Lúcia Caram

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lúcia Caram
Lúcia Caram
Lúcia Caram em outros projetos:

Lúcia Caram nasceu em Tucumán (Argentina), no dia 21 de outubro de 1966. É uma freira dominicana.



  • "Deus não tem mãos, mas tem as nossas mãos!"
- Dios no tiene manos, ¡pero tiene nuestras manos!
- entrevista a Teresa Forcades, 13/05/2013
  • "Na minha conta do Twitter, deixo claro: sou uma freira inquieta e inquietante. Mas sou sobretudo uma mulher de fé e creio ser urgente humanizar a humanidade. Por isso dedico-me a trabalhar para que todo mundo mereça viver decentemente"
- entrevista a Pablo Esparza - BBC, publicado em 07/03/2017
  • "Minha fonte de inspiração é o Evangelho. E o Evangelho é inquietante. Jesus entra no Templo (de Jerusalém) e diz (aos vendilhões): 'Transformaram a casa do meu pai em uma caverna de bandidos'. Quando alguém denuncia temas sociais, torna-se incômodo. Creio que o único Mandamento é o da justiça social"
- entrevista a Pablo Esparza - BBC, publicado em 07/03/2017
  • "Admito que meu caso é atípico no que diz respeito ao protocolo para uma freira. Mas minha vida foi colocada de pernas para o ar pelos mais pobres"
- entrevista a Pablo Esparza - BBC, publicado em 07/03/2017
  • "A mesma paixão que me estimula a rezar e a ter deixado meu país e minha família para trás para trabalhar pelas pessoas é a mesma que me anima a explicar o que estou vivendo. Para que as pessoas me ajudem, os meios de comunicação são grandes aliados para que sejam ouvidas as vozes das pessoas com quem trabalho diariamente".
- entrevista a Pablo Esparza - BBC, publicado em 07/03/2017
  • "Levo a América Latina no meu sangue, e a luta por justiça social tem origem na Argentina e na igreja latino-americana. Vivi nos tempos da ditadura militar, um momento de muitos confrontos, e ali nasceu minha vocação"
- entrevista a Pablo Esparza - BBC, publicado em 07/03/2017
  • "O papa Francisco, que vem da América Latina (é também argentino), é minha grande referência. Para mim, ele é uma brisa de ar fresco. Uma pessoa que me disse para seguir trabalhando quando lhe contei sobre o trabalho com os mais pobres."
- entrevista a Pablo Esparza - BBC, publicado em 07/03/2017