Dois Cavalheiros de Verona, Os

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Dois Cavalheiros de Verona, ou "The Two Gentlemen of Verona" é uma comédia de William Shakespeare.



  • "O sincero amor quase não fala; melhor se adorna com fatos e ações a verdadeira fé, não com palavras".
  • "Amar é ser vencida a razão pela tolice".
  • "Amar é comprar escárnio à custa de gemidos".
  • "Perde-se facilmente um carneiro quando o pastor se afasta do rebanho".
- Ato I - Cena I: Proteu
  • "Queres pegar estrelas cintilantes porque no alto as enxergas?"
- Ato III - Cena I: Duque
  • "Ninguém poderá jamais se aperfeiçoar, se não tiver o mundo como mestre. A experiência se adquire na prática".
- Ato I - Cena III: Antônio
  • "Fugi do fogo para não me queimar e fui cair no mar, onde me afogo".
- Ato I - Cena III: Proteu
  • "É comum que a mulher se descontente com o que mais aprecia. Não convém desanimar por isso, o desdém de hoje é prenúncio de um amor mais forte".
- Ato III - Cena I: Valentino

Referências[editar]

Texto completo no Projeto Gutenberg

Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Dois Cavalheiros de Verona, Os.