Lua Nova (livro)

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

New Moon (em português: Lua Nova) é o segundo livro da Saga Crepúsculo, escrita por Stephenie Meyer. Foi originalmente publicado em capa dura no ano de 2006. Nesse novo volume, ao narrar o desespero de Bella face a acontecimentos além de seu poder decisório, Stephanie nos brinda com um retrato em preto e branco, porém rico em detalhes, sobre dor e agonia. No meio de tanto sofrimento, a adolescente encontra amparo e abrigo na forma do amigo Jacob Black. A amizade dos dois é tão forte quando o amor de Bella e Edward e o que deveria ser um alento para ela logo se transforma em agonia, uma vez que Jacob também tem um segredo que não pode ser revelado.


New Moon (2008-2009)[editar]

  • "- Pude ver em seus olhos, que você sinceramente acreditou que eu não a queria mais. A idéia mais absurda e ridícula... Como se houvesse algum modo de eu existir sem precisar de você!."
- Edward para Bella, New Moon.
  • "Proibida de lembrar, com medo de esquecer, era uma situação limite."
  • "Por mais que lutasse para não pensar nele, eu não lutava para esquecê-lo. Eu não podia pensar naquilo, mas queria me lembrar de tudo. Porque só havia uma coisa em que eu precisava acreditar para poder viver - eu precisava saber que ele existira. Era só. Todo o restante eu poderia suportar. Desde que ele estivesse existido."
  • "O mundo exterior não possui nenhum interesse pra mim sem você."
  • "Mesmo enquanto afugentava as imagens, senti meus olhos cheios de lágrimas, e a dor a cercar o buraco em meu peito."
  • "Algo de que eu tinha certeza (...) sabia no fundo de meu peito vazio - era que o amor pode dar às pessoas o poder de despedaçar você."
  • "O buraco em meu peito estava pior do que nunca. Pensei que o tivesse sob controle, mas me vi recurvada dia após dia, tentando não desmoronar, ofegante."
  • "Não parecia que a dor tivesse diminuído com o tempo, na verdade eu é que ficara forte o bastante para suportá-lo."
  • "O tempo passa, mesmo quando isso parece impossível. Mesmo quando cada batida do ponteiros dos segundos dói como sangue pulsando sob um hematoma. Passa de modo inconstante, com guinadas estranhas e calmarias arrastas, mas passa. Até pra mim.
  • "Eu estou aqui e eu amo você. Sempre amei você e sempre amarei. Fiquei pensando em você, vendo em seu rosto em minha mente, durante cada segundo que me ausentei. Quando lhe disse que não a queria, foi o tipo mais atroz de blasfêmia"
  • "O amor é irracional, lembrei a mim mesma. Quanto mais se ama alguém, menos tudo faz sentido"
  • "Antes de você, Bella, minha vida era uma noite sem lua. Muito escura, mas havia estrelas... Pontos de luz e razão... E depois você atravessou meu céu como um meteoro. De repente tudo estava em chamas; havia brilho, havia beleza. Quando você se foi, quando o meteoro caiu no horizonte, tudo ficou negro. Nada mudou, mas meus olhos ficaram cegos pela luz. Não pude mais ver as estrelas. E não havia mais razão para nada."


[editar]

  • Parecia que eu estava presa em um daqueles pesadelos apavorantes em que você precisa correr, correr até os pulmões explodirem, mas não consegue fazer com que seu corpo se mexa com rapidez suficiente.
    • Bella Swan, pág. 11
  • Mas isso não era um sonho, e, ao contrário do pesadelo, eu não estava correndo para salvar a minha vida; eu corria para salvar algo infinitamente mais precioso. Hoje minha própria vida pouco significava para mim.
    • Bella Swan, pág. 11
  • À medida que o relógio começava a soar a hora, vibrando sob a sola de meus pés lentos, eu sabia que era tarde demais para mim – e fiquei feliz que alguma coisa sedenta de sangue esperasse nos bastidores. Pois, falhando nisso, eu perderia qualquer desejo de viver.
    • Bella Swan, pág. 11

