José Rodrigues dos Santos

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Rodrigues dos Santos
José Rodrigues dos Santos
José Rodrigues dos Santos em outros projetos:

José António Afonso Rodrigues dos Santos (Beira, África Oriental Portuguesa, 1 de Abril de 1964) é um jornalista, correspondente de guerra, professor universitário e escritor português nascido na antiga colónia portuguesa de Moçambique.


  • “A minha afirmação de que o fascismo tem origens marxistas parece ter incomodado algumas almas, incluindo políticos que, à falta de melhores argumentos, recorreram ao insulto baixo. Nada de surpreendente, até porque reconheço que a afirmação contradiz ideias feitas e por isso precisa de ser fundamentada – o que é feito ao pormenor em As Flores de Lótus e em O Pavilhão Púrpura.”
- Fonte: O fascismo tem origem no marxismo (Público) — 29/05/2016
  • “O marxismo surgiu num contexto de cientifismo. Newton tinha descoberto as leis da física e Darwin as da seleção natural. Indo no encalço desses dois vultos, e também de Hegel, Marx e Engels anunciaram que haviam descoberto as leis da história. Tal como as leis da física e da biologia, ambos concluíram que as leis da história eram deterministas e independentes da vontade humana.”
- Fonte: O fascismo tem origem no marxismo (Público) — 29/05/2016
  • “Foi o marxismo soreliano que conduziu ao bolchevismo e ao fascismo.”
- Fonte: O fascismo tem origem no marxismo (Público) — 29/05/2016
  • “Sorel foi lido com atenção em Itália, em particular pelos sindicalistas revolucionários, marxistas que adotaram a greve e a violência como formas de desencadear a revolução.”
- Fonte: O fascismo tem origem no marxismo (Público) — 29/05/2016
  • “Um marxista austríaco, Otto Bauer, notou que no Império Austro-Húngaro os operários húngaros mostravam sentimentos de solidariedade mais fortes para com os burgueses húngaros do que para com os operários austríacos. Embora o marxismo fosse uma corrente internacionalista, Bauer buscou legitimidade nalgumas afirmações nacionalistas de Marx e Engels para lançar uma nova ideia revisionista. Concluiu ele que o comportamento dos operários húngaros mostrava que o sentimento de nação era afinal mais poderoso do que o sentimento de classe. O nacionalismo era revolucionário, argumentou, pois galvanizaria o proletariado para a revolução.”
- Fonte: O fascismo tem origem no marxismo (Público) — 29/05/2016
  • “Em 1911 ocorreu um acontecimento que iria abalar as convicções [marxistas] ortodoxas de Mussolini: a guerra ítalo-otomana pela Tripolitania. Mussolini opôs-se a essa guerra, mas ficou atónito com a reação do proletariado italiano, que exultava com as vitórias de Itália. (...) As pessoas estão afinal mais dispostas a morrer pela sua pátria do que pela sua classe.”
- Fonte: O fascismo tem origem no marxismo (Público) — 29/05/2016
  • “Marx e Engels consideravam que o capitalismo era uma fase necessária e imprescindível da história humana e que sem capitalismo nunca haveria comunismo. Os bolcheviques renegaram esta parte do marxismo quando preconizaram que na Rússia era possível passar diretamente de uma sociedade feudal para o comunismo, mas neste ponto os fascistas mantiveram-se marxistas ortodoxos ao aceitar que o capitalismo teria mesmo de ser temporariamente cultivado em Itália.”
- Fonte: O fascismo tem origem no marxismo (Público) — 29/05/2016
  • “O que é exatamente o marxismo? É unicamente a tese inicial de Marx e Engels? As sucessivas revisões, protagonizadas por Bernstein, Kautsky, Sorel, Bauer, Lenine, Trotsky, Estaline, Mao e tantos outros, apresentando tantas e cada vez maiores diferenças entre elas e cada uma a reivindicar-se a legítima sucessora, podem ser consideradas marxismos? O que é o leninismo? O leninismo prevê a passagem direta do feudalismo para comunismo, como defendia Lenine até certa altura, ou prevê a fase intermediária do capitalismo, como Lenine pareceu defender quando posteriormente criou a NEP? E o que é o fascismo? Até que ponto um revisionismo ainda é marxista e a partir de que ponto deixa de o ser?”
- Fonte: O fascismo tem mesmo origem no marxismo (Expresso) — 05/06/2016
  • “O marxista Georges Sorel defendeu que a revolução do proletariado prevista por Marx e Engels teria de ser provocada por uma vanguarda com recurso à violência.”
- Fonte: O fascismo tem mesmo origem no marxismo (Expresso) — 05/06/2016
  • “O marxista Otto Bauer concluiu que o sentimento de nação era mais galvanizador do proletariado do que o sentimento de classe e propôs que se incutisse nacionalismo nos operários para os convencer a derrubar o capitalismo.”
- Fonte: O fascismo tem mesmo origem no marxismo (Expresso) — 05/06/2016
  • “Mussolini era um marxista elogiado por Lenine.”
- Fonte: O fascismo tem mesmo origem no marxismo (Expresso) — 05/06/2016
  • “O entusiasmo manifestado em 1911 pelos operários italianos com as vitórias de Itália na guerra ítalo-otomana pela Tripolitânia convenceram Mussolini de que, de facto, o nacionalismo galvanizava mais os operários do que o conceito de classe.”
- Fonte: O fascismo tem mesmo origem no marxismo (Expresso) — 05/06/2016
  • “Os Fascios Italianos de Combate reivindicaram logo em 1919 o salário mínimo, o horário laboral de oito horas, o direito de voto para as mulheres, a participação dos trabalhadores na gestão das fábricas, a reforma aos 55 anos e a confiscação dos bens das congregações religiosas, reivindicações de clara origem marxista.”
- Fonte: O fascismo tem mesmo origem no marxismo (Expresso) — 05/06/2016
  • “Os fascistas estabeleceram que a luta de classes não fazia sentido numa nação proletária (a Itália) que era explorada por nações capitalistas, e que, sendo a nação a classe das classes, a luta de classes apenas a enfraqueceria, pelo que em vez de luta teria de haver cooperação entre classes.”
- Fonte: O fascismo tem mesmo origem no marxismo (Expresso) — 05/06/2016
  • “Mussolini esclareceu que o fascismo se opunha ao marxismo não por este ser socialista, mas por ser antinacional.”
- Fonte: O fascismo tem mesmo origem no marxismo (Expresso) — 05/06/2016