jimmy: Ãh, uma tachita de confetti?
Larry: Não. Eu não tenho nada.

Larry: G7.
Jimmy: Hã? Ãh...
Larry: G7. Aperta G7.

Jimmy: Ãh! Não quer dizer...
Arquibaldo: Sim! A culpa é toda minha! Toda minha! Eu sou o culpado!
Jimmy: ...Isto é desprezível. Eu também me sentiria assim se alguém tirasse meus canções.
Arquibaldo: Mas é só que...Bom...é claro que você consegue entender a minha posição...eu estava atuando no interesse do público apenas isto...temos padrões a manter...sabe...É. Eu sei. É que...e aí...o recebi isso. Ahãm..."Nós, abaixo-assinados, acreditamos que Arquibaldo Aspárgo deve perdoar e olvidar o incidente da Canção do Zebú e reintegrar as Canções Divertidas com Larry, e a programação normal. Assinaram cento e sessenta e sete mil quinhentos e doze amados fãs, inclusive, mas não só inclusive, a população inteira de Duluth, Minnesota, e mesmo alguém em Moose Lake."
Larry: Hmm. ...Moose Lake?
Arquibaldo: Sim. Moose Lake.
Larry: Wow. Moose Lake.
Arquibaldo: O povo se pronunciou. E eu não tenho escolha a não ser decretada por meio deste que as canções divertidas sejam reintegrada doravante--precisamente sim...pra partir de recorda, eu suponho que, é isso que, doravante quer dizer..mas muito bem...então diga, cantando todas as canções divertidas imaginar! Porque o mundo saiba, até nos lugares mais distantes, inclusive mas não só inclusive, Moose Lake, que isso não é o fim das canções divertidas, não! Muito dele contrário, as canções divertidas acabavam de começar!...Mas busce não ser divertido demasiado...Por favor?...

Gideão e a Sua Tuba[editar]

Gideão (Larry): Perdão, que estavam dizendo era bonito mais. Não foi bem assim que aconteceu. A história de verdade é essa.

Filmes[editar]

Jonah e Os Vegetais/Histórias de Vegetais: O Filme[editar]

Dobragem de Portugal[editar]

Khalil: Olá!
Jonas (Gustavo): O que és tu?
Khalil: Quem, eu? Chamo-me Khalil. Sou uma lagarta! Bom, meia lagarta. A minha mãe era uma lagarta, e o meu pai minhoca, mas já ultrapassei isso.

Jonas: Está bem, eu admito! A culpa é toda minha! Toda minha! Eu sou o culpado!
Pa Uva: Mas eu...a minhoca...
Jonas: Sou hebreu e acredito no Senhor, Deus do céu, que fez o mar e a terra. E ando a fugir dele!
(Todos os outros ficam horrorizados)
Jonas: Ele mandou-me ir a Nínive, mas não lhe dei ouvidos. Sabem, eu não gosto daquele gente!
Sr. Dentinho: Oh, acho pescados.
Jonas: Sim, é por isso fugi! A fugi e acabei aqui e agora estão todos em perigo por a causa de me! A única coisa que me resta é ser lançado ao mar!
Luís: Oh, não é preciso, nós temos uma prancha!
(Ele empurra uma porta, fazendo com que uma prancha aparecer)
Luís: É só da acabou!
Jonas: (sarcasticamente) Sim, obrigado. És muito simpático.
Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Os Vegetais.
Televisão
Apresentadores Atores Atrizes Roteiristas
Documentários Diretores Filmes Telenovelas
Séries de televisão Desenhos animados