1. Festa[editar]

  • "Dezoito anos não é muito velha" disse Alice. "Em geral as mulheres não esperam até ter 29 para se aborrecer com os aniversários?"
    • Alice Cullen para Bella Swan, pág. 17
  • Nunca é bom ter atenção, como concordaria qualquer outro desajeitado com tendência a sofrer acidentes. Ninguém quer um refletor sobre si quando é provável que vá cair de cara no chão.
    • Bella Swan, pág. 18
  • "Sabe, nunca tive muita paciência com Romeu" comentou ele enquanto o filme começava. [...] "Bem, antes de tudo, ele está apaixonado por essa Rosalina... Não acha que isso o deixa muito volúvel? E então, minutos depois do casamento, ele mata o primo de Julieta. Não é muito inteligente. Um erro depois do outro. Será que ele poderia destruir a própria felicidade de uma forma ainda mais completa?"
    • Edward Cullen, pág. 22
  • Charlie lhe [Alice] seria eternamente grato por tê-lo poupado do horror de uma filha quase adulta que precisava de ajuda no banho.
    • Bella Swan, pág. 25
  • "Você não mudou nada," disse Emmett com uma falsa decepção. "Eu esperava uma diferença perceptível, mas aqui está você, com a cara vermelha de sempre.
    • Emmett Cullen para Bella Swan, pág. 28
  • Tonta e desorientada, desviei a atenção do sangue vermelho e brilhante que jorrava de meu braço – e olhei nos olhos febris dos seis vampiros repentinamente vorazes.
    • Bella Swan, pág. 30

2. Sutura[editar]

  • "Você se esforça muito para compensar uma situação que não foi culpa sua. [...] Não escolheu esse tipo de vida, e ainda assim tem que se esforçar tanto para ser bom."
    "Não sei se estou compensando alguma coisa," ele discordou alegremente. "Como tudo na vida, só tive de decidir o que fazer com o que me foi dado.
    • Bella Swan e Carlisle Cullen, pág. 34
  • "Eu penso, de muitas maneiras, que fiz o melhor que pude com aquilo com que tive de lidar. Mas será certo condenar os outros a esta vida? Não consigo chegar a nenhuma conclusão."
    • Carlisle Cullen, pág. 36
  • "Mike Newton seria uma companhia muito mais saudável para você," ele rosnou. [...]
    "Prefiro morrer a ficar com alguém que não seja você."
    • Edward Cullen e Bella Swan, pág. 41

3. O Fim[editar]

  • "Não! Tem a ver com a minha alma, não é? [...] Carlisle me falou disso, e eu não me importo, Edward. Não me importo! Você pode ter minha alma. Não a quero sem você... Ela já é sua!"
    • Bella Swan, pág. 58
  • "Bella, não quero que você venha comigo." [...]
    "Você... não... me quer?" experimentei dizer, confusa pelo modo como as palvras soavam, colocadas nessa ordem.
    "Não."
    • Edward Cullen e Bella Swan, pág. 58
  • "Será como se eu nunca tivesse existido."
    • Edward Cullen para Bella Swan, pág. 59
  • "Não se preocupe. Você é humana... Sua memória não passa de uma peneira. O tempo cura todas as feridas para a sua espécie."
    • Edward Cullen para Bella Swan, pág. 60
  • Com as pernas trêmulas, ignorando o fato de que minha atitude era inútil, eu o segui [Edward] para a floresta. O sinal de sua passagem desapareceu de imediato. Não havia pegadas, as folhas estavam imóveis de novo, mas avancei sem pensar. Não podia agir de outro modo. Precisava continuar em movimento. Se parasse de procurar por ele, estaria tudo acabado.
    O amor, a vida, o significado... acabados.
    • Bella Swan, pág. 61
  • Naquela noite o céu estava completamente negro. Talvez não houvesse lua – um eclipse lunar, uma lua nova.
    Uma lua nova. Eu tremi, embora não estivesse com frio.
    • Bella Swan, pág. 61
  • "Está machucada, Bella?"
    Precisei de um minuto para pensar nisso. Eu estava confusa com a lembrança da pergunta semelhante de Sam Uley no bosque.Só que Sam tinha perguntado de outra maneira: Machucaram você?, dissera ele. A diferença parecia de algum modo significativa.
    • Dr. Gerandy e Bella Swan, pág. 64
  • Senti o chão de madeira liso sob meus joelhos, depois sob a palma das mãos e, em seguida, comprimindo sob a pele de meu rosto. Eu esperava estar desmaiando, mas, para minha decepção, não perdi a consciência. As ondas de dor que me haviam assaltado pouco tempo antes se erguiam agora com força e inundaram minha cabeça, puxando-me para baixo.
    Não voltei à superfície.
    • Bella Swan, pág. 68

