Lestat de Lioncourt

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Lestat de Lioncourt (Auvergne, França, 1760) é um personagem ficticio das Crônicas Vampirescas de Anne Rice. É um vampiro, e a principal personagem na maioria dos romances da escritora.



  • "São infinitos os recursos que tenho à minha disposição e é impossível negar que sou encantador. A morte, a doença, o tempo, a gravidade, nada significam para mim."
- Cântico de Sangue, Anne Rice, cap. 1, pág. 5.
  • "Seriam minhas ações boas ou más?"
  • "Eu estou em Seu plano?"
  • "O que acontece depois da morte?"
  • "O que torna uma pessoa feliz?"
  • "O que eu faço? Qualquer coisa que me agrade."
  • "Emoções e propósitos estão sempre refletidos em toda minha expressão."
- O Vampiro Lestat, Anne Rice, cap. 1, pág. 4.
  • "Tente ver o mal que eu sou. Ando pelo mundo em trajes de mortal, o pior dos demônios. O monstro que se parece exatamente com todo mundo."
  • "A eternidade é boa até você descobrir que vai passá-la sozinho."
  • "Come out, come out... wherever you are."
  • "O mal é um ponto de vista."
  • "Sou o vampiro Lestat. Sou imortal. Mais ou menos. A luz do sol, o calor constante de um fogo intenso — essas coisas poderiam destruir-me. Mas, por outro lado, talvez não."
- O Vampiro Lestat, Anne Rice, cap. 1, pág. 4.
  • "É, sei disso. E adoro ouvir você dizer isso, Louis. Preciso ouvir você dizendo isso. Acho que ninguém jamais dirá isso como você. Vamos, diga de novo. Sou um demônio perfeito. Diga-me como sou mau. Isso me faz tão bem!"
  • "No esquecimento somos perdoados de todos os pecados."
  • "Não banque a idiota com o demônio, querida, a menos que ele a trate muitíssimo melhor do que o todo poderoso."
  • "Eu estou te dando a escolha que eu nunca tive."
  • "Velhas verdades e antigas magias, revolução e invenção, tudo conspira para nos distrair da paixão que, de uma maneira ou de outra, nos derrota a todos."
  • "Sou o vampiro Lestat, o vampiro mais poderoso e adorável jamais criado, um arraso sobrenatural, com dois séculos de idade, mas eternizado na forma de um rapaz de vinte anos com um corpo e um rosto lindos de morrer, e talvez você até morra mesmo."
- Cântico de Sangue, Anne Rice, cap. 1, pág. 5.
  • "Em outras palavras, sou condenado a habitar a noite eterna e procuro sangue num tormento interminável. Isso não faz com que eu pareça irresistível?"
- Cântico de Sangue, Anne Rice, cap. 1, pág. 5.
  • "Fujam de mim, ó mortais que são puros de coração. Fujam dos meus pensamentos, ó criaturas cheias de grandes sonhos. Afastem-se de mim, todos os hinos de glória. Sou o ímã dos condenados."
- Cântico de Sangue, Anne Rice, cap. 31, pág. 458.


Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Lestat de Lioncourt.