Discussão:Steven Adler

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Steven Adler é o baterista original do Guns N' Roses. Ele é judeu e nasceu em 22 de janeiro de 1965 em Cleveland, Ohio, EUA.


  • "Ninguém tem uma vida com 24 horas de sexo e felicidade."
  • “Tem sido maravilhoso, porque, ultimamente, eu tenho conversado muito com eles. Eles sentem o mesmo que eu – 'é apenas uma questão de Axl ter vontade de fazer e estar pronto para isto. Mas todos nós queremos isso – ter uma boa reunião e tocar para todo mundo. Terminar o que nós começamos a fazer. É isso o que eu quero fazer. E Slash, Izzy e Duff – até mesmo Axl, mas ele quer lançar o seu material. Eu não sei.... Não posso dizer.”
- Steven Adler, sobre o seu atual relacionamento com os integrantes originais do Guns N´Roses
  • “Bem, foi ótimo. Matt Sorum e aquele outro cara, aquele cantor, o tal de Scott Weiland [do Velvet Revolver] – eles são o porquê do Slash ter ido mas não ter tocado, pois eles o chamaram e ficaram todos preocupados, dizendo, ‘o que você vai fazer lá?’, agindo de forma infantil, como se fossem crianças. Eu pensei, ‘Que porra é essa? Só por ele tocar algumas músicas.’ Eles diziam ‘Oh, nós não queremos que você faça isso’. Foi uma loucura.”
- Steven Adler, sobre a quase-reunião recente do Guns N`Roses no Key Club, em West Hollywood, Califórnia
  • “Nunca tive oportunidade. Eu fiquei de fora dessa. [Matt Sorum] teve muita sorte. Ele tirou a minha vida, praticamente. Slash e os outros caras apenas deram para ele tudo em que eu trabalhei.”
- Steven Adler, sobre o facto de os Guns N`Roses terem tocado na America do Sul


Sobre[editar]

" A lenda é que nós o mandamos embora sem motivo, e que eu era o ditador por trás disso tudo. A verdade é que eu provavelmente lutei um pouco mais para mantê-lo no grupo, porque eu não estava trabalhando com ele diariamente, como o resto da banda. Eles ficaram cansados de não fazer seu trabalho porque Steve não era capaz. Li entrevistas onde ele disse que era um cara limpo. A maior parte do tempo, não. É o tipo de pessoa que quer todas as coisas na mão. Em um certo ponto só para ter a banda unida, era necessário dar ao cara uma parte dos meus direitos de publicação. Esse foi um dos maiores erros que já fiz em minha vida, mas ele blefou bem, dizendo que não iria permanecer na banda. Estavamos preocupados com o fato de não podermos gravar o primeiro album, entao eu fiz o que senti que deveria ser feito. Paguei bastante para manter o Steve no GN`R. Paguei um milhão de dólares, dando 15% dos meus direitos de Appetite for destruction. Ele não escrevia nem uma nota, e me chamava de egoísta filho da puta! Steve tem sido capaz de viver bem com esse dinheiro, comprar um carregamento de drogas e advogados para me processar. Se, e quando, perder a ação que move contra nós, ele terá de pagar esses advogados, se é que ele terá algum dinheiro sobrando, com a grana que veio do GN`R e de mim mesmo.... Não ha nada que possamos fazer agora. Nós o levamos a clínicas de reabilitação. Ameaçamos seus fornecedores de drogas e o ajudamos quando ele cortou os pulsos. Até o perdoei quando ele quase matou minha esposa. Tive de passar uma noite com ela numa UTI, porque seu coração parou graças ao Steve. Ela estava histérica e ele lhe aplicou uma dose de "speedball". Ela nunca tinha tentado esse tipo de merda antes, aí o cara vai e aplica nela uma mistura de cocaína com heroína! Mesmo assim eu fazia qualquer coisa por ele. Eu o impedi de ser morto por membros da familia da minha esposa. Salvei-o até de ir a julgamento, porque até sua mãe queria que ele pagasse pelo que ele fez. E o filho da puta se vira contra mim? Eu quero dizer tudo bem, eu sou uma pessoa dificil de se lidar e sou foda de entender - e eu tive minha parte nos problemas - mas Steve se beneficiou muito mais do seu envolvimento comigo do que eu com ele. Steve tinha muitos fãs mas ele era de foder. E eu tenho que mantê-lo na minha vida? Vai se foder!" - Axl Rose falando da saída do baterista Steve Adler dos Guns