Mino Carta

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mino Carta
Mino Carta
Mino Carta em outros projetos:

Mino Carta, pseudônimo de Demetrio Carta (nasceu entre 6 de setembro de 1933 e 6 de fevereiro de 1934, em Gênova, Itália – ). Pintor, editor e jornalista.


  • "A mídia verde-amarela dedica-se com sofreguidão ímpar às coisas da grana e do business, como se correspondessem às preocupações essenciais da opinião pública e não resultassem de algo maior, ou seja, o jogo do poder.
- Mino Carta, editor da revista CartaCapital, dezembro de 2003
  • "O que não se entende é como e por que a esquerda seria obsoleta também em um país como o Brasil, um dos mais desiguais do mundo, ancorado a uma democracia formal. Temos a quarta pior distribuição de renda do planeta, segundo o Índice de Desenvolvimento Humano da ONU, divulgado no ano passado. Na América Latina, somos penúltimos. Pior do que nós, Suazilândia, Nicarágua e África do Sul (sabem, aquela nação acometida pelo preconceito racial inexistente por aqui)".
- editorial Carta Capital 187: ESQUERDA: TAREFA DECISIVA E BENÉFICA
  • "Agosto de 1946, cheguei a São Paulo, trazido por meus pais, ainda vestia calças curtas. A cidade não passava de 1,5 milhão de habitantes, tinha medidas humanas. Pacata, ordeira, elegante em várias ruas centrais. São Luís, Barão de Itapetininga, Marconi, Vieira de Carvalho. Recantos verdes e vibrantes. Praça da República, Largo do Arouche. Senhorial a Avenida Paulista, ladeada por casarões, um deles o do Conde Matarazzo, dono de um Cadillac suntuosamente negro, na placa ostentava apenas e tão-somente o número 1."
- Fonte: CARTA, Mino. O caminho do Hades. A Semana. Revista CartaCapital, Edição 428, janeiro 2007.