Francisco A. Propato

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Francisco A. Propato em outros projetos:

Francisco A. Propato (? - 1963) escritor, humanista, ocultista e professor argentino.


  • Carta do Prof. Francisco A. Propato ao Presidente Getúlio Vargas
O trecho abaixo refere-se a uma carta do profº Francisco A. Propato, em resposta, "a propósito da entrevista ultimamente concedida a “La Prensa”, o presidente Getulio Vargas acaba de receber, uma longa carta do professor Francisco A. Propato, presidente da organização argentina "Acción Libertadora Americana del Sur”. Em sua longa missiva diz o professor argentino":

“Vossas declarações eram esperadas, senhor presidente, pelos povos das Américas, pois a hora crucial que a humanidade vive exige a definição imediata dos que tem a tremenda responsabilidade histórica de conduzir povos, orientando-os para a realização imediata dos postulados essenciais que nascem da entranha mesma da nacionalidade e se afirmam poderosamente na soberania própria e inviolável. As nações que permitem que os seus direitos sejam afetados ou diminuídos, renunciam, de fato à plenitude de uma soberania inalienável. Os Estados Unidos do Brasil deram um exemplo a todos os povos ibero-americanos quando implantaram o regime do Estado Novo ou Estado Nacional evoluindo, assim, da Democracia Política para a Democracia Funcional. Esta evolução fora Imposta não pelo capricho de uma ideologia pretendidamente dissolvente mas, ao contrario, pela marcha da civilização, pois o maravilhoso adiantamento cientifico conseguido pela humanidade estabelece a Democracia Funcional como a melhor organização para a sociedade contemporânea. Creio, sr. presidente, que o presente século pertence à América, segundo tantas vezes o tem demonstrado o presidente Roosevelt. E o Brasil, pela certeira visão que v. excia. tem sobre o nosso futuro continental, vem dando, ultimamente, os primeiros grandes passos para a total recuperação da grandeza ibero-americana, procurando consolidá-la sobre os princípios eternos enunciados pelo Cristo”. [1] [2] [3] [4]


Referências

  1. Jornal "O Jornal", domingo, 6 de Julho do 1941.
  2. Jornal "O Imparcial", quarta-feira, 9 de julho de 1941.
  3. "Jornal do Brasil", domingo, 6 de julho de 1941.
  4. "Diário Carioca", domingo, 6 de julho de 1941.