4. O Despertar[editar]

  • O tempo passa. Mesmo quando isso parece impossível. Mesmo quando cada batida do ponteiro dos segundos dói como o sangue pulsando sob um hematoma. Passa de modo inconstante, com guinadas estranhas e calmarias arrastadas, mas passa. Até para mim.
    • Bella Swan, pág. 73
  • Meus olhos não vagaram para o saco de lixo preto que guardava meu presente daquele último aniversário, não viram o formato do aparelho de som que se projetava no plástico preto; eu não pensei em como minhas unhas ficaram terríveis quando terminei de arrancá-lo do painel.
    • Bella Swan, pág. 80
  • Não vi motivo para ter medo. Nem conseguia imaginar nada no mundo que ainda pudesse me fazer tremer, pelo menos nada fisicamente. Essa era uma das poucas vantagens de se perder tudo.
    • Bella Swan, pág. 85
  • Proibida de lembrar, com medo de esquecer; era uma situação limite.
    • Bella Swan, pág. 89

5. Trapaça[editar]

  • "Só um adolescente concordaria com isso: enganar nossos pais enquanto consertava veículos perigosos usando dinheiro que devia ser para minha educação universitária. Ele não via nada de errado nisso. Jacob era um presente dos deuses.
    • Bella Swan, pág. 103

6. Amigos[editar]

  • Jacob era apenas uma pessoa eternamente feliz, e carregava essa felicidade como uma aura, dividindo-a com quem quer que estivesse por perto. Como um sol na Terra, Jacob sempre aquecia quem estava em seu campo gravitacional.
    • Bella Swan, pág. 109

7. Repetição[editar]

  • Inacessível e impossível, desinteressado e aturdido... Mas ele estava lá, em algum lugar. Eu precisava acreditar nisso.
    • Bella Swan sobre Edward Cullen, pág. 119
  • Ele afagou a minha cabeça. "Você parece uma bonequinha," debochou ele. "Uma boneca de porcelana."
    • Jacob Black para Bella Swan, pág. 133

8. Adrenalina[editar]

  • Tentei dizer à mim mesma que o medo não tinha sentido. Eu já vivera o pior possível. Comparada àquilo, por que qualquer coisa me assustaria agora? Eu devia poder olhar a morte de frente e rir.
    • Bella Swan, pág. 135
  • "Sabia que você é até bonito? " [...]
    Mas Jacob só revirou seus olhos. "Você bateu a cabeça com muita força, não foi?"
    • Bella Swan e Jacob Black, pág. 141
  • Tivera a mais incrível alucinação naquele dia. Minha ilusão de Vox aveludada gritara comigo por quase cinco minutos antes de eu pisar bruscamente no freio e me atirar na árvore.
    • Bella Swan, pág. 142
  • "Talvez a gente veja o superurso," brincou Jacob. [...]
    Mas Billy se limitou a rir do filho. "então talvez devam levar um pote de mel, só por precaução."
    • Jacob Black e Billy Black, pág. 144

