Neil Gaiman

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Neil Gaiman
Neil Gaiman
Neil Gaiman em outros projetos:

Neil Richard Gaiman (10 de novembro de 1960) é um autor inglês. Entre suas obras em prosa estão "Deuses Americanos" e "Belas Maldições", a segunda em parceria com Terry Pratchett, e sua criação quadrinística mais conhecida é Sandman.


  • Toda a gente tem um mundo secreto dentro de si. Toda a gente no mundo. Toda a gente mesmo. Podem ser as pessoas mais aborrecidas ou chatas por fora, mas dentro delas têm mundos inimagináveis, magníficos, maravilhosos, estúpidos e incríveis. E não é apenas um mundo, são centenas deles. Milhares até.
-The Sandman
  • Alguma vez te apaixonaste? É horrível, não é? Ficas tão vulnerável. O amor abre-te o peito e abre-te o coração e isso significa que alguém pode entrar e estragar-te. Nós construímos tantas defesas. Construímos uma armadura completa, durante anos, para que nada nos possa magoar e depois uma pessoa estúpida, que não é assim tão diferente do resto das pessoas estúpidas, entra na tua vida estúpida... Damos-lhes um pedaço de nós. Elas não o pediram. Elas fizeram uma coisa estúpida um dia, como beijar-nos ou sorrir para nós, e depois a nossa vida deixa de ser nossa. O amor faz reféns. Entra dentro de nós. Consome-nos e deixa-nos a chorar na escuridão. Uma frase tão simples como "talvez devêssemos ser só amigos" ou "vês como és esperta" transforma-se num estilhaço de vidro que se espeta nos nossos corações. Dói. Não só na nossa imaginação. Não só na nossa mente. É uma dor na alma, uma dor no corpo, uma dor verdadeira que entra dentro de nós e rompe por dentro. Nada deveria ter o poder de fazer isso. Principalmente o amor. Odeio o amor.
- Personagem Rose Walker no 65º volume de "The Sandman"
  • "Sempre achei," disse ele, "que a violência é o último refúgio dos incompetentes e as ameaças vagas o último santuário dos incapazes terminais".
- Marquês de Carabas, Neverwhere
  • O dia de amanhã pode ser um inferno, mas hoje foi um bom dia de escrita e nos bons dias de escrita nada mais interessa.
- "somewhat less sinister ducks" - publicação no blog oficial de Neil Gaiman (23 de abril de 2004)
  • As ideias surgem quando sonhamos acordados. As ideias surgem quando estamos aborrecidas. As ideias estão sempre a surgir. A única diferença entre os escritores e as outras pessoas é que nós reparamos quando o fazemos.
- Where do you get ideias? - publicação no blog oficial de Neil Gaiman
  • A vida, e não me parece que seja o primeiro a fazer esta comparação, é uma doença: transmitida sexualmente e invariavelmente fatal.
- Death Talks About Life (1993)
  • Cometam erros interessantes, cometam erros incríveis, cometam erros gloriosos e fantásticos. Desobedeçam às regras. Façam o mundo mais interessante por estarem aqui.
- Discurso aos finalistas da Philadelphia’s University of the Arts (maio de 2012)
  • A única coisa que temos e que mais ninguém tem somos nós próprios. As nossas vozes, a nossa história, a nossa visão. Por isso, escrevam e desenhem e brinquem e dancem e vivam como só vocês conseguem.
- Discurso aos finalistas da Philadelphia’s University of the Arts (maio de 2012)
  • Ás vezes a vida é difícil. As coisas correm mal. Na vida e no amor e nos negócios e na amizade e na saúde e de todas as outras formas em que a vida pode correr mal. E quando as coisas ficarem difíceis, é isto que devem fazer. Façam boa arte.'
- Discurso aos finalistas da Philadelphia’s University of the Arts (maio de 2012)
  • Escritores podem ser solitários, mas eles também tendem a reunir-se: eles gostam de ser solitários juntos. Eu conheci um monte de escritores em Londres e muitos deles eram escritores premiados e muitos deles foram premiados a respeitáveis escritores. E o problema de ser um escritor respeitável e premiado é que você provavelmente não está vivendo uma vida.

Se você escreve algo bem revisto, bem respeitado, que não é mau de venda, mas que não é um livro da lista dos mais vendidos a cada três anos, o que você vende por gritantes 30.000 libras, que ainda vai calcular a média de 10.000 libras por ano e você faria mais dinheiro gerenciando um McDonald. Com horas extras você provavelmente faria mais (dinheiro) trabalhando em um McDonald. Assim, haviam escritores incrivelmente bem respeitados, escritores seniores premiados que, para fazer lidar com as despesas, estavam escrevendo romances de cinema e de TV sob pseudônimos que estavam desesperadamente embaraçados sobre e não queriam que ninguém soubesse.

- Entrevista à Magazine (janeiro de 2002)
  • O mundo sempre parece mais brilhante quando você acaba de fazer algo que não existia antes.
- "Entrada no Blog Gunpowder treason and plot" (5 Nov 2004)
  • Você pode dizer quando um filme histórico de Hollywood foi feito ao olhar para a maquiagem dos olhos das protagonistas femininas, e você pode dizer a data de um romance de ficção científica antiga por todas as palavras nas páginas. Nada fica datado tão rápido e tão estranhamente quanto o futuro.
- "Of Time, e Gully Foyle", prefácio a uma edição de 1999 de The Stars My Destination (1956)
  • Deuses Americanos tem de cerca de 200.000 palavras de duração, e eu tenho certeza que existem palavras que estão lá simplesmente porque eu gosto delas. Eu sei que eu não poderia justificar cada uma delas.
- Em resposta a uma pergunta sobre se ele escreve de forma diferente para diferentes públicos, em uma entrevista em HarperCollins.com
  • O que a maioria das pessoas não sabem sobre o amor, o sexo e as relações com outros seres humanos poderia encher um livro. Strangers in Paradise é esse livro. Eu já suspeitava que o que as pessoas fazem em privado é muito mais engraçado do que erótico. Terry Moore, obviamente, pensa assim também. Strangers in Paradise é uma deliciosa nova história em quadrinhos, e Terry Moore é um escritor divertido e um bom cartunista.
- Depoimento em The Complete Strangers in Paradise (2004), Vol. 1