Hannah Arendt

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hannah Arendt
Hannah Arendt
Hannah Arendt em outros projetos:
2014-08 Graffiti Patrik Wolters alias BeneR1 im Team mit Kevin Lasner alias koarts, Hannah Arendt Niemand hat das Recht zu gehorchen, Geburtshaus Lindener Marktplatz 2 Ecke Falkenstraße in Hannover-Linden-Mitte.jpg

Hannah Arendt (14 de Outubro de 1906 - 4 de Dezembro de 1975) foi uma teórica política alemã.



- Nicht der Mensch bewohnt diesen Planeten, sondern Menschen. Die Vielzahl ist das Gesetz der Erde.
- Vom Leben des Geistes‎. Das Denken, das Wollen. - página 29, de Hannah Arendt - 1998
  • "Politicamente falando, o nacionalismo tribal [patriotismo] sempre insiste que seu próprio povo são cercados por "um mundo de inimigos" - "um contra todos"- e que existe uma diferença fundamental entre este povo e todos os outros. Alega que seu povo nasceu para ser original, individual, incompatível com todas as outras culturas, e nega teoricamente a própria possibilidade de uma humanidade comum a longo do tempo, antes de ser usado para destruir a humanidade do homem".
- Politically speaking, tribal nationalism [patriotism] always insists that its own people are surrounded by 'a world of enemies' - 'one against all' - and that a fundamental difference exists between this people and all others. It claims its people to be unique, individual, incompatible with all others, and denies theoretically the very possibility of a common mankind long before it is used to destroy the humanity of man.
- As Origens do Totalitarismo, 1951
- Vom Leben des Geistes‎. Das Denken, das Wollen. - página 29, de Hannah Arendt - 1998
- Lügen scheint zum Handwerk nicht nur des Demagogen, sondern auch des Politikers und sogar des Staatsmannes zu gehören
- Wahrheit und Lüge in der Politik: Zwei Essays‎ - Página 44, de Hannah Arendt - Publicado por R. Piper, 1972 ISBN 3492003362, 9783492003360 - 92 páginas
  • "O mais radical revolucionário tornar-se-á um conservador no dia seguinte à revolução".
- Es ist allgemein bekannt, daß der radikalste Revolutionär am ersten Tag nach der Revolution zum Konservativen wird.
- "Zur Zeit: politische Essays" - página 139, Hannah Arendt, Marie Luise Knott - Deutscher Taschenbuch Verlag, 1989, ISBN 3423111526, 9783423111522 - 206 página
  • "Num mundo incompreensível e em perpétua mudança, as massas haviam chegado a um ponto em que, ao mesmo tempo, acreditavam em tudo e em nada, julgavam que tudo era possível e que nada era verdadeiro. A própria mistura, por si, já era bastante notável, pois significava o fim da ilusão de que a credulidade fosse fraqueza de gente primitiva e ingênua, e que o cinismo fosse o vício superior dos espíritos refinados. A propaganda de massa descobriu que o seu público estava sempre disposto a acreditar no pior, por mais absurdo que fosse, sem objetar contra o fato de ser enganado, uma vez que achava que toda afirmação, afinal de contas, não passava de mentira Os líderes totalitários basearam a sua propaganda no pressuposto psicológico correto de que, em tais condições, era possível fazer com que as pessoas acreditassem nas mais fantásticas afirmações em determinado dia, na certeza de que, se recebessem no dia seguinte a prova irrefutável da sua inverdade, apelariam para o cinismo; em lugar de abandonarem os líderes que lhes haviam mentido, diriam que sempre souberam que a afirmação era falsa, e admirariam os líderes pela grande esperteza tática."
- As origens do totalitarismo - Parte III, Capítulo 2.

Atribuídas[editar]

  • "O conservadorismo, no sentido da conservação, faz parte da essência da atividade educacional, cuja tarefa é sempre abrigar e proteger alguma coisa"
- Fonte: Nova Escola
  • "A escola não é de modo algum o mundo, nem deve ser tomada como tal; é antes a instituição que se interpõe entre o mundo e o domínio privado do lar"
- Fonte: Nova Escola
  • "A função da escola é ensinar às crianças como o mundo é, e não instruí-las na arte de viver"
- Fonte: Nova Escola
  • "A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele"
- Fonte: Nova Escola