9. Triângulo[editar]

  • Eu parecia uma lua perdida – meu planeta destruído em algum cenário desolado de cinema-catástrofe – que continuava, apesar de tudo, a rodar numa órbita muito estreita pelo espaço vazio que ficou, ignorando as leis da gravidade.
    • Bella Swan, pág. 148
  • "Então, vai ser minha namorada?" [...]
    "O que exatamente isso implica? Eu me esquivei.
    "O de sempre... Escrava a vida toda, esse tipo de coisa."
    • Jacob Black e Bella Swan, pág. 149
  • Algo de que eu tinha certeza – sabia disso na boca do meu estômago, no cerne de meus ossos, sabia disso do alto da minha cabeça à sola dos pés, sabia no fundo de meu peito vazio – era que o amor pode dar às pessoas o poder de despedaçar você.
    Eu fora irremediavelmente despedaçada.
    • Bella Swan, pág. 160

10. A Campina[editar]

  • Era ridículo que eu ficasse tão eufórica porque um vampiro sabia meu nome.
    • Bella Swan, pág. 171

11. Culto[editar]

  • Pensei que Jake estivesse curando o buraco que havia em mim – ou pelo menos o estivesse cobrindo, impedindo que me doesse tanto. Eu estava errada. Ele estava apenas cavando um buraco só dele, e agora eu estava furada como queijo suíço. Imaginei por que eu não me desfazia em pedaços.
    • Bella Swan, pág. 196

12. Invasão[editar]

  • Eu protegia o segredo dos Cullen por amor; não-correspondido, mas verdadeiro.
    • Bella Swan, pág. 206
  • Que tipo de lugar era esse? Poderia realmente existir um mundo onde lendas antigas ficavam vagando pelos limites de cidadezinhas mínimas e insignificantes, enfrentando monstros míticos? Isso queria dizer que todo conto de fadas impossível era baseado em alguma verdade absoluta? Havia, afinal, alguma coisa racional ou normal, ou tudo era magia e histórias de fantasmas?
    • Bella Swan, pág. 210-211
  • Pensei em Carlisle, nos séculos após séculos em que ele lutou para se condicionar a ignorar o sangue e salvar vidas como médico. Nada podia ser mais difícil do que isso.
    • Bella Swan, pág. 214

13. Assassino[editar]

  • Depois que você gosta de uma pessoa, é impossível ser lógica com relação a ela.
    • Bella Swan, pág. 217

14. Família[editar]

  • "Aposto que ela é mais durona que isso. Ela anda com vampiros."
    • Embry Call sobre Bella Swan, pág. 235
  • "Então, é a garota do vampiro."
    Eu enrijeci. "Sim. Você é a garota do lobo?"
    • Emily Young e Bella Swan, pág. 237
  • O amor é irracional, lembrei a mim mesma. Quanto mais você ama alguém, menos tudo faz sentido.
    • Bella Swan, pág. 243

15. Pressão[editar]

  • Pensei por pouco tempo nos clichês, sobre como você devia ver sua vida passar diante dos olhos. Eu tinha muito mais sorte. Quem afinal queria ver uma reprise?
    Foi ele que eu vi, e não tive vontade de lutar.
    • Bella Swan, pág. 257
  • Felicidade. Isso tornava toda a história de morrer bastante suportável.
    • Bella Swan, pág. 257
  • Adeus, eu te amo, foi meu último pensamento.
    • Bella Swan, pág. 257

16. Páris[editar]

  • "Julieta leva um fora e fica com Páris" nunca teria sido um sucesso.
    • Bella Swan, pág. 263

17. Visitante[editar]

  • "Faça como bem entender, Bella. Qualquer outro seria melhor depois que os vampiros saíram da cidade. Mas você tem que começar a sair com os primeiros monstros que encontra."
    • Alice Cullen, pág. 275
  • "Não é normal, Alice, e isso... me assusta. Não é nada normal. Não é como se alguém... a tivesse deixado, mas como se tivesse morrido." – Sua voz falhou.
    Era mesmo como se alguém tivesse morrido – como se eu tivesse morrido. Porque foi mais do que apenas perder o mais verdadeiro dos amores verdadeiros, como se isso não fosse o bastante para matar alguém. Também foi a perda de todo um futuro, de toda uma família – toda a vida que eu escolhera...
    • Charlie Swan e Bella Swan, pág. 282

18. O Enterro[editar]

  • Sem tirar os olhos dos meus, Jacob começou a inclinar a cabeça para mim. E eu ainda estava absolutamente indecisa.
    • Bella Swan, pág. 292

19. Corrida[editar]

  • "Não se conhecem muitos vampiros suicidas."
    • Alice Cullen para Bella Swan sobre Edward Cullen, pág. 307
  • Talvez, se tivéssemos muita, muita, mas muita sorte mesmo, talvez eu fosse capaz de salvar Edward de algum modo. Mas eu não era idiota a ponto de pensar que salvá-lo significaria que ficaria com ele. Eu não estava diferente, não era mais especial do que antes. Não haveria nenhum novo motivo para ele me querer agora. Vê-lo e perdê-lo de novo...
    Lutei contra a dor. Esse era o preço que eu tinha de pagar por salvar a vida dele. E eu pagaria.
    • Bella Swan, pág. 308
  • "Você é tão estranha, até para uma humana."
    • Alice Cullen para Bella Swan, pág. 311
  • "Bella?"
    "Sim?"
    Ela me lançou um olhar especulativo. "Até que ponto você se oporia a um roubo de carro?"
    • Alice Cullen e Bella Swan, pág. 312
  • "Vou colocar você o mais perto possível, e depois você vai correr na direção que eu apontar. [...] Procure não tropeçar," acrescentou ela. "Hoje não temos tempo para uma conclusão."
    Eu grunhi. Isso seria bem típico – eu estragar tudo, destruir o mundo num momento de trapalhada.
    • Alice Cullen e Bella Swan, pág. 314

20. Volterra[editar]

  • Nunca vi nada mais lindo - mesmo enquanto eu corria, ofegando e gritando, pude perceber. E os últimos sete meses nada significaram. E as palavras dele no bosque nada significaram. E não me importava se ele não me quisesse. Eu jamais desejaria nada a não ser ele, não importava o quanto vivesse.
    • Bella Swan sobre Edward Cullen, pág. 321
  • Foi muito estranho, porque eu sabia que nós dois corríamos um risco mortal. Ainda assim, naquele instante, eu me senti bem. Inteira. Pude sentir meu coração batendo no peito, o sangue pulsando quente e rápido por minhas veias de novo. Meus pulmões encheram-se do doce aroma que vinha da pele dele. Era como se eu nunca tivesse havido um buraco em meu peito. Eu estava perfeita – não curada, mas como se nunca tivesse havido nenhuma ferida.
    • Bella Swan com Edward Cullen, pág. 322
  • "Você tem exatamente o mesmo cheiro de sempre. [...] Então talvez isso seja o inferno. Não me importo. Eu aceito."
    • Edward Cullen para Bella Swan, pág. 322
  • Pelo menos eu podia estar com ele mais uma vez antes de morrer. Isso era melhor do que uma vida longa.
    • Bella Swan sobre Edward Cullen, pág. 327

21. Veredicto[editar]

  • "Adoro finais felizes." Aro suspirou. "São tão raros!"
    • Aro, pág. 333
  • "Ah, como sinto falta de meu amigo Carlisle! Faz-me lembrar dele... Só que ele não era tão irritável."
    • Aro para Edward Cullen, pág. 335

22. Voo[editar]

  • "Acho que ela está com uma crise histérica. Talvez você deva lhe dar um tapa," sugeriu Alice.
    • Alice Cullen para Edward Cullen, sobre Bella Swan, pág. 345
  • Era o paraíso – bem no meio do inferno.
    • Bella Swan, pág. 349
  • [Edward] cotinuava a beijar meu cabelo, minha testa, meus pulsos... Mas nunca meus lábios, e isso era bom. Afinal, de quantas maneiras um coração pode ser destroçado e ainda continuar batendo? Nos últimos dias, eu tinha passado por muitas experiências que poderiam ter acabado comigo, mas isso não me deixou mais forte. Ao contrário, eu me sentia horrivelmente frágil, como se uma única palavra pudesse me despedaçar.
    • Bella Swan, pág. 352
  • "Não vale enquanto ela não estiver consciente, Rose."
    • Emmett Cullen para Rosalie Hale, sobre o perdão de Bella.

23. A Verdade[editar]

  • "As chances...," murmurou então, distraído. A voz era tão baixa que eu não sabia se tinha ouvido direito. "As chances sempre estavam contra nós. Um erro depois do outro. Nunca mais vou criticar Romeu."
    • Edward Cullen, pág. 362
  • "Pensei que já tivesse explicado com clareza. Bella, não posso viver num mundo onde você não exista."
    • Edward Cullen, pág. 362
  • "Mas como pôde acreditar em mim? Depois de todos os milhares de vezes que eu disse que a amava, como pôde deixar que uma palavra anulasse sua fé em mim? [...] Pude ver isso em seus olhos, que você sinceramente acreditou que eu não a queria mais. A ideia mais absurda e mais ridícula... Como se houvesse algum modo de eu existir sem precisar de você!
    • Edward Cullen para Bella Swan, pág. 363
  • "Antes de você, Bella, minha vida era uma noite sem lua. Muito escura, mas havia estrelas... Pontos de luz e razão... E depois você atravessou meu céu como um meteoro. De repente tudo estava em chamas; havia brilho, havia beleza. Quando você se foi, quando o meteoro caiu no horizonte, tudo ficou negro. Nada mudou, mas meus olhos ficaram cegos pela luz. Não pude mais ver as estrelas. E não havia mais razão para nada."
    • Edward Cullen, pág. 366

24. Votação[editar]

  • "O pior que os Volturi podem fazer é me matar. [...] Você pode me deixar," expliquei. "Os Volturi, Victoria... eles nada são comparados a isso."
    • Bella Swan para Edward Cullen, pág. 373
  • "Shhh," eu o interrompi. "Espere um segundo. Acho que estou tendo uma revelação agora. [...] Você me ama," disse admirada. [...]
    "Sinceramente, amo."
    • Bella Swan e Edward Cullen, pág. 375-376
  • E se você sinceramente acreditasse que uma coisa era verdadeira, mas estivesse cem por cento enganada? E se você estivesse tão obstinadamente certa de que tinha razão que nem considerasse a verdade? A verdade seria silenciada ou tentaria romper?
    • Bella Swan, pág. 375
  • "Case-se comigo primeiro."
    Eu o fitei, esperando... "Tudo bem. Qual é a piada?"
    Ele suspirou. "Está ferindo meu ego, Bella. Acabo de lhe pedir em casamento e você acha que é brincadeira."
    • Edward Cullen para Bella Swan, pág. 385

Epílogo – Pacto[editar]

  • Isso me esfriou – arrancou a luta de mim. Minhas mãos ficaram moles. Eles [Romeu e Páris] brigam; Páris cai.
    • Bella Swan, pág. 395
  • "Aprendo ráido, Jacob Black, e não cometo o mesmo erro duas vezes. Fico aqui enquanto ela não me mandar embora."
    "Nunca," sussurei, ainda presa nos olhos de Edward.
    • Edward Cullen e Bella Swan, pág. 397

Referências[editar]

Meyer, Stephenie. (2006). New Moon. Park Avenue, New York: Little, Brown and Company, 563. ISBN 978-0-316-16019-3.

Ligações externas[editar]

Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Lua Nova (